Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless

FujiFilm X-T3 vs Sony A7 III – As Principais Diferenças entre estas Câmeras Mirrorless

FujiFilm X-T3 vs Sony A7III, qual o melhor modelo para imagens e vídeos? Descubra qual a câmera ideal para você

A FujiFilm percorreu um longo caminho desde o lançamento de sua primeira câmera mirrorless de lente intercambiável, a Fuji X-Pro1, tendo trabalhado duro para melhorar o desempenho de seus produtos, eliminando pontos fracos como foco automático lento e recursos de vídeo ruins mas com design amigável, muitos de nós já gostamos.

A FujiFilm X-T3 eleva a série X para um novo nível de maturidade. De certa forma, supera a concorrência graças às suas impressionantes capacidades de vídeo (incluindo gravação interna 4K/60 de 10 bits), um novo sistema avançado de foco automático e uma verdadeira visualização ao vivo sem blackout (o segundo modelo após a Sony A9 a gerenciar isso) . Esses recursos combinados tornam esta câmera APS-C uma das mais avançadas do mercado atualmente.

A Sony Alpha a7 III é a câmera mais popular da fabricante até hoje, pois herda muitas qualidades das principais câmeras. Sua qualidade de imagem, vídeo e foco automático tornaram-se referência no mercado e seu preço acessível o torna muito competitivo no segmento full frame.

Obviamente, existem muitas diferenças entre essas duas câmeras, começando com o formato e o preço do sensor. Se você está se perguntando por que os estamos comparando, a resposta é simples: como muitas outras comparações aqui, é uma oportunidade de ver como um produto mais novo se compara a um dos modelos mais populares do mercado. Esperamos que ajude você a tomar uma decisão sobre qual comprar!

FujiFilm X-T3 vs Sony A7III: Formato do sensor

Ambas as câmeras possuem um sensor com uma estrutura iluminada na parte traseira e uma resolução semelhante (24,3MP para a Sony A7 III, e 26,1MP para a Fuji X-T3). A maior diferença é, obviamente, o tamanho do sensor: a Sony usa um sensor de formato full-frame 35mm, enquanto a FujiFilm abriga um sensor de formato APS-C.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
Fatores de corte de um sensor Full-Frame e APS-C

Outra diferença é a matriz de pixels: a Sony usa o Bayer padrão, onde cada linha incorpora duas cores em três, enquanto o X-Trans usado pela Fuji permite que cada linha apresente pelo menos um pixel vermelho, azul e verde.

A Câmera FujiFilm X-T3 possui um intervalo nativo de ISO 160 a ISO 12800, com a opção de estendê-lo para 80 ou até 51200. Já a Sony Alpha a7III possui um intervalo normal de ISO 100 a ISO 51200 que pode ser expandido para 50 (baixo) ou 204800 (alto).

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
Representação dos Padrões Bayer da Sony e X-Trans da FujIFilm

Graças ao padrão X-Trans, a Fuji X-T3 não precisa de um filtro ótico para reduzir o moiré, enquanto a Câmera Mirrorless a7 III da Sony usa um filtro Anti-Aliasing fraco. A escolha da FujiFilm de seguir um padrão de pixel diferente dividiu a comunidade fotográfica porque os arquivos RAW são mais difíceis de manipular, com alguns aplicativos de software como o Lightroom lutando mais que outros. Por esse motivo, alguns usuários evitam as câmeras Fuji, enquanto outros simplesmente lidam com isso. As coisas não mudaram com os novos arquivos RAW de 26,1MP.

FujiFilm X-T3 vs Sony A7III: Especificações e recursos de vídeo

A série Sony a7 é bem-sucedida graças, em parte, aos sólidos recursos de vídeo. Até agora, a FujiFilm não fazia do vídeo sua principal prioridade, embora eles provassem com a X-T2 e X-H1 que são capazes de produzir alguns recursos de vídeo muito bons, como perfis de cores, por exemplo. a FujiFilm X-T3 muda o jogo porque oferece especificações de vídeo que nenhuma outra câmera possui.

Ambos os modelos podem gravar 4K (3840×2160) até 30qps, mas apenas a Mirrorless X-T3 da Fuji sobe para 60qps. Também existem diferenças importantes em relação à profundidade de cores, compactação, taxa de bits e saída de vídeo. Aqui está uma lista clara de todas as diferenças:

FujiFilm X-T3 Mirrorless Sony A7 III Mirrorless
4K até 60fps 4K até 30fps
Cinema 4K / DCI até 60fps Sem cinema 4K / DCI
4K até 400 Mbps 4K até 100 Mbps
4K com compressão IPB ou All-I 4K com compressão IPB ou All-I
Codecs H.264 e H.265 Codecs H.264 e H.265
Gravação interna em 4:2:0 10 bits Gravação interna em 4:2:0 10 bits
Gravação externa em 4:2:2 de 10 bits Gravação externa em 4:2:2 de 10 bits

Uma das especificações mais importantes acima é de 10 bits, o que significa que a Câmera Fujifilm X-T3 pode gravar 64 vezes mais profundidade de cor em comparação aos 8 bits da Sony a7MIII. Isso é válido para gravação interna no cartão SD ou via HDMI, se você preferir usar um gravador externo.

A Sony pode gravar 4K a 24fps e 25fps sem cortar o sensor e com leitura total de pixels, o que garante muita nitidez. A 30fps, há um corte de 1,2x. A X-T3 Mirrorless da Fuji faz uma leitura completa de pixels em toda a largura do sensor até 30 qps, enquanto que em 50 e 60p aplica um corte de 1,18x. A Sony também possui um modo APS-C / Super35, que produz um corte de 1,5x.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
Cortes dos sensores (com base no mesmo campo de visão para ambas as câmeras)

Em Full HD, ambas as câmeras podem gravar até 120fps. A Sony pode gravar até essa taxa de quadros com som ou ajustar a gravação para 25p ou 30p para produzir um resultado em câmera lenta. O mesmo modo (Rápido e Lento) permite escolher taxas de quadros baixas para acelerar o vídeo. A Câmera Fuji X-T3 pode gravar até 60fps no modo de vídeo normal ou até 120fps no modo de gravação em alta velocidade. Com o último, o sensor é cortado em 1,29x para melhorar a qualidade, enquanto a Sony não aplica nenhum corte.

Com relação às diversas configurações de vídeo, a FujiFilm possui dois perfis projetados para vídeo: Eterna, que já tivemos a chance de testar na X-H1 da Fuji, e o perfil gama F-Log, disponível para gravação interna e externa. Uma futura atualização de firmware também trará o HLG (Hybrid Log Gamma), que funciona com TVs HDR compatíveis. Você também pode alterar configurações como redução de ruído e faixa dinâmica. O último pode fornecer 12 paradas de latitude quando o nível de DR400% é selecionado.

A Sony Mirrorless a7III oferece mais espaço para personalização de imagem com 10 perfis de imagem personalizáveis. Você tem configurações como Black Pedestal, Knee, vários modos de cinema e transmissão de cores, vários perfis HLG e dois perfis de log (S-Log2 e S-Log3) que podem ser usados ​​para gravação interna e externa via HDMI.

Ambas as câmeras oferecem padrão Zebra e Timecode. A Sony também possui um assistente Gamma Display para os perfis S-Log2/3 e uma opção de gravação proxy.

Finalmente, ambas as câmeras podem gravar um único clipe de 4K por uma duração máxima de 30 minutos e oferecem uma entrada de microfone e saída de fone de ouvido (conexão de 3,5 mm).

FujiFilm X-T3 vs Sony A7III: Estabilização

A Mirrorless FujiFilm X-T 3 possui muitos recursos excepcionais, mas a estabilização de imagem não é um deles. Apesar de ter sido apresentado à série X no início deste ano, parece que, por enquanto, a FujiFilm não está expandindo a tecnologia para câmeras que não sejam a principal. Portanto, sua única opção é usar lentes com OIS ou um estabilizador eletrônico de terceiros ao gravar vídeo.

A Sony, por outro lado, deu estabilização de imagem no corpo à maioria de suas câmeras desde a sua introdução na marca A7. A principal vantagem sobre a Fuji nesse caso é que a Mirrorless A7 III da Sony oferece estabilização com qualquer tipo de lente, incluindo lentes antigas de foco manual que você pode adaptar. O sensor pode compensar em 5 eixos um máximo de 5,0EV (CIPA). Nas lentes com OSS, são utilizados 3 eixos no sensor e dois na lente. Com lentes que não possuem contatos eletrônicos, ainda é possível usar 3 eixos e você deve selecionar a distância focal correta no menu.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
O modelo da Sony oferece estabilização de imagem no corpo

FujiFilm X-T3 vs Sony A7III: Sistema de foco automático

Ambas as câmeras oferecem um avançado sistema de foco automático híbrido com pontos de detecção de fase.

A Câmera Fuji X-T3 Mirrorless apresenta a iteração mais recente projetada pela FujiFilm e inclui 117 pontos (grade 13×9) que podem ser subdivididos em 425 (grade 25×17) com determinadas configurações. O último cobre 99% da superfície do sensor, enquanto na grade 13×9, a cobertura é um pouco menor (91% na horizontal e 94,5% na vertical).

Já a Sony A7 III Mirrorless possui 693 pontos de detecção de fase que cobrem 93% do sensor, além de 425 áreas de detecção de contraste.

Ambas as câmeras têm uma sensibilidade mínima de -3Ev, mas a FujiFilm não indica a abertura na qual essa medida foi calculada. (Sabemos que a medição da Sony foi realizada em f/2.) Elas têm detecção de rosto e olhos e a FujiFilm diz que são duas vezes mais eficazes que os modelos anteriores. Esta é uma boa notícia, porque descobrimos que o sistema Fuji não era capaz de acompanhar a tecnologia AF Olhos do modelo A7 da Sony. A Fuji X-T3 é definitivamente mais confiável.

Além dos vários modos de área, ambos oferecem a possibilidade de controlar a reatividade contínua do foco automático. A Sony A7MIII oferece uma configuração com 5 níveis, enquanto a FujiFilm vem com 5 predefinições projetadas para diferentes tipos de ação, além de uma sexta opção que pode ser personalizada manualmente com três configurações diferentes (sensibilidade de rastreamento, sensibilidade de rastreamento de velocidade, troca de área de zona) .

FujiFilm X-T3 vs Sony A7III: Obturador eletrônico

Ambas as câmeras possuem uma opção de obturador eletrônico que permite fotografar em completo silêncio. A Mirrorless Sony A7 III não oferece nenhuma possibilidade adicional a esse respeito, ao contrário da FujiFilm X-T3.

A câmera FujiFilm da série X não apenas possui uma velocidade máxima de 1/32000s, mas também pode gravar até 20fps ou 30fps no modo de corte (cerca de 1,25x 16MP). A essa velocidade, a câmera faz algo que até recentemente era exclusivo da capitânia Sony A9: ela pode gravar em modo de alta sequência com visualização ao vivo e sem apagões. Para encurtar a história, enquanto você filma, você não sente nenhum atraso. Além disso, como não há cortinas mecânicas envolvidas e a câmera possui energia suficiente para manter a exibição ao vivo durante a gravação de imagens, você também não recebe apagões. Isso significa que a exibição ao vivo permanece tão suave quanto antes de começar a fotografar.

Além disso, o obturador eletrônico da Fuji permite que você use outra função chamada Pré-gravação, onde a câmera começa a carregar as imagens na memória buffer quando o botão de liberação do obturador é pressionado pela metade. Quando você libera completamente o botão para tirar a foto, a câmera salva as imagens pré-carregadas mais recentes para aumentar sua chance de capturar o momento perfeito.

Com o obturador mecânico, a Câmera Mirrorles X-T3 da Fuji pode disparar em 11fps, o que é um pouco mais rápido que as capacidades máximas de disparo da Sony A7 III a 10fps (com ou sem obturador eletrônico).

Time-Lapse e outros recursos

A Câmera Digital X-T3 da Fujifilm vem com uma gama decente de recursos extras. Há mais assistências de foco manual, incluindo o novo Microprisma Digital, um modo de Visão Noturna que transforma a tela em vermelho e preto, além de recursos padrão que você pode encontrar em muitas câmeras, como bracketing, exposição dupla e gravação com intervalo de tempo (time-lapse).

A câmera Fuji tem outro recurso interessante chamado Sports Finder, que usa uma porção menor do sensor (o mesmo corte de 1,25x que ao fotografar a 30fps). O interessante é que o visor e a tela LCD mantêm o campo de visão original do sensor, indicando a área cortada com linhas brilhantes para que você possa ver o que está acontecendo fora da área gravada.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
Modo Localizador de esportes da Fuji X-T3

Com exceção do bracketing e das assistências do MF (ampliação, pico), a Câmera A7 III Mirrorles da Sony não possui nenhuma dessas opções. Os clientes da Sony costumavam baixar vários aplicativos (alguns pagos) da loja PlayMemories da Sony para adicionar mais recursos, mas a nova geração de câmeras A7 não oferece mais compatibilidade com isso. Portanto, sua única opção para timelapses, por exemplo, é comprar um controle remoto por USB ou sem fio com intervalo de tempo.

Design e controles externos

A FujiFilm X-T3 tem o mesmo design retrô dos modelos anteriores da linha. Ambas as câmeras têm um corpo compacto, mas a Sony A7 III Mirrorless tem uma aderência mais proeminente na frente. As dimensões são semelhantes, com a Fuji sendo um pouco maior, mas também mais leve. Ambas as câmeras são protegidas contra intempéries, mas a Fuji também oferece prova de congelamento até -10 °C.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
X-T3 : 132,5 mm x 92,8 mm x 58,8 mm, 539g / A7 III : 126.9 x 95.6 x 73.7mm, 650g

Embora a Sony A7MIII e a FujiFilm X-T3 venham com grande quantidade de controles externos, a Mirrorless X-T3 da Fuji se destaca graças à sua impressionante seleção de mostradores. Além do dial de compensação de exposição (também encontrado na Sony), há um dial ISO, discagem rápida do obturador e mostradores de sub-medição e unidade. Ambas as câmeras possuem um joystick AF na parte traseira.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
Botões de modos da Sony a7III e da Mirrorless Fuji X-T3

A Câmera Mirrorless Sony A7III oferece mais botões de função personalizáveis ​​físicos (11 vs 9), mas não devemos esquecer que a X-T3 da Fuji também possui quatro funções de toque que você pode configurar na tela.

Por falar em telas, a FujiFilm Mirroless X-T3 possui uma tela LCD traseira que pode ser orientada em 3 eixos: além do padrão para cima e para baixo, você também pode dobrá-lo para um lado em aproximadamente 65°, o que o torna útil ao fotografar em formato vertical. A Sony A7 III possui uma tela LCD inclinável normal.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
Parte traseira do modelos em comparação

Ambos os monitores são do mesmo tamanho (3 polegadas) e têm uma resolução semelhante (1.040k pontos na X-T3, 921k pontos na a7 III). Elas oferecem sensibilidade ao toque, mas a Fuji tem mais opções. Além de poder mover o ponto de foco, você pode tirar uma foto, alterar as configurações no menu Q e ativar quatro funções diferentes movendo para a esquerda, direita, para cima ou para baixo, conforme mencionado acima. Na Mirrorless a7 III da Sony, o principal gesto de toque que você pode executar é mover o ponto de foco.

Com relação aos visores, a X-T3 da FujiFilm têm mais resolução (3,6M vs 2,36M pontos), uma taxa de atualização mais rápida (100fps vs 60fps), mas uma ampliação menor (0,75x vs 0,78x na Sony). O ponto de vista é de 23mm nos dois modelos.

Finalmente, ambas as câmeras possuem dois slots de cartão de memória SD. Na FujiFilm, ambos slots são compatíveis com UHS-II, enquanto apenas um slot é compatível com UHS-II na Sony.

FujiFilm X-T3 vs Sony A7III: Duração da bateria

A Sony fez uma grande melhoria na terceira geração de câmeras A7, graças à bateria NP-FZ100. A Câmera Sony Alpha a7 III pode capturar 710 fotos (ou 610 com o EVF) com uma carga, a melhor classificação de todas as câmeras mirroless até agora. É claro que estamos falando das classificações da CIPA aqui e, em uma situação de filmagem no mundo real, não é incomum gerenciar mais de 2000 fotos com a câmera de montagem E-Mount sem esgotar completamente a vida útil da bateria.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless
Sony NP-FZ100 vs Fujifilm NP-W126S

A bateria da Câmera Fujifilm X-T3 é avaliada em 390 fotos com a bateria NP-W126S e, na vida real, consegui cerca de 800 fotos com uma mistura de várias velocidades de fotografia contínua e autofoco.

A Sony e a Fujifilm oferecem carregamento USB e há uma alça de bateria opcional para ambas as câmeras. No entanto, apenas a Fuji inclui um carregador de bateria na caixa.

FujiFilm X-T3 vs Sony A7III: Sistema e lentes de terceiros

Como as duas câmeras têm um formato e montagem de sensor diferentes, elas são construídas em torno de dois sistemas de lentes diferentes.

Ambas as marcas trabalharam duro para fornecer a seus clientes uma seleção equilibrada de lentes para diferentes necessidades e orçamentos. Dito isto, algumas das ofertas da Sony são mais caras que as equivalentes da Fuji, de modo que o sistema E-Mount pode exigir um investimento mais pesado se você quiser o melhor que a marca tem a oferecer.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless

Uma diferença que está se tornando cada vez mais evidente é que marcas de terceiros estão investindo muito mais no sistema de montagem Sony E-mount do que qualquer outra marca mirrorless. Os usuários da linha Sony A7 agora podem escolher entre Zeiss, Samyang, Sigma e Tamron apenas para lentes de foco automático. A seleção aumenta se incluirmos opções de foco manual, não apenas da Zeiss e Samyang mais uma vez, mas também de outras marcas, como a Voigtlander.

Existem muitas lentes de foco manual de terceiros para a montagem Fuji X, incluindo as da Samyang, mas muito poucas lentes de foco automático.

Fujifilm X-T3 vs Sony A7 III - As 10 principais diferenças entre estes modelos Mirrorless

Você pode adaptar as lentes DSLR às duas câmeras. O sistema Sony também é uma solução válida, pois existem muitos adaptadores que oferecem automação total com bons resultados (dependendo da lente). Existem alguns adaptadores de lente que funcionam com câmeras Fuji.

Conclusão

Se sua principal preocupação é o tamanho do sensor, a escolha entre essas duas câmeras não poderia ser mais fácil. Mas se você também se importar com as outras especificações, poderemos estar lidando com uma comparação muito difícil.

Os recursos de vídeo da Mirrorless X-T3 da Fuji são superiores aos da Sony Alpha A7 III Mirrorless no papel e, embora este modelo da Sony possa reter algumas vantagens, a câmera Fujifilm X-T3 parece pronto para nos surpreender. Também existem outros aspectos, como as velocidades de disparo contínuo mais rápidas, a redução aprimorada das persianas com a captura de exibição ao vivo sem blecaute (algo que você encontrará na irmã da A7III, a Sony Mirrorless A9) e o novo sistema de foco automático que certamente melhorará o já excelente desempenho das câmeras FujiFilm anteriores.

É claro que a Sony Alpha a7MIII é uma câmera difícil de alcançar em várias maneiras. O sensor é um dos melhores que a Sony já projetou e o sistema de foco automático está entre os mais confiáveis ​​que testamos em termos de velocidade e precisão, sem mencionar a sua detecção ocular líder da classe. A qualidade do vídeo é uma referência e um dos motivos pelos quais muitos usuários mudaram para a Sony. O que realmente fez falta no modelo da Fuji é a ausência de estabilização no corpo, isso faria com que ela tivesse pelo menos um empate nesse quesito.

Saiba mais sobre cada modelo clicando em um dos botões abaixo:

Se interessou por algum modelo presente nesta comparação? Deixe nos comentários qual das câmeras é a sua favorita.