Astrofotografia: guia para interessados
Crédito: Foto de Alex Andrews no Pexels.

Astrofotografia: Guia para interessados

Você já deve ter visto belas imagens de objetos celestes que enchem os sites e as páginas de revistas de astronomia. Talvez você até esteja se perguntando se é possível fotografar o céu noturno e registrar muitos dos seus mistérios. Na verdade, fazer a transição da fotografia de rotina para a astrofotografia não é tão difícil quanto parece. A astrofotografia é uma adaptação especial da fotografia comum. Você pode capturar imagens impressionantes de estrelas e planetas, mesmo utilizando equipamentos baratos. Pode parecer algo muito distante (e literalmente é), mas é totalmente possível realizar essa atividade partindo de pressupostos básicos. Por isso, a equipe eMania preparou uma comparação entre as câmeras digital e em filme para começar a explicar um pouco mais sobre essa área fotográfica.

Astrofotografia: guia para interessados
Crédito: Foto de Rakicevic Nenad no Pexels.
  • Digital x Filme

Nos últimos anos a fotografia digital ultrapassou a fotografia em filme, por ser mais conveniente e oferecer uma ótima qualidade para jornalismo e retratos. O digital substituiu o filme no final dos anos 1990 para a maioria dos jornais das grandes cidades. Muitas pessoas preferem a fotografia digital por conta da praticidade que ela tem a oferecer; mas alguns fotógrafos profissionais optam pela fotografia em filme, que pode superar a digital quando se trata de grandes impressões e reproduções em que as texturas são importantes. A fotografia digital, por outro lado, é um processo que permite armazenar as fotos diretamente em um disco de computador ou cartão de memória. Dessa forma, a imagem é convertida na hora e você tem a oportunidade de ver o que foi fotografado. Basicamente, a fotografia digital é focada em um chip de computador dentro da câmera e é instantaneamente convertida em imagem, permitindo que você veja a foto na tela na parte de trás da câmera. Ao contrário das câmeras de filme, as câmeras digitais não têm filme para revelar; você pode excluir imediatamente as fotos que você não gostar. Você pode “salvar” as melhores fotos e excluir as que não saíram com boa qualidade ou as que você não gostou. 

Astrofotografia: guia para interessados
Crédito: Foto de Jakub Novacek no Pexels.
  • Comprimento de exposição

Muitas câmeras automáticas têm a capacidade de manter um tempo de exposição de 15 a 30 segundos. Se você utilizar exposições mais longas, o movimento de rotação da Terra fará com que as imagens das estrelas apareçam como faixas curtas ao invés de pontos brilhantes. Na astrofotografia, o rastro de estrelas pode ser maior dependendo da localização dessas constelações – em alguns lugares, como no equador celeste, o céu pode se mover bem mais rápido do que em outros pontos.  Assim, uma exposição de 40 segundos de Orion, um grupo equatorial, mostra cerca de duas vezes mais do que uma Ursa Maior. Para isso, é preferível que você use uma unidade que tenha uma configuração BULB, que permitirá que você deixe o obturador da câmera aberto por um período de tempo indefinido.

Astrofotografia: guia para interessados
Crédito: Foto de Luck Galindo no Pexels.
  • Instruções técnicas

Para realizar a astrofotografia, uma câmera fixa de 35mm precisa ser montada em um tripé resistente para mantê-la bem firme. Tente também usar um tripé com cabeça de panela de três vias – isso torna mais fácil apontar sua câmera e enquadrar o campo desejado. Se você não tiver um tripé, experimente um pufe e coloque-o sobre algo sólido que não se mova. Para fotografar estrelas e constelações, você precisará fazer uma longa exposição. O comprimento focal da lente da câmera irá determinar o tamanho do campo estelar no filme – isso é chamado de escala fotográfica. Normalmente, uma lente padrão de 50 mm pode cobrir uma faixa de céu de aproximadamente 30 por 50 graus, que é grande o suficiente para capturar padrões de estrelas como a Ursa Maior ou Orion. Uma boa sugestão também é obter uma liberação por cabo (ou remoto sem fio ou temporizador automático) para permitir disparar o obturador e travá-lo aberto sem tocar fisicamente no botão do obturador, o que pode causar vibração.

  • Usando um telescópio

Você pode tentar capturar imagens em close da lua por meio de um telescópio. As câmeras digitais são boas nesse aspecto, pois têm a capacidade de gravar objetos brilhantes que podem suportar alguma ampliação (zoom). Você pode tentar apontar sua câmera para a ocular do telescópio e apenas clicar no obturador. É provável que suas primeiras tentativas não resultem no que você quer porque suas mãos podem não estar firmes o suficiente – por isso é tão importante utilizar o tripé. Para capturar a melhor imagem na astrofotografia, experimente diferentes configurações de abertura e exposição – você irá descobrir as melhores opções à medida que for testando cada uma delas. Com uma câmera de filme, você pode acabar fazendo várias exposições que não darão certo e serão descartadas.

Mas com uma câmera digital, você precisará apenas examinar a sua imagem na tela para ver se gostou do resultado – você pode excluir a imagem e alterar a configuração para fotografar novamente. A lente deve ser definida no infinito (quando objetos muito distantes aparecem nítidos no visor). Na maioria das câmeras de filme, você pode fazer esse ajuste manualmente, definindo o anel da lente para o infinito – em câmeras digitais esse procedimento pode ser mais complicado. Para algumas máquinas fotográficas, pode ser necessário acessar o manual ou o menu para descobrir se você pode substituir o recurso de foco automático e focar manualmente no infinito. Se você estiver usando uma câmera, aponte e dispare; a configuração do infinito pode ser indicada por algum tipo de ícone semelhante a montanhas; tente atirar em algo distante para verificar se essa configuração funciona.

SOBRE NÓS

O Blog eMania é voltado para o segmento fotográfico, filmagem e cinema. Trazemos dicas de equipamentos, tutoriais, notícias, curiosidade, reviews e comparações de produtos para facilitar a vida do fotógrafo e cinegrafista profissional e amador.

[site_social_icons]