Lentes de Câmera (recursos básicos)
Crédito: Foto de Markus Spiske no Pexels.

Lentes de Câmera (Recursos Básicos)

A lente de uma câmera tem a capacidade de fazer com que a luz passe pelo sensor para resultar em uma imagem. São vários os formatos, tamanhos e especificações no mercado, opções que permitem o uso em todos os diferentes cenários. Por causa dessa variedade, muita gente se pergunta qual lente escolher para iniciar a carreira fotográfica. Neste artigo, você irá descobrir um pouco mais sobre lentes de câmeras que podem ser bem práticas e eficientes para serem utilizadas em várias áreas da fotografia. Portanto, se você não sabe por onde começar ou já comprou a sua câmera DSLR, continue lendo as informações contidas nesse texto e decole rumo ao universo fotográfico – falaremos um pouco sobre os tipos de lentes e os recursos úteis.

Lentes de Câmera (recursos básicos)
Crédito: Foto de Darshak Pandya no Pexels.

Ângulo amplo

A Lente Grande Angular é indicada fotos de interiores, como: igrejas, restaurantes, casas, museus, hotéis etc. Por ser uma lente um pouco mais larga, medindo em torno de 24 mm, ela permite que o fotógrafo capture o máximo possível da cena (como primeiro e segundo planos) que ele está registrando. Esse tipo de lente é ideal para fotografar cidades compactas se você deseja capturar grandes quantidades de pessoas ou efetuar pesquisas em cidades maiores em torno de arranha-céus. Você também obter lentes fisheye, que são ainda mais largas e têm o potencial de criar imagens divertidas e distorcidas.

Lente Grande Angular

Através desse tipo de lente, os objetos podem parecer menores, até mesmo minúsculos se estiverem muito distantes. Para paisagem, portanto, é interessante incluir objetos em primeiro plano para se ter uma ideia do tamanho real do assunto principal. Isso ocorre da mesma forma ao fotografar muitas pessoas na mesma cena; elas podem parecer minúsculas, distorcendo o tamanho aproximado dos objetos.

Lentes de Câmera (recursos básicos)
Crédito: Foto de cottonbro no Pexels.

Lente Telefoto

A lente telefoto ou lente de zoom permite que você dê zoom no assunto para obter uma imagem ampliada. Esse tipo de lente é bom para aproximar o assunto a ser fotografado sem precisar que você precise se aproximar fisicamente – ideal para fotografia de esportes, animais selvagens ou eventos. Ela mede em torno de 50 mm a 100 mm e tem a capacidade de comprimir a cena, fazendo com que os objetos que estão distantes pareçam estar mais próximos uns dos outros. Você também pode investir em um extensor para ampliar ainda mais o zoom das lentes de câmera – muitos fotógrafos de vida selvagem utilizam esse equipamento como recurso que proporciona um pouco mais de segurança.

Lente Principal

Diferente de outras lentes de câmera, a lente principal mede em torno de 35 mm e é fixa, não permitindo que o fotógrafo ajuste a distância focal. Isso significa que você precisará se mover para capturar na imagem o objeto que você quiser fotografar. Esse tipo de lente geralmente permite aberturas mais amplas para desfocar o fundo e dar mais ênfase ao assunto – a lente principal é ideal para fotografar retratos e pessoas, objetos, comidas ou um close-up.

Lentes de Câmera (recursos básicos)
Crédito: Foto de Pixabay no Pexels.

Características básicas das lentes

Abertura do diafragma: é o tamanho da abertura da lente pela qual a luz percorre até chegar no sensor da câmera. Um pequeno número como F/1.8 pode ser considerado uma abertura ampla, enquanto o um número maior como F/22 teria uma abertura menor. As aberturas mais largas podem ser utilizadas para fotografar em ambientes com pouca luz e permite que o ISO utilizado seja mais baixo, evitando que a imagem final saia muito “granulada” ou com muito ruído. Usar uma grande abertura também pode criar o efeito Bokeh, gerando uma imagem com o fundo desfocado enquanto há mais foco no assunto principal. As aberturas mais largas possuem uma profundidade de campo bem menor, o que afeta diretamente no foco da cena capturada.

Foco manual e automático: As câmeras possuem a opção de focar automaticamente ou de forma manual. O foco manual pode ser utilizado na fotografia noturna ao fotografar paisagens, arquiteturas e para empilhamento de foco. Já o foco automático é ideal para ser utilizado enquanto o fotógrafo está em movimento ou sem tempo para ajustar as configurações de foco. Nesse caso, você pode obter uma imagem nítida e de boa qualidade até mesmo em oportunidades repentinas de fotografia sem correr o risco de perder aquele momento, assim como na fotografia de eventos ou esportes.

