Fotografia Imobiliária (7 dicas básicas)
Crédito de imagem: Imagem de Free-Photos por Pixabay.

Fotografia Imobiliária (7 Dicas Básicas)

A Fotografia Imobiliária tem se tornado uma boa opção no mercado fotográfico comercial – tem obtido boa classificação nas listas sobre “como ganhar dinheiro como fotógrafo”. Esse mercado está quase sempre em alta e a demanda por ele tem aumentado nos últimos tempos. O objetivo desse ramo da fotografia é vender casas; corretores de imóveis buscam com frequência estilos únicos de fotos que chamem a atenção de possíveis investidores.

Já dizia o ditado “uma imagem vale mais que mil palavras”; desta mesma forma, é importante o fotógrafo oferecer como resultado imagens criativas e cativantes que valorizem toda a beleza dos ambientes dos imóveis. Se você tem interesse em ingressar nessa área da fotografia, comece criando um portfólio de suas imagens para apresentar o seu trabalho a possíveis contratantes. A equipe eMania listou algumas dicas importantes para você que quer ingressar nesse ramo da Fotografia Imobiliária:

Pesquise e aprenda

Para você que está iniciando nesse mercado, antes de tudo você precisa pesquisar ótimas referências de outros fotógrafos profissionais e analisar os exemplos de sucesso. Estude os ângulos, os enquadramentos, a iluminação e as demais técnicas que você puder identificar em cada fotografia. Utilize esses modelos como base na hora de praticar tudo aquilo que você estudou a partir daquelas inspirações fotográficas.

Adapte o seu estilo

É interessante que você se inspire em trabalhos de outros fotógrafos profissionais, mas sem que você perca a autenticidade. Você pode mesclar a sua essência às técnicas analisadas para elaborar um novo formato. A criatividade é o que conta na hora de fotografar e você é quem irá estipular o limite dela. É importante que você não siga um padrão definido, senão suas fotos terão sempre a mesma aparência. Você pode abordar com singularidade as qualidades específicas de cada propriedade.

Fotografia Imobiliária (7 dicas básicas)
Crédito de imagem: Imagem de Milada Vigerova por Pixabay.

Use o equipamento certo

Faça sua pesquisa antes de escolher os equipamentos que atenderão melhor às suas necessidades para você utilizar em seus trabalhos. Para o ramo da fotografia imobiliária, uma boa opção é investir em câmeras full-frame, pois elas cobrem a maior parte de cada ambiente e produzem imagens de alta qualidade. Atente-se ao tamanho do sensor da câmera fotográfica, se ele for grande poderá captar imagens com mais nitidez e menos ruídos até mesmo em condições de pouca iluminação. Esta escolha poderá influenciar diretamente no resultado de suas fotografias – diferencia o trabalho amador do trabalho profissional.

Outro ponto a ser considerado é a escolha da lente que você irá utilizar em sua câmera. A grande angular é uma das melhores opções para fotografar as diferentes áreas de um mesmo ambiente, pois ela cria a sensação de profundidade, revela detalhes e enfatiza o espaço de um cômodo – você pode usar uma lente de cerca de 16-35 mm. Sua função como fotógrafo é representar a propriedade de maneira estética, autêntica e atraente.

Se você ainda não adquiriu esse hábito, aprenda a utilizar o tripé para capturar imagens mais nítidas e com mais estabilidade (principalmente no caso de velocidades mais lentas do obturador). Teste as diferentes alturas do tripé e experimente quais irão atender melhor às suas necessidades. Repare também que a visão de um ambiente pode mudar totalmente aquele cômodo a partir de um novo ângulo, de um novo ponto de vista.

Fotografia Imobiliária (7 dicas básicas)
Crédito de imagem: Imagem de Rudy and Peter Skitterians por Pixabay.

Utilize o Flash

Se você utilizar a iluminação fotográfica da forma correta, você criará várias possibilidades de sombras e realces para aprimorar os detalhes do ambiente. Caso as luzes do cômodo não sejam suficientes, ainda que somadas à luz externa, você pode utilizar o Flash da Câmera. Classificado também como uma luz inconstante, o flash possui essa versatilidade e facilidade e permite o reposicionamento da iluminação. Esse tipo de luz removível pode gerar reflexos indesejáveis da luz no teto ou na parede em relação a algum objeto – porém, apesar de não produzir um dos melhores resultados, o flash é uma opção útil.

Fotos externas

A primeira coisa que você deve fazer é se dedicar a fotografar os exteriores do imóvel – como, por exemplo: paisagismo, deck/pátio, iluminação externa, piscina, área de lazer.  Busque sempre utilizar técnicas que valorizem o ambiente e chamem a atenção de potenciais clientes. Não fotografe sob luz solar forte, pois pode gerar sombras muito grosseiras na imagem. A melhor forma de tirar fotos de exteriores utilizando luz natural é ao pôr do sol. Você também pode acender todas as luzes do imóvel ao fotografar ao entardecer, pois a luz natural irá equilibrar as luzes da casa.

Para ter certeza de que as imagens serão capturadas com boa iluminação, fotografe com exposições variadas. As fotos de ambientes geralmente são imagens alinhadas na horizontal, e não na vertical, mantendo a orientação de paisagem. Na hora de fotografar, lembre-se de usar os elementos disponíveis para guiar o olhar do observador. Você pode alterar a disposição dos objetos ou mantê-los da forma que estão, enquadrá-los à imagem com diferentes planos.

Fotografia Imobiliária (7 dicas básicas)
Crédito de imagem: Imagem de giovanni gargiulo por Pixabay.

Planejamento

Combine com o corretor de imóveis o dia para você fotografar, considerando sempre o clima e os melhores horários com a luz ideal. Planeje bem o seu tempo de trabalho, aplicando sempre o preço correto que irá cobrir as horas trabalhadas. Você precisa produzir resultados de qualidade para crescer em qualquer área, seja no mercado fotográfico imobiliário ou algo não relacionado à fotografia. Preste bastante atenção e utilize a criatividade para não capturar fotos monótonas e unidimensionais. Explore todos os aspectos de cada ambiente, componha suas fotos para criar interesse e concentre-se nos elementos exclusivos de cada cômodo.

Busque se Atualizar

Aproveite também as facilidades de acesso às novas tecnologias para se basear em nos estilos fotográficos que estão em alta na Fotografia Imobiliária. Por exemplo: imagens de 360 graus fornecem uma visão ampla e completa dos espaços, possibilitando até mesmo um tour virtual. Você precisa se atualizar e desenvolver suas habilidades para obter vantagem competitiva no mercado. Imagens aéreas a partir de drones também fazem parte da versatilidade que o campo fotográfico permite. Uma vista aérea da propriedade pode chamar a atenção de potenciais clientes e impressionar a concorrência.

Fotografia Imobiliária (7 dicas básicas)
Crédito de imagem: Imagem de night_cover por Pixabay.

SOBRE NÓS

O Blog eMania é voltado para o segmento fotográfico, filmagem e cinema. Trazemos dicas de equipamentos, tutoriais, notícias, curiosidade, reviews e comparações de produtos para facilitar a vida do fotógrafo e cinegrafista profissional e amador.

[site_social_icons]