Compreendendo os espaços na Fotografia
Crédito: Foto de cottonbro no Pexels.

Compreendendo os Espaços na Fotografia

Os espaços negativo e positivo na fotografia são técnicas de linguagem visual muito eficazes e podem ser aplicadas com certa facilidade. São usadas geralmente em outros meios visuais, como: pintura, arquitetura, ilustrações, cinematografia, entre outros. Mas, antes de começarmos a explicar o que é o espaço negativo, você precisa entender primeiro o que é o espaço positivo – pode ser mais fácil de entender todo o conjunto dos conceitos. O espaço positivo na fotografia é sobre o assunto que será capturado; é a área da foto que atrai a atenção do observador. Nessa composição, o objeto principal é o que chama a atenção; é para ele que o olhar será direcionado em primeiro lugar – é algo fácil de ser identificado na imagem.

De um modo geral, quanto mais fácil for a compreensão imediata de uma foto para o espectador, mais poderosa, evocativa ou bem-sucedida essa imagem será. Essa descrição simplificada pode ser comparada ao ato de escrever, pois, ao escrever um parágrafo, provavelmente haverá uma ou duas mensagens principais antes de cada ponto final. O que ocorre é o risco das frases se tornarem prolixas; palavras supérfluas que não passam propósito nem sentido ao leitor. E algo que poderia ter sido narrado em duas frases, aumenta para oito frases. A fotografia também funciona semelhante ao exemplo citado. Quanto mais eficiência você tiver em ir direto ao ponto, ser objetivo, mais eficaz você será como um comunicador visual. 

Compreendendo os espaços na Fotografia
Crédito: Foto de Miriam Fischer no Pexels.

O que é espaço negativo?

O espaço negativo é uma ferramenta usada por fotógrafos para acentuar os assuntos de forma mais atraente – trata-se do isolamento do objeto e é uma das técnicas mais utilizadas. O espaço negativo não é exatamente um espaço em branco ou uma fotografia minimalista (e não há mal em pensar dessa forma), é realmente uma técnica única para experimentar em sua prática fotográfica. Ao invés de ser sobre direcionar o olhar do observador para um determinado ponto, é sobre a capacitação desse movimento por parte do espectador. Se você deseja que o espaço negativo seja o foco principal de sua imagem, você precisa usar técnicas que lhe permitam evocar sentimentos. 

Ao iniciarmos no universo da fotografia, somos treinados para seguir regras básicas de composição – como a regra dos terços, por exemplo. Porém, com esse tipo de fotografia, os padrões comuns geralmente não se aplicam – sua imaginação é o que irá reger todo o contexto. O espaço negativo é a sugestão de que certas partes da imagem são mais relevantes que outras. É como se cada imagem tivesse uma hierarquia de importância, uma ordem específica em que o visualizador deve voltar a sua atenção na composição. Fotógrafos experientes são eficientes em comunicar ao espectador qual deve ser a ordem, para que possam contar a sua história da maneira mais convincente possível. Em muitos casos é possível dizer que um assunto é tão forte quanto o espaço que o cerca.

Compreendendo os espaços na Fotografia
Crédito: Foto de cottonbro no Pexels.

Treine o seu olhar fotográfico

Às vezes, temos a tendência de preencher nossas composições com muitas cores e objetos. Se tratando de espaço negativo, a lógica utilizada é totalmente o oposto, pois as zonas “vazias” são as que prevalecem. No fim, a imagem é composta principalmente de espaço neutro ou em branco, e uma pequena parte da composição contém o objeto real. Esse tipo de arranjo fotográfico dá ênfase ao assunto registrado e agrega um valor próprio a ele – quando a composição fotográfica é feita corretamente, ela é capaz de elevar a sua fotografia a um patamar verdadeiramente impressionante. Talvez você sinta um pouco de dificuldade (ou gere um tipo de estranhamento) a partir do momento em que você começar a aplicar essa técnica. Nem todas as tentativas são bem-sucedidas, mas isso é comum em qualquer área da fotografia. 

Você verá que existem várias oportunidades de criar fotografias de espaço negativo, praticamente em qualquer lugar ao seu redor. Para isso, é preciso estar com o olhar atento, saber observar e aplicar algumas outras técnicas para capturar imagens incríveis. Quando você olha para as coisas ao seu redor de forma diferente e foge um pouco das regras tradicionais, você encontra diversas possibilidades de criar fotos exclusivas. Olhar para uma cena ou um cenário e tentar criar a sua própria história é um ótimo exercício para você praticar todos os dias. A fotografia de espaço negativo é uma excelente maneira de expandir suas habilidades e seu olhar fotográfico. Portanto, lembre-se que às vezes menos é mais.

Preencha a sua composição fotográfica com o espaço negativo e tente colocar o mínimo de objetos, para não distrair a atenção do principal foco ou da mensagem que você quer passar. Texturas e cores sólidas são boas opções que você pode aplicar para gerar um espaço negativo em seus registros, desde que elas preencham a maior parte em sua composição. Uma dica para começar a utilizar essa técnica é posicionar o seu objeto como se fosse um assunto secundário na sua foto – em uma zona que geralmente não atrai o olhar o observador. Esse é um exemplo prático que você pode utilizar no dia a dia para treinar essa técnica. 

Compreendendo os espaços na Fotografia
Crédito: Foto de cottonbro no Pexels.

Influências que você você pode seguir

Uma ideia que você pode pegar emprestada na hora de fotografar os espaços na fotografia é o minimalismo. Há um entendimento falho ao descrever o minimalismo como “jogar coisas fora” ou não ter coisas. Mas essa descrição é semelhante à atitude de olhar para as palavras e não entender o significado por trás delas. O minimalismo está relacionado a decidir intencionalmente quais coisas incluir em sua vida. Podemos aprender com o minimalismo a ideia de que a inclusão intencional de elementos específicos é uma mais crítica do que a tirar elementos ou acrescentar (de forma subconsciente) de tudo em suas composições. 

Como fotógrafo, você pode procurar ter mais cuidado sobre as coisas que decidir incluir em suas imagens – como os temas que serão utilizados ou moldados e como as histórias serão contadas, pois a fotografia pode gerar emoções. O espaço negativo da fotografia pode provocar uma sensação de admiração, mistério, alegria e tranquilidade. O visualizador terá uma conexão maior com o objeto se a imagens não tiver distrações visuais ou uma infinidade de cores que o confundam. Para criar esse tipo de fotografia tudo depende de como você enxerga ou treina o seu olhar para enxergar as coisas. Às vezes, uma pequena mudança de perspectiva pode fazer uma grande diferença.

SOBRE NÓS

O Blog eMania é voltado para o segmento fotográfico, filmagem e cinema. Trazemos dicas de equipamentos, tutoriais, notícias, curiosidade, reviews e comparações de produtos para facilitar a vida do fotógrafo e cinegrafista profissional e amador.

[site_social_icons]