Home»Dicas de Fotografia»Como usar a compensação da exposição adequadamente na fotografia ?

Como usar a compensação da exposição adequadamente na fotografia ?

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

As câmeras DSLR são ótimas aliadas do fotógrafo profissional, e cada dia mais dispõem de novos recursos e funcionalidades. Essa tecnologia auxilia muito o trabalho do fotógrafo em campo, tomando algumas decisões pelo profissional, inclusive.

No entanto, nem sempre as escolhas da câmera condizem com a necessidade real ou com o objetivo do fotógrafo. Nestes casos, é preciso uma pequena intervenção humana para garantir o resultado final da foto.

A compensação da exposição se encaixa exatamente neste ponto. Ela é um dos recursos que podem ser utilizados para corrigir a luminosidade da cena e salvar uma imagem, que de outra forma seria descartada.

Veja neste artigo algumas informações sobre a compensação de exposição na fotografia e aprenda a fazê-la do jeito certo, de uma vez por todas.

O que é a compensação da exposição?

compensacao da exposicao adequadamente na fotografia
Símbolo compensação da exposição em câmeras DSLRs

Dentro de sua câmera DSLR tem um componente chamado “fotômetro”. Ele é usado para medir a intensidade da luz na cena e assim encontrar a melhor configuração para capturar a fotografia. No entanto, ao contrário de nossos olhos, o fotômetro interno não consegue identificar contrastes muito acentuados.

Isso acontece porque a câmera é programada para medir em tom cinza. Como resultado, quando existe um padrão de cores contrastantes (preto e branco, por exemplo) a câmera acaba subexpondo (escurecendo) ou sobre-expondo (clareando demais) a imagem.

Para contornar esse problema, a maioria das câmeras contém a compensação de exposição. Esse recurso, também chamado de EV, ajuda a equilibrar as cores da imagem, mesmo quando a câmera não consegue fazer isso sozinha.

Na prática, a câmera vai selecionar um modo de exposição de acordo com os seus padrões de medição. Depois de tirar a foto, o fotógrafo deve olhar no visor e caso ela esteja muito clara ou escura, ajustar a exposição através do menu de compensação e tirar uma nova foto.

Como usar a compensação da exposição?

A primeira coisa que você deve fazer é decidir como será a sua foto. Em casos em que o contraste entre o plano de fundo ou objeto é muito grande, o fotógrafo precisa decidir quais dessas áreas deve permanecer iluminada na cena.

Vamos pegar como exemplo uma foto na praia em um pôr do sol. Nessas circunstâncias, é bem provável que existam sombras nas pessoas, deixando-as mais escuras na fotografia. Sendo assim, o primeiro passo é decidir quem será o tema principal desta foto: as pessoas na praia ou a paisagem?

Depois disso, existem basicamente três formas de corrigir a exposição da cena, veja elas abaixo:

1. Modo de medição

A primeira forma é através do modo de medição da câmera. A maioria dos modelos apresenta, pelo menos, três modos de medição. Entre eles:

Geral ou matricial: a configuração padrão da maioria das câmeras lê toda a cena e cria uma média de exposição, com base em todos os tons de luminosidade. Embora seja muito útil, na maioria das vezes, nesta opção não é possível selecionar o tema principal da foto. Por conta disto, em nosso exemplo, as pessoas da foto poderiam ficar subexspostas.

Pontual: pode ser usado para destacar uma pequena área do ambiente para o fotômetro da câmera. Desta forma, fica mais fácil decidir o que deve ser medido e como a exposição da cena deve ficar. Algumas câmeras ainda permitem que o fotógrafo escolha o ponto de medição, dando ainda mais controle sobre a exposição.

Nos modelos que não existem essa funcionalidade, é possível manipular a medição pontual. Para isso pressione o obturador pela metade e veja o ponto de medição piscar brevemente. Com o botão ainda pressionado pela metade, direcione o ponto para o local que deseja medir e pronto. Depois disso, basta voltar a enquadrar a cena e tirar a fotografia. A exposição será medida de acordo com a região que você escolheu na imagem.

Central: mede a região central da cena, geralmente onde se encontra o tema principal da foto. Também pode ser “manipulada” seguindo os passos citados anteriormente. Porém, é recomendada apenas para situações onde o contraste esteja mais ameno.

2. Compensação da exposição

Para os casos que o modo de medição não possa ser aplicado, ou o fotógrafo não queira, ainda existe a compensação de exposição. Neste caso é medida a exposição e visualizado o resultado no visor ou LCD.

Quando a cena está muito clara, a compensação de exposição deve ser positiva. Ou seja, entre + 1 ou +2 EV. Já nos casos em que ficou escuro demais, o fotógrafo deve selecionar -1 ou -2 para compensação da exposição.

No nosso exemplo usaríamos a compensação positiva para ajustar a exposição. Na maioria das vezes, +1 já é suficiente para regular os tons das imagens. Contudo, teste para ver quais das opções mais se encaixa em sua fotografia, combinado?

3. Cartões cinza

A terceira e última forma para ajustar a exposição da cena é através dos cartões cinza 18%. Esse tom de cor é o mesmo usado pela câmera para regular a exposição. Sendo assim, você pode usá-lo para equilibrar os tons de uma cena com muito contraste.

Ainda seguindo o exemplo da praia, você deveria primeiro enquadrar o cartão cinza para medir a exposição. Você pode seguir as mesmas orientações dos modos de medição, está lembrado?

De qualquer forma, vamos relembrar o passo a passo:

  1. Segure o botão obturador pela metade;
  2. Focalize o ponto de medição no cartão;
  3. Ainda com o botão meio pressionado, focalize a cena e tire a fotografia.

O cartão cinza ainda pode ser substituído por outros acessórios com esse mesmo tom de cor. Um tecido, uma camiseta, bolsa e qualquer outro acessório deste tipo também ajudam nestes momentos. Aliás, por esse motivo, muitos acessórios fotográficos possuem essa cor.

Vale lembrar ainda que a fotografia não é uma ciência exata. É impossível prever todas as circunstâncias e sugerir os controles exatos da compensação de exposição. Por esse motivo, cabe ao fotógrafo experimentar e testar todas as configurações.

A câmera deve ser tratada como uma extensão de seu corpo. Assim, você deve conhecer todos os ajustes possíveis que pode realizar nela. A prática continua sendo a melhor forma para colecionar aprendizados novos.

E você, já conhecia a compensação da exposição? Gostou dessas dicas? Deixe o seu comentário abaixo!

 

Comentários

comentários

Post anterior

MULHERES NA FOTOGRAFIA: GISELE BÜNDCHEN, A MODELO MAIS FOTOGRAFADA DO MUNDO

Próximo post

Fotografar Shows: Dicas de configurações básicas