Home»Artigos»VENCEDORES DO WORLD PRESS PHOTO 2017 SÃO ANUNCIADOS

VENCEDORES DO WORLD PRESS PHOTO 2017 SÃO ANUNCIADOS

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Na manhã de hoje foram anunciados os grandes vencedores do World Press Photo 2017, que neste ano teve a participação de 5.034 fotógrafos de 125 países. Quem levou o World Press Photo of the Year (a categoria principal) foi o fotógrafo turco Burhan Ozbilici, que registrou o assassinato do embaixador russo em Ancara, num atentado no dia 20 de dezembro de 2016.

O fotógrafo contou em uma entrevista após o atentado que estava por acaso no local, uma galeria de artes onde o embaixador russo participava de uma inauguração. O atirador assassino, Mevlüt Mert Altintas, disparou a arma oito vezes e feriu mais duas pessoas antes de ser morto por forças de segurança. A fotografia de Ozbilici viralizou nas mídias sociais e foi capa dos principais jornais do mundo.

Após o anúncio das fotografias premiadas, o presidente do júri do concurso World Press Photo 2017, Stuart Franklin, revelou que votou contra a imagem do assassínio do embaixador russo na Turquia captada pelo fotógrafo turco. Ele afirmou num artigo do jornal britânico The Guardian que “esta imagem de terror não deveria ser a fotografia do ano. Eu votei contra”. E completou: “colocar esta fotografia num pedestal tão alto é um convite àqueles que contemplam a espetacularidade destes palcos, reafirma a associação do martírio e publicidade”.

Sem mais polêmicas, uma ótima notícia: o Brasil não ficou de fora da premiação. O fotógrafo da Folha de S.Paulo, Lalo de Almeida, foi premiado na categoria Contemporary Issues (questões contemporâneas) com o ensaio que produziu sobre o surto de zika vírus na região do Nordeste, o qual mostra bebês com microcefalia junto de suas mães.

Também foram premiadas outras pautas como o enterro do ex-presidente cubano Fidel Castro, a violenta luta contra o tráfico de drogas ordenada pelo presidente filipino, Rodrigo Duterte, a luta das comunidades nativas dos Estados Unidos contra o oleoduto que deverá cruzar suas terras ancestrais em Dakota do Norte e a crise dos refugiados no Mediterrâneo.

O World Press Photo teve sua primeira edição em 1955, quando um grupo de jornalistas da Associação Holandesa de Fotojornalismo transformou o prêmio nacional da instituição em uma competição internacional. Naquele ano, 42 fotógrafos de 11 países apresentaram 300 imagens. No ano seguinte, o número de países participantes quadruplicou, com participantes de 22 nacionalidades.

Em 2016, o prêmio de melhor foto do ano foi dado a uma imagem que mostrava o drama dos refugiados no Mediterrâneo, de autoria de Warren Richardson, que retrata o momento em que um homem entregava um bebê a outra pessoa sob uma cerca na fronteira entre a Hungria e a Sérvia.

Confira todos os premiados no site oficial do World Press Photo.

 

Comentários

comentários

Post anterior

As Melhores Lentes Prime para Fotografia de Rua

Próximo post

Como trabalhar com fotografia? Veja as formas e opções de trabalho para você empreender !