Home»Dicas»Como otimizar as Fotografias Panorâmicas

Como otimizar as Fotografias Panorâmicas

3
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Para fazer imagens de arquitetura e paisagens, por exemplo, os fotógrafos geralmente têm a vontade de aumentar o campo de detalhes e a resolução. Para fazer isso, eles capturam a imagem em um ângulo maior, que cria um visual impossível de ser atingido com uma câmera comum. É aqui que a fotografia panorâmica acontece – pode ser uma ótima técnica para ser utilizada se deseja atingir esses objetivos.
Apesar de possuir um conceito e a técnica em si serem relativamente clara e direta, a fotografia panorâmica ainda confunde muitos fotógrafos. E é por isso que vamos esclarecer algumas das principais dúvidas e mitos sobre a modalidade de imagem.

A cabeça panorâmica é absolutamente necessária?

Esse é um dos principais mitos da fotografia panorâmica. O equipamento chamado de cabeça panorâmica nem sempre é necessária para fazer uma imagem dessas. Equipamentos específicos para as panorâmicas só serão necessários quando você tem objetos muito próximos à lente e se você está fotografando com lentes que não são tilt e shift. Se você fotografa com um longo campo de visão, ou quando o objeto mais próximo está localizado em um foco infinito, você não precisa se preocupar com a paralaxe. Sendo assim, você pode facilmente fazer uma grande panorâmica sem precisar de nenhum equipamento especial.

Falta de tempo para testes de panorâmica

A falta de tempo para testar as imagens é um dos principais motivos que vão fazer você desistir da cabeça panorâmica. É sempre recomendável que o fotógrafo deixe o equipamento e o cenário preparado para uma imagem que ele deseja, ou para as imagens surpresas que possam aparecer durante uma sessão. Mesmo com todo esse preparo, os elementos surpresas vão surgir e você vai ter pouco tempo para procurar e instalar os equipamentos fotográficos específicos – para a panorâmica, por exemplo.
Quando você utiliza equipamentos complexos, especialmente aqueles que possuem diversas dobras e roldanas, o tempo necessário para o preparo é maior e você pode levar um tempo para deixar tudo nivelado, preparado e testado.
Se houver quaisquer objetos em primeiro plano, ou se você disparar a câmera em distâncias focais longas e a paralaxe ser um problema em potencial, você teria também de ter a certeza de que você posicionou sua câmera e lente para o ponto de “não paralaxe” (que você precisa prever com antecedência).
Se você decidir mudar a distância focal e esquecer de mover o equipamento de forma correta, sua foto será arruinada. Para resumir, as fotos panorâmicas mais complexas precisam de tempo e paciência para serem feiras e você precisa estar preparado para todos esses problemas. Se você quiser fazer uma imagem mais simples, mas com o mesmo efeito, fique só com o seu equipamento capaz de fazer uma panorâmica padrão.

Vento

Outro elemento que precisa de atenção na hora de fazer uma panorâmica é o vento. Se estiver ventando muito quando você for fotografar, é melhor esperar a “poeira abaixar” para fazer sua imagem. O vento não apenas faz com que elementos como árvores e arbustos se movam, mas pode fazer com que seu equipamento se mexa deixando suas fotografias borradas.
Uma das principais frustrações dos fotógrafos que se aventuram nas panorâmicas é descobrir que nenhuma das imagens feitas ficou nítida.

Mudanças nas condições ambientais e tempo de exposição

A experiência de fazer fotografias panorâmicas nos melhores horários do dia para fotografas – o nascer e o pôr do sol – também pode ser frustrante. Nesses horários, as nuvens, o céu e as cores mudam rapidamente e uma fotografia panorâmica exige condições mais estáticas, principalmente de envolver mais de 5-6 exposições.
Quando se fotografa em níveis de luz baixos – que é o caso desses horários – se o seu tempo de exposição for muito longo (mais de meio segundo), escolher a modalidade panorâmica pode ser uma má opção. Quando você concluir a panorâmica, o brilho da cena pode ter mudado completamente fazendo com que seja impossível para o seu equipamento produzir a foto.

Comentários

comentários

Post anterior

Melhores câmeras de 2015 para crianças

Próximo post

Você conhece as configurações básicas da sua câmera DSLR?