Home»Artigos de Foto e Vídeo»SmartPhone vs Câmera DSLR ou Mirrorless: Celulares Podem Substituir uma Câmera Profissional?

SmartPhone vs Câmera DSLR ou Mirrorless: Celulares Podem Substituir uma Câmera Profissional?

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Então, você está em dúvida se escolhe um SmartPhone, uma Câmera Mirrorless ou uma DSLR. Nós te entendemos – é uma escolha difícil, e como a fotografia de SmartPhone continua a crescer constantemente, vai ficar ainda mais difícil.

Por um lado, uma câmera para de smartphone – até mesmo com uma lente mais simples – é barato e, sejamos honestos, você provavelmente tem um agora mesmo.
Por outro lado, os especialistas argumentam que os SmartPhones – por melhores que suas câmeras se tornem – nunca conseguirão competir com uma DSLR ou Mirrorless.

Mas, uma câmera DSLR pode ser um pouco cara, e por quê? Embora alguns fotógrafos profissionais pudessem conversar por muito tempo sobre o motivo pelo qual a DSLR vale o dinheiro, nós queremos lhe dizer que a decisão final é sua

Até hoje, ainda não está claro qual é a melhor câmera para fotografia profissional…

SmartPhone vs Câmera Mirrorless vs DSLR

Câmera Mirrorless

SmartPhone vs Câmera Mirrorless vs DSLR
Sony a7S Mirrorless / Samsung Galaxy S9

As Câmeras Mirrorless apareceram no mundo da fotografia há uma década. Enquanto por um tempo eles permaneceram relativamente desconhecidos – usados ​​apenas pelos caçadores de moda – hoje eles dominam a indústria.

Bem, a exibição ao vivo – que é a pré-visualização não refletida em um espelho – é usada para criar uma imagem eletrônica no visor. Que, como você provavelmente pode imaginar, elimina a necessidade do espelho e do sensor juntos.

Assim, todo o conceito de mirrorless acaba se livrando de algumas partes da câmera – teoricamente tornando a máquina menos cara.
O salto na tecnologia, no entanto, não tem sido bom. Os métodos de autofoco usados ​​em DSLRs por décadas, não funcionam mais com câmeras Mirrorless. Novas tecnologias têm que ser desenvolvidas.

No que diz respeito a outros problemas, os usuários também citam a falta de vida útil da bateria e um design volumoso e ergonômico nas câmeras mirrorless.

Câmeras DSLR

SmartPhone vs Câmera Mirrorless vs DSLR
SmartPhone vs Câmera Mirrorless vs DSLR

Em termos leigos, quando você aperta o botão “capturar” a luz viaja através da lente para um espelho que alterna para enviar a imagem para o visor ou o sensor de imagem, dependendo do design da câmera.

O termo SLR – o antecessor da DSLR – foi inventado durante um tempo antes dos sensores digitais, então o design foi um grande avanço na fotografia. Tanto os historiadores quanto os fotógrafos argumentam quando, na verdade, essa invenção foi, mas as câmeras SLR mais básicas provavelmente estavam sendo usadas com uma capacidade limitada por volta da virada do século XX.
No caso das câmeras SLR, todo o processo descrito acima foi mecanizado e o filme foi usado para capturar a imagem, em vez de ser armazenada em um arquivo. O uso de SLRs ocorreu até meados dos anos 90!

Assim como as Câmeras Mirrorless, as DSLRs normalmente têm lentes intercambiáveis ​​e permitem foco automático e manual. O sensor que tornou a DSLR popular, permite uma visualização de disparo precisa e de alta qualidade.

Você nunca se perguntou por que quando você olha através de uma DSLR a imagem quase sempre está em foco?

Os fotografos usuários da DSLR argumentam que seus equipamentos são do tamanho ideal, possuem um visor ótico competitivo e uma vida de bateria superior.

Se você tem alguma dúvida sobre Câmeras Mirrorless e DSLR, veja esta matéria: Cameras Mirrorless ou DSLR, qual a melhor?

O que Diferencia estas Câmeras do seu SmartPhone?

Curiosamente, o seu telefone fica em algum lugar no meio. Ele utiliza a mesma ideia de obturador usada em DSLRs – ou seja, quando você aperta o botão “tirar foto” a abertura deixa a luz entrar no sensor, a exposição é feita e a foto é movida para um ISP para se tornar um arquivo JPEG. mas com algumas modificações.

O telefone também se aproxima das DSLR e Mirrorless quando acoplado uma lente clip-on de primeira classe!

SmartPhone vs Câmera Mirrorless vs DSLR

Para explicar, o seu telefone não tem um obturador ou sensor como uma DSLR e não está criando arquivos maciços de dados brutos, como uma câmera mirrorless. Mas isso não significa que você não pode fotografar em RAW, muitos celulares atuais já contam com essa função, porém não tão avançada como o RAW de câmeras profissionais.

Mas os SmartPhones estão começando a usar arquivos de dados brutos e armazenar fotos como JPEGs. Ambos ajudam no controle do processo de edição e os tornam mais parecidos com câmeras DSLR e Mirrorless.

No entanto, há certas coisas que as câmeras de telefone ainda não conseguem fazer. Aqui estão algumas comparações interessantes.

Comparando a qualidade da imagem

A melhor maneira de comparar imagens de smartphones e uma câmera é comparar fotos tiradas no mesmo local e ao mesmo tempo, e foi isso que fizemos.

