Fotografia para Iniciantes (Guia Básico)

0 76
Tempo de leitura: 4 minutos

Se você se interessou pelo título desse texto, talvez você esteja cansado de errar na hora de fotografar. A imagem fotografada sai totalmente diferente daquilo que você enxerga no visor?! Não se preocupe! Isso é muito comum para quem está adentrando no mundo imagético. Esse conteúdo te ajudará a entender o passo a passo do processo fotográfico. Através desse guia você saberá utilizar as técnicas mais importantes da fotografia. Esse texto é um guia básico de fotografia para iniciantes. Confira os tópicos a seguir.

Como funcionam as Câmeras ?

a) Exposição

Na Fotografia para Iniciantes, você precisa entender o seguinte: tudo se baseia na luz. A exposição se refere à quantidade de luz que entra no sensor de uma câmera. Basicamente, uma foto que está com “pouca luz” (subexposta) ou “muita luz” (superexposta) está diretamente relacionada à exposição. Quando você entende como funciona esse processo, fotografar torna-se algo muito mais atrativo e prazeroso. Para controlar sua câmera, é preciso se atentar a três elementos importantes: velocidade do obturador, abertura do diafragma e ISO.

Quando combinados, os três principais pilares da fotografia controlam a quantidade de luz que entra na câmera para capturar uma imagem – também conhecidos como o triângulo da exposição. Mais à frente, você verá que esses elementos não afetam apenas a exposição, eles também alteram a profundidade de campo, o desfoque de movimento e o ruído digital. Mais à frente você irá compreender um pouco mais a versatilidade e conhecer outras funcionalidades desses elementos nesse guia básico de fotografia para iniciantes.

Fotografia para Iniciantes (guia básico)
Crédito de imagem: Foto de JESHOOTS.com no Pexels.

O Triângulo da Exposição

a) Abertura do Diafragma

O diafragma é um orifício dentro da lente pelo qual a luz passa; semelhante à pupila do olho. Quanto maior for a abertura do diafragma, mais luz entrará na câmera e vice-versa. O tamanho da abertura pode ser ajustado e é medido pelo tamanho do fator “f-stop” (f/?). Esse fator mede o intervalo de numeração da abertura do diafragma. Quanto maior for a abertura, menor será o “f-stop” do diafragma. Ficou difícil de entender?!

Calma, que aí vai uma dica desse guia básico: imagine a janela de um quarto e, ao lado dela, várias tábuas que você pode utilizar para bloquear a luz. Você pode escolher deixar a luz entrar pela janela, colocando menos tábuas, ou bloquear a entrada de luz no quarto, colocando mais tábuas na janela. Imagine que a janela representa o diafragma e as tábuas representam os números do “f-stop”.

O número de tábuas (“f-stop”) na janela (diafragma) irá determinar a quantidade de luz que entrará no quarto. Se há mais tábuas, menor é a luz que entra no quarto e vice-versa. Quando a abertura aumenta, o número f/stop diminui e maior é a entrada de luz na câmera. Entendeu, agora?! Porém a abertura do diafragma também pode interferir diretamente em outro ponto: na profundidade de campo da imagem.

A profundidade de campo, refere-se a quais áreas ficarão em foco e quais ficarão em desfoque, tanto à frente quanto atrás do do assunto da foto – primeiro você precisa escolher o ponto que você quer focar/evidenciar. Por ter essas diferentes funções, a abertura do diafragma talvez seja o elemento preferido para configurar o triângulo da exposição. A Escala do F/Stop é: f / 1,4, f / 2, f / 2,8, f / 4, f / 5,6, f / 8, f / 11, f / 16, f / 22.

Fotografia para Iniciantes (guia básico)
Crédito de imagem: Foto retirada do site Pixabay.

 b) Velocidade do Obturador

Essa velocidade refere-se à quantidade de tempo em que o obturador ficará aberto para a entrada de luz na câmera. A velocidade do obturador da câmera é baseada em frações de 1 segundo. Aí vai um exemplo: ½ é a metade de 1 segundo e equivale ao tempo em que a câmera irá captar luz. Funciona da seguinte forma: quanto maior for o número do denominador, maior será a velocidade do obturador e menos luz entrará na câmera.

Se a velocidade estiver alta, ao disparar o “clic” para capturar uma imagem haverá mais chances de “congelar” o movimento da cena com bastante precisão. Se a velocidade do obturador estiver baixa você terá mais chance de obter uma foto “tremida” e desfocada. Porém, se você quiser um desfoque de movimento, a velocidade baixa será a opção ideal.


Para ajustar da melhor forma a velocidade, primeiro você precisará definir o que quer colocar em destaque. Talvez seja o movimento congelado ou o movimento constante da cena. Seja o foco ou o desfoque. É importante saber que o número do obturador pode variar bastante. Essa média varia entre 1/250 (clic lento) e 1/8000 (clic rápido). Tudo depende daquilo que você quer fotografar e da quantidade de luz disponível para você. É assim que funciona tanto na fotografia para iniciantes como para profissionais.

 c) ISO

O ISO é a sensibilidade do sensor à luz. A luz passa pela abertura do diafragma e é filtrada através da velocidade do obturador. Depois disso a luz atinge o sensor da câmera. Quanto menor for o ISO, menor será a sensibilidade. O ISO está diretamente ligado ao brilho da imagem; porém, à medida que você aumenta o brilho, a qualidade da imagem diminui – causando um efeito chamado “granulação” ou ruído digital.

Se o local que você quer fotografar for mais escuro, você pode aumentar a sensibilidade do sensor para captar mais luz naquela cena (imagem com mais “grãos”), evitando que a imagem fique subexposta. Se você quer fotografar um ambiente mais claro, você pode diminuir essa sensibilidade para captar menos luz (imagem com mais nitidez), evitando que a imagem fique superexposta. Busque conhecer as suas prioridades e necessidades em relação à exposição. Tenha isso em mente antes de começar a fotografar.

Fotografia para Iniciantes (guia básico)
Crédito de imagem: Foto de Matthias Cooper no Pexels.

Resumo de exposição

Após entender a versatilidade e a funcionalidade dos elementos básicos da fotografia, você precisa colocar em prática esses conceitos. Comece pensando no objetivo para capturar a sua fotografia. Através disso você passará a entender melhor como ajustar as configurações de sua câmera. Lembre-se: toda atividade exige treino, trabalho árduo e dedicação para chegar aonde você desejar. Parece um pouco complicado encarar essas informações em um guia básico de fotografia para incitantes. Mas não desista! Siga este guia, coloque em prática e aprenda a consertar os seus erros. Busque se aprimorar em cada oportunidade de crescer.

Confira algumas dicas de Equipamentos para Iniciante na Fotografia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceito Política de Privacidade