Home»Artigos»Amor pela fotografia: Consultor de TI larga profissão e expõe seu trabalho na Klompchin Gallery

Amor pela fotografia: Consultor de TI larga profissão e expõe seu trabalho na Klompchin Gallery

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

A arte de fotografar seduz muitas pessoas ao redor do mundo. Mesmo aquelas que possuem um posto firmado em outra profissão podem acabar alimentando um desejo reprimido de viver apenas do ato de retratar seu ponto de vista através de uma câmera fotográfica. E foi esse tipo de atitude que transformou o até então desconhecido nigeriano Ima Mfon de um consultor de Tecnologia da Informação na cidade de Nova York a integrante de uma exposição de fotografia em Lagos, sua cidade natal.

E esse processo, apesar de mostrar um crescimento evidente, aconteceu no surpreendente período de apenas 11 meses. Processo esse que foi descrito pelo próprio Ima em entrevista concedida ao site norte-americano Photo Magazine.

Amor pela Fotográfia

“Eu brincava com algumas câmeras de brinquedo e também câmeras digitais, mas eu comecei a levar mais a sério isso há uns oito anos atrás, enquanto estava completando a minha outra graduação na Universidade do Texas, em Austin. Tenho sido profissional de fotografia fazem 11 meses. Eu era um consultor de TI em tempo integral, mas ano passado pedi demissão para ir em busca do meu sonho. Muitas pessoas me chamaram de louco, mas minha família e meus amigos me deram muita força e tem sido um grande ano desde então!”

Dentro do seu curto histórico como atuante exclusivamente no setor de fotografia, o nigeriano obteve, além do mestrado em Estudos Profissionais da Fotografia na renomada Escola de Artes Visuais de Nova York, a oportunidade de expor seu trabalho na Klompchin Gallery, após ser um dos vencedores do prêmio FRESH 2015, e possuir seu trabalho mais recente, “Nigerian Identity” (Identidade Nigeriana) exaltado no site do Museu Fotográfico da Humanidade, ambos localizados nos Estados Unidos.

Amor pela Fotográfia

Sobre seu futuro, Mfon revelou que pretende abrir um estúdio fotográfico em Lagos para poder se estabelecer no local que foi a mais importante fonte de inspiração para seu portfólio e dar prosseguimento ao seu sonho, além de outras metas mais pontuais:

“Enquanto estou desenvolvendo meu case pessoal, também faço alguns trabalhos freelancer e pequenos contratos para ir vivendo e cobrindo meus custos. Eu planejo voltar para a Nigéria, meu país de origem, ainda esse ano e abrir meu próprio estúdio. Eu estou muito interessado nesse mundo comercial e de anunciantes também, adoraria fotografar para a Vogue algum dia. Meu objetivo também é ter um livro publicado. Ainda estou em um estágio inicial, onde eu quero explorar o colonialismo e como foi o efeito desse fenômeno na Nigéria como país.”

Comentários

comentários

Post anterior

Tutorial: Foto Panorâmica com Câmera e Photoshop !

Próximo post

GoPro lança nova câmera HERO4 Session