A DSLR usada foi uma Nikon D7200 com uma lente Nikon 16-35mm e um filtro de lente NDX para controle de exposição adicional quando necessário, com todas as fotos tiradas com a câmera presa a um tripé. Nosso SmartPhone foi o Samsung Galaxy S9; ele é geralmente considerado como um das melhores câmeras de telefones do mercado (embora o novo Samsung Galaxy S10 pareça estar bem melhor). Todas as imagens foram gravadas usando o modo HDG DNG do Lightroom e processadas no aplicativo.

Esta cena foi a mais brilhante das três, e a que o Galaxy S9 foi capaz de enfrentar melhor. Os problemas mais significativos aqui foram a incapacidade do SmartPhone de fotografar com uma velocidade de obturador mais lenta para desfocar a água e a distância focal fixa de aproximadamente 24mm, o que deu um campo de visão mais estreito.

Nesta foto retroiluminada, a Samsung saiu-se muito bem. A qualidade da imagem é claramente menor do que a da DSLR, e o menor tempo de exposição significou que a água não foi suavizada, mas não é ruim para um sensor tão pequeno e com controle limitado sobre as configurações da câmera.

Este foi o teste mais difícil de todos, porque essas imagens foram tiradas logo após o pôr do sol. A primeira coisa que você notará é que a água foi congelada no telefone, em vez de borrada. Mas um problema maior é o alto nível de ruído de chroma (cor) em algumas partes, mas não em todas.

Em todas as imagens, a câmera do Galaxy S9 realmente foi levada aos seus limites, porque os níveis de luz não eram os mais brilhantes para qualquer uma das fotos. Então, nesse aspecto, o desempenho do SmartPhone tem sido excepcional. A qualidade da imagem evidentemente não era tão boa quanto a DSLR, mas isso era sempre esperado, e sem montar a câmera em um mini-tripé suas opções para usar velocidades de obturador mais longas para borrar água e movimento de nuvens eram limitadas.

O Futuro da Tecnologia de Câmeras

As grandes melhorias que provavelmente veremos na tecnologia de câmera fotográfica nos próximos anos serão nas áreas de ISO e controle de ruído, faixa dinâmica e resolução. As câmeras sem dúvida conseguirão capturar uma faixa dinâmica muito mais ampla, o que um dia poderia significar que os filtros de lente NDX se tornarão obsoletos, porque as câmeras serão capazes de capturar todos os detalhes dentro de uma cena, independentemente de quanto contraste houver. E o controle de ruído de alto ISO pode ser tão eficaz que as configurações ISO altas serão capazes de fornecer imagens mais limpas do que as configurações mais baixas podem hoje.

SmartPhone vs Câmera Mirrorless vs DSLR
Será que um dia veremos filtros de densidade neutra embutidos?

Para o fotógrafo que gosta de fazer as coisas direito na câmera, poderíamos um dia ver sensores onde a sensibilidade à luz pode ser alterada e graduada de uma parte do sensor para outra? Controlado pela tecnologia touch-screen, o ‘filtro graduado’ pode ser ‘desenhado’ sobre a parte desejada do quadro, da mesma maneira que você usa a Ferramenta de Filtro Graduado no Lightroom Mobile.

Outros desenvolvimentos aqui poderiam incluir configurações ISO mínimas menores. A maioria das câmeras tem um mínimo de ISO de 100, embora seja 50 em algumas câmeras de ponta, mas quanto mais baixo isso pode ser empurrado permanece a ser visto.
Muito disso, é claro, é uma ilusão por parte dos fotógrafos e engenheiros – mas 20 anos atrás, quem pensaria que hoje estaríamos andando por aí com dispositivos touch screen, conectados a internet móvel rápida e massivamente mais poderosos que computadores?

Parece que quase tudo é possível. O futuro da fotografia e câmeras parece promissor, tanto para câmeras convencionais quanto para as de nossos telefones, e mal podemos esperar para ver que inovações estão chegando.

Então, os dias da câmera estão contados? É altamente improvável. Costuma-se dizer que a melhor câmera que você tem é a que você leva com você e, embora seja uma citação muito usada, é verdade.

Quanto melhor a qualidade da imagem de um SmartPhone, e quanto melhores seus controles e aplicativos para edição, mais fácil será para você capturar as melhores imagens possíveis quando precisar. Os SmartPhones provavelmente nunca substituirão as câmeras, mas continuarão sendo ferramentas poderosas que você pode carregar no seu bolso em todos os momentos, para usar como uma opção compacta que complementa a qualidade e o controle oferecidos pela sua câmera DSLR ou Mirrorless.

Você usa seu celular para fazer fotografias? Conta pra gente quais são os resultados das imagens obtidas e o que você acha que falta melhorar na fotografia com SmartPhones

Comente

Post anterior

Câmeras da Sony APS-C são lançadas em caráter oficial

Próximo post

Fotógrafo Brasileiro terá exposição no Museu do Louvre, em Paris

O Autor

eMania News

eMania News

O eMania News é uma equipe fornada por fotógrafos, cinegrafistas, escritores e fotojornalista que traz notícias e artigos diariamente com informações práticas e úteis para o profissional da área abordando artigos, fornecendo dicas, oferecendo reviews e outras formas de conhecimento.