Home»Artigos de Foto e Vídeo»Fotografia Panorâmica: 5 Dicas de como fazer

Fotografia Panorâmica: 5 Dicas de como fazer

eMania
4
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

A fotografia panorâmica ou fotografia de 360º tem ganhado cada vez mais espaço e conhecimento. Está muito mais comum em anúncios e propagandas e em diversas redes sociais. Esse tipo de fotografia serve para registrar paisagens, lugares ou ampliar os elementos da foto para além do seu motivo. Neste post vamos dar algumas dicas de fotografia de como fazer uma boa foto Panorâmica.

1 – Invista em um bom tripé:

Para começar a fazer uma boa fotografia panorâmica é importante levar em consideração adquirir um bom Tripé para câmeras fotográficas. Como tripé você pode verificar se a cabeça está nivelada de acordo com o horizonte. Além do nivelamento, o tripé fornece mais estabilidade na hora de fotografar e diminui as vibrações e trepidações durante os disparos, assim consegue reunir todos os detalhes em um quadro sem ter de cortar alguma parte na pós-edição.

fotografia panorâmica

Mas um tripé simples, nem sempre vai ser um suficiente. Comprar um tripé mais robusto e resistente pode ser um bom investimento em seu trabalho, que com certeza ajudara a criar uma boa fotografia panorâmica. Além de um corpo mais firme, verifique se ele possui pés emborrachados ajustáveis, já modelos de tripés profissionais possuem esse tipo de suporte. O tripé também deve ter possui parafusos de 1/4”e 3/8” para Cabeça Ball Head e Cabeça de Tripé panorâmica para fotografia de 360 graus, quando for o caso.

2 – Faça quadro-a-quadro:

Um dos maiores mitos que temos na fotografia panorâmica é de que é necessário apenas uma câmera panorâmica para fazer esse tipo de fotografia. No entanto, uma Câmera DSLR já é capaz de fornecer todas as configurações necessárias além de trabalhar bem com o tripé e a cabeça panorâmica, registrando imagens de alta qualidade.

fotografia panorâmica

Uma das maneiras mais conhecidas de compor uma boa fotografia panorâmica é o quadro-a-quadro, onde o fotógrafo registra uma sequência de imagens de um plano vertical ou horizontal e através de edição de imagem une as imagens formando uma só. Para quem não dispões de recursos avançados essa técnica pode colaborar para melhores imagens de paisagens profissionais.

3 – Fotografe na vertical e diminua distorções:

Outra dica importante para uma boa fotografia panorâmica é fotografar verticalmente. Isso colabora para reduzir a distorção da lente da câmera nas bordas do quadro. Imagens verticais também capturam mais informações que está sendo fotografado e foto panorâmica com mais detalhes e melhor resolução comparada com as horizontais.

Enquanto retocamos a distorção de imagem, devemos ter cuidado ao fotografar objetos em movimento no quadro, já que eles podem reaparecer em todos os quadros, e você terá de gastar tempo removendo-o na pós-produção.

4 – Utilize sua câmera no manual:

É importante que, independente da técnica que esteja usando, as configurações da primeira fotografia panorâmica e a última imagem devem ser as mesmas. Se juntar as imagens ou fazer uma só, com configurações diferentes ou muito desniveladas o resultado final não será muito agradável pois a medição no automático pode ignorar alguns detalhes, estourar outras e não distribuir a luz de todo o ambiente de forma igual.

Nunca use modo automático de medição de luz, fotometre no manual para a principal área da imagem (o ponto de maior interesse da foto) e deixe nessa exposição mesmo que haja uma área muito escura ou muito clara (pode até deixar um ponto a menos ou a mais na área principal, caso haja uma outra área importante clara ou escura

5 – Utilize filtros para lentes

fotografia panorâmica

Para fotografar paisagens, sejam elas urbanas, rurais, selvagens, dentre outros, utilize filtros para lentes fotográficas que ajudam a balancear tons, diminuir reflexos, e até mesmo a intensidade do sol, como os filtros UV, por exemplo.

 

Post anterior

Câmeras – Simplesmente Tudo o que Você Precisa Saber

Próximo post

A FOTOGRAFIA COM DOSE DE HUMOR DO FRANCÊS RENÉ MALTÊTE