Home»Dicas de Fotografia»Confira as 6 Previsões para o Futuro da Fotografia.

Confira as 6 Previsões para o Futuro da Fotografia.

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Sempre olhando para trás através da história, nos esquecemos de olhar para o futuro da fotografia. Para onde estamos indo daqui? Quanta progressão tecnológica podemos continuar a fazer? Nunca podemos ter certeza sobre o futuro da fotografia – ainda não está escrito. Mas podemos fazer previsões que poderão acontecer nos próximos anos. Eles podem mudar a maneira como nos aproximamos e capturamos cenas em todos os aspectos. Confira as 6 previsões para o futuro da fotografia

6. Fotografia Imersiva

O melhor da fotografia é que ela é (sem conotações) uma verdadeira representação do mundo à nossa frente. Sem ideias políticas, laços culturais e conotações de cores, texturas, contrastes, a cena fotografada é real.
Claro, o fotógrafo olha o mundo de uma forma diferente para os outros. E aqueles que lerem a imagem adicionarão sua própria opinião sobre o que isso significa.

A maior limitação é o plano 2D que a fotografia tem que manter?

O que nos impede de capturar objetos para nos permitir ver isso de todos os lados. Já temos essa tecnologia com imagens de produtos em 360 °. O Google usa a tecnologia 3D para o Google Maps e o Google Earth há algum tempo. Anexe essas imagens e conceito a um fone de ouvido de Realidade Virtual (VR) e o que você tem? Uma ideia imersiva onde você poderia realmente ver e tocar a dita estátua, construção, cidade.

Olhar para uma fotografia de família é uma ótima maneira de relembrar memórias do passado. Mas e se você pudesse andar em volta da imagem como se estivesse suspenso no tempo.

Parece um filme de ficção científica, mas é completamente possível. Os sensores digitais só crescerão (embora com limitações). Eles nos fornecerão mais e mais detalhes em resoluções maiores. Já existem processos que os fotógrafos usam para manter a máxima qualidade. Processos como esses são bastante demorados para capturar e processar. À medida que a tecnologia melhora, o tempo gasto também diminui. Uma imagem contendo um terabyte de informação não está a um milhão de quilômetros de distância.

Nossas 6 previsões para o futuro da fotografia.
Representação de uma modelo segurando um holograma de um carro 

5. Conectividade Constante

Um dos grandes desafios da fotografia digital no momento é a conectividade. Nos últimos anos, vimos câmeras DSLR e Mirrorless com conexões sem fio. WiFi, Bluetooth e NFC agora vêm como padrão. Isso significa que os cabos são finalmente uma coisa do passado. WiFi, Bluetooth e NFC permitem que sua câmera e laptop, tablet ou smartphone se comuniquem.

Alguns anos atrás, se você quisesse ver e salvar imagens em outros lugares você precisava de um cartão de memória ou ficar preso a um cabo para que as imagens fossem transferidas da sua câmera digital para o seu computador. Softwares como o Lightroom ou o Capture One foram ótimos para isso. Permitiram que você revisasse suas imagens de maneira melhor e mais rápida. Isso, por sua vez, permitiu mais feedback de fluxo livre.

Redes sem fio significa que você não está limitado ao seu cabo..

Os cartões de memória WiFi, como o SDHC Wi-Fi de 32 GB da Transcend, proporcionam uma nova vida a uma câmera digital mais antiga. Agora é capaz de enviar imagens através de redes sem fio, porém, você só pode transferir Jpgs, não Raw, as velocidades são lentas e você está limitado pela distância.

Esses problemas não existirão para sempre. Imagine não precisar de um cartão de memória para sua câmera. Isso permitiria que os fabricantes de câmeras fizessem sistemas menores. Também poupa dinheiro e significa que você não está mais limitado a 8, 16, 32, 64 ou 128 GB.

Depois de aperfeiçoar essa tecnologia, o próximo passo será o carregamento sem fio. Imagine uma câmera que não se limita a baterias ou a potência máxima que elas têm. Uma bateria portátil pode permitir que você dispare por dia, não por horas. A tecnologia existe para smartphones, então é só uma questão de tempo. Você já pode carregar algumas baterias de câmeras digitais dentro do corpo, com um cabo USB. A Canon EOS R é uma delas.

