A simplicidade pode (e precisa) ter espaço na fotografia

0 223

É fato que os recursos atuais no universo da fotografia são quase infindáveis. Não apenas em relação a recursos tecnológicos de câmeras cada vez mais potentes e versáteis, mas também do surgimento de diversos estilos e técnicas ao longo dos anos.

Desse modo, acaba sendo natural que os cenários tornem-se cada vez mais controlados pelas ações humanas. Se isso pode trazer, em certa medida, a sensação de segurança no resultado, igualmente se corre o risco de maiores limitações em relação, até mesmo, a originalidade de um trabalho.

fotografia

Porém, é válido ressaltar que essas facilidades não podem afastar a prática habitual da fotografia, independente do segmento, de um ambiente de simplicidade. Trazendo à tona, por exemplo, situações onde as condições podem não parecer as ideais na busca por sua imagem, mas que também podem traduzir mensagens de grande importância graças ao criativo trabalho de quem está portando as poderosas lentes de uma câmera.

Sendo assim, quando se fala em simplicidade, é fundamental entender que isso vai ao encontro, principalmente, do constante monitoramento pelo exercício da criatividade.

Caminhando nessa linha de raciocínio, o fotógrafo de paisagem Joshua Peg produziu conteúdo para seu canal no YouTube tendo, como tema central, a simplicidade. Não somente analisando por uma questão de recuperar suas raízes, mas também de trazer novas possibilidades ao seu estilo de fotografia. Movimento esse que, consequentemente, pode refletir em importantes descobertas a qualquer profissional ou entusiasta da arte.

Confira o conteúdo sobre simplicidade na fotografia

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.