Home»Artigos»Como funciona o visor de uma câmera fotográfica?

Como funciona o visor de uma câmera fotográfica?

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Se você gosta de fotografia, deve saber que o visor é parte essencial de uma câmera fotográfica.

O sistema de câmera no visor, pode ter uma variação, a depender de cada tipo de aparelho.

E para que serve o vistor? Qual seu objetivo?

O visor serve para fazer um processamento das imagens capturadas pela lente, também atua na fixação da composição, antes da imagem ser registrada pela câmera fotográfica.

Muitas câmeras fotográficas, usam o sensor para permitir uma pré-visualização na tela de LCD, dessa forma o sistema mais utilizado tem sido o de SLR ou o de Single Lens Reflex, de maneira que o fotógrafo consegue ver a projeção óptica através da lente.

Estrutura do visor

As principais sessões do visor são:

  • Tela de focagem.
  • Lente condensadora.
  • E lente ocular.

Sobre cada uma dessas, logo falaremos.

Tela de focagem

A luz passa por cima do espelho, que através do ecrã de focagem forma uma imagem, tendo apoio dessa mesma luz que é projetada sobre a superfície.

Lente condensadora

Essa lente chamada de convexa, tem a missão de focar na imagem, atuando na captação da luz e deixando a foto mais brilhante.

Lente única digital

Esse tipo de lente combina a ótica e os mecanismos com um sensor de imagem digital, ao contrário filme fotográfico. Nessa lente a luz viaja através da lente, em seguida, vai para um espelho que alterna para enviar a imagem. Ao utilizar apenas uma lente, o visor de uma DSLR apresenta uma imagem que é capturada pelo sensor de câmera fotográfica.

O espelho dessa câmera permite que a luz da lente crie a exposição.

Pentaprisma

Esta lente permite que a luz surja em várias direções, por isso seu prisma poliédrico muda a direção da luz. O formato dessa lente possibilita que a câmera capture uma imagem no visor, muito semelhante ao que o olho humano é capaz de enxergar, dando assim maior nitidez e naturalidade às imagens.

A base dessa lente recebe a imagem que é invertida na lente do condensador e que salta para a imagem 3 vezes, antes que possa projetar a imagem para o visor da câmera fotográfica.

Lente ocular

Esse tipo de lente permite que o tamanho da imagem seja alterado. Ela pode ser composta de várias lentes múltiplas. E por meio dela, fotografias muito bonitas podem ser feitas, através do ajuste da distância da lente ocular da câmera fotográfica.

Princípios para exibir informações no visor

Vários tipos de dados são exibidos através do visor como: status da câmera, as configurações da exposição e a posição dos pontos de AF.

A informação apresentada fora do campo de visão é enviada na direção do penta prisma, através dos prismas e unidades de exibição, sendo logo em seguida refletidas no interior do penta prisma para atingir a ocular da mesma maneira em que as imagens são capturadas.

A informação apresentada no campo de visão fica sobreposta ou sendo exibida por um cristal líquido transmissível.

Método de Sobreposição

O método de sobreposição consiste em sobrepor a luz vermelha que indica os pontos AF, que são selecionados para a imagem no visor.

Existem dois métodos para realização da sobreposição nas câmeras fotográficas; o primeiro pode-se citar com uma sobreposição feita diretamente sobre a tela de focagem, e o outro usando um espelho dicroico para refletir a informação sobre a ocular. O espelho dicroico é um filtro óptico e possui a característica de refletir a luz com o comprimento de uma onda específica, deixando que a luz passe através dele.

Método do cristal líquido transmissivo

Esse método consiste em posicionar o cristal líquido entre a tela de focagem e o penta prisma de maneira que a informação sobre a tela LCD seja colocada sobre a imagem fotografada, para exibir os pontos AF.

Ao utilizar o cristal líquido é possível exibir vários tipos de informações no campo de visão, incluindo o nível do visor eletrônico e as grades.

Desempenho do visor óptico

O desempenho do visor é desenvolvido por 3 índices, são eles:

  1. Magnificação
  2. Ângulo de visão.
  3. E ponto de mira.

Cobertura

A cobertura indica o percentual da área que o visor cobre no quadro da imagem. E mesmo quando a lente é trocada, ela se mantém inalterada.

Se a cobertura é inferior a 100%, algumas partes dos resultados do disparo, não poderão ser vistas por meio do visor.

A cobertura máxima é de 100%, sendo assim, se houver cobertura superior a isso, significará que algumas partes serão visíveis nas imagens fotografadas.

Magnificação

A taxa de reprodução é parte de um termo técnico para a fotografia. E é ela quem define o tamanho da imagem de um objeto.

A magnificação tem significado similar. Ou seja, a ampliação da imagem é visualizada através do visor. Esse índice da imagem é visto pelo olho humano como formato de proporção em número 1. Ou seja, quanto menor for a proporção, menor será a imagem no visor.

O tamanho das imagens reais mudará de acordo em que houver distanciamento do focal da lente da câmera fotográfica. Isso quer dizer que a ampliação e magnificação será definida com base na condição específica de medida.

Veja alguns exemplos:

Se você tiver uma lente de 50mm, isso significa dizer que se terá uma distância focal de 50 mm, definindo o foco para o infinito, sem haver assim dioptria no visor (foco).

A unidade m – 1 é usada para a dioptria e indica um índice de refração utilizado principalmente para óculos e em câmeras fotográficas DSRL, que geralmente são de 1m – 1.

Esse valor indica que é possível ver nitidamente 1 m adiante. Por meio do ajuste de dioptria para valores negativos, a miopia pode ser corrigida. Já a hipermiopia exige uma adaptação para valores positivos.

Ângulo de visão

Esse ângulo indica a área em que o olho pode se descolar a partir do visor. Quanto maior o ângulo, maior a visão de possível deslocamento.

Ponto de mira

Indica uma área tolerável, no qual o olho poderá se afastar ligeiramente da ocular do visor e ainda assim conseguirá visualizar a imagem pelo visor da câmera fotográfica.

Depois dessa aula, veja as opções de câmeras fotográficas profissionais e semiprofissionais!

Comentários

comentários

Post anterior

Conhecimento Básicos de Câmeras Fotográficas DSLR

Próximo post

WORLD PRESS PHOTO: O MAIOR ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE FOTOJORNALISMO