Nossas 6 previsões para o futuro da fotografia.
Placa indicando carregamento sem fio.

4. Retorno do Vintage

Você jamais teria pensado que as câmeras analógicas teriam desaparecido há muito tempo. Especialmente com o fluxo constante de novas câmeras digitais no mercado. A progressão para novos avanços tecnológicos não impediu os ouvintes de trocar vinil por CD, e agora o CD pelo streaming.

Mesmo com o futuro trazendo equipamentos maiores e melhores. Sensores, lentes fotográficas, cartões de memória – sempre haverá aqueles que preferem versões analógicas. Eles podem oferecer mais criatividade. Ou pode servir como um protesto contra a mudança do mundo fotográfico.

Algumas câmeras, como a Nimslo, oferecem algo diferente. Outros têm características especiais que você não consegue encontrar em uma câmera digital. O único problema é que, como esta câmera só foi feita nos anos 80, há apenas uma quantidade finita para percorrer.

Nossas 6 previsões para o futuro da fotografia.
Câmera Nimslo 3D

Nossa previsão é essa. Com mais e mais colecionadores abocanhando câmeras, algumas seriam trazidas de volta à vida. Isso é verdade para empresas como a Polaroid Originals (anteriormente chamada The Impossible Project). Seu objetivo é impedir que uma determinada tecnologia desapareça.

Também é verdade para outras empresas que pretendem relançar as câmeras descontinuadas. A lomografia é uma dessas empresas. A Lomographic Society International surgiu em 1992 por um grupo de estudantes vienenses. Isso foi depois que descobriram a LCA, uma câmera criada pela LOMO PLC de São Petersburgo, na Rússia.

Eles não exatamente renovaram e relançaram a mesma câmera. Eles interpretaram a câmera feita em sua própria visão. Se a DSLR estiver saindo, as empresas de câmeras estarão concentrando sua atenção no mercado sem espelho. Mas eles também podem decidir renovar sistemas antigos. Se a Canon liberasse um sistema mais antigo com uma nova tecnologia, isso poderia dar aos fotógrafos o melhor dos dois mundos.

Nossas 6 previsões para o futuro da fotografia.
A clássica câmera de filmagens, Diana

3. A Inteligência Artificial (IA) vai mudar tudo.

Nós já fazemos fotografias criando um mundo 3D que seria completamente imersível. IA (Inteligência Artificial) é o que temos que agradecer por esta tecnologia. Você pode pensar que isso é algo novo, mas a IA já funciona dentro da sua Câmera e Lentes. A maioria, se não todos os recursos automáticos da sua câmera, usam a Tecnologia IA. Exposições automáticas, sistemas de autofoco, rastreamento e estabilização são apenas alguns. Elas nos ajudam a capturar melhor as cenas.

No futuro, veremos a IA assumir muitas das nossas tarefas fotográficas. Todos nós poderíamos desfrutar de um foco automático melhor, mais rápido e mais intuitivo. Imagine cenas e imagens inteiras, capturadas com uma exposição perfeita automaticamente.

Não só veremos melhorias com nossas câmeras. Mas também com nossos computadores e softwares de edição de imagens. As máquinas irão melhorar e o software reconhecerá todos os elementos da sua cena. Se souber o que é, pode agir de acordo.

Isso significaria não ter que inserir manualmente ‘árvore’, ‘Torre Eiffel’ ou ‘Avó Ethel’ como palavras-chave.

Os smartphones também vão progredir. O iPhone 7 tem um novo modo Retrato que desfoca o fundo para criar uma profundidade de campo agradável. O Editor Luminar 3 da Skylum possui filtros com Tecnologia AI que facilitam muito a edição. Os fotógrafos geralmente passam a maior parte do tempo editando cenas capturadas. Uma vez que a IA se torne bem implementado, o tempo gasto na edição diminuirá.

Imagine que as fotos enviadas automaticamente se separam, deixando você com as melhores fotos. Então você não precisa passar por centenas de imagens para encontrar onde os olhos da pessoa estão abertos. Além de selecionar essas imagens, os ajustes aplicados serão baseados no comportamento anterior.

Esse é o benefício da Tecnologia AI , ela aprende com suas escolhas.

Nossas 6 previsões para o futuro da fotografia.

Visualizador de realidade virtual

2. Smartphones vão abater as Câmeras Compactas

Recentemente, a Canon previu que as vendas de câmeras digitais cairão 50% nos próximos anos. Isso não significa que estaremos capturando menos imagens. Vamos usar apenas algo diferente de DSLRs, Mirrorless ou Câmeras Compactas.

Desde 2010, as vendas de câmeras digitais caíram 80%. Foi onde os sistemas de câmeras digitais falharam, já os Smartphone cresceram com folga. DSLRs e câmeras Mirrorless que usam lentes intercambiáveis também se saíram melhores. O surgimento de Smartphone trará muitos avanços. Melhores sensores, resoluções mais altas e conceitos intuitivos, o que já está muito presente nos dias de hoje. Isso permitirá que as pessoas tirem fotos melhores com mais facilidade. Afinal, a melhor câmera é aquela que você tem.

Os Smartphones já têm um grande benefício em relação às DSLRs e aos sistemas Mirrorless. Eles já possuem conectividade constante, permitindo que o usuário compartilhe imagens instantaneamente. Isso ajuda aqueles com parentes distantes ou fotógrafos que administram um negócio. Se você já tem seu Smartphone, é um incômodo carregar e manter um peso extra, especialmente para outro sistema que faz o mesmo trabalho.

Para a maioria das pessoas, um smartphone faz tudo o que precisa. Além disso, existem centenas de aplicativos para usar. As câmeras que os smartphones nos fornecerem serão superiores às câmeras compactas, elas não terão mais nada que o smartphone não consiga fazer melhor.

Nossas 6 previsões para o futuro da fotografia.

Smartphones sendo usados como principal meio de capturar momentos

1. Será o fim das DSLRs?

A Câmera Digital nasceu em 1975. Foi quando o engenheiro da Kodak, Steven Sasson, usou um sensor CCD Fairchild 100×100 pixels. Foi definitivamente a premissa da câmera DSLR para vir. Em 1981, a Sony revelou a Sony Mavica. Era uma SLR com lentes intercambiáveis, produzindo um sinal de vídeo analógico com uma resolução de 0,5K (570×490). Isso faz com que a DSLR tenha por volta de 21 anos, um pouco jovem.

A DSLR Nikon D1 foi o primeiro modelo de consumo de sempre. Ele apresentava um sensor de 2.7MP, uma taxa de burst de 4.5fps e um ISO máximo de 1600. Nós já percorremos um longo caminho desde então, e é duvidoso que eles sobrevivam nos próximos anos, quanto mais outros 20 anos.

Nos últimos anos, as câmeras Mirrorless melhoraram além de todas as previsões. Todos os principais fabricantes de câmeras agora possuem sistemas Mirrorless. As vantagens desses sistemas sobre as DSLRs são pelo fato delas serem menores, mais leves e, portanto, mais portáteis. Além disso, a ausência de um espelho significa um disparo silencioso, menos tremido de câmera e uma taxa mais rápida de disparo contínuo. As DSLRs tinham a vantagem na qualidade da fotografia, mas essa lacuna foi encerrada. A Câmera Sony A7RIII Mirrorless possui um sensor Full-frame e 42.4 megapixels efetivos. A maior resolução para fotografia de qualquer DSLR do mundo vem com a Canon EOS 5DS de 50.6MP.

Eles não podem competir com a duração da bateria, mas isso é apenas uma questão de tempo.

Nossas 6 previsões para o futuro da fotografia.

Gostou da matéria sobre o Futuro da Fotografia ? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.

Comente

Post anterior

Fotógrafo vive briga judicial com universidade por direito autoral

Próximo post

Comparação: Sony Alpha A7RIII vs A7III Mirrorless

O Autor

eMania News

eMania News

O eMania News é uma equipe fornada por fotógrafos, cinegrafistas, escritores e fotojornalista que traz notícias e artigos diariamente com informações práticas e úteis para o profissional da área abordando artigos, fornecendo dicas, oferecendo reviews e outras formas de conhecimento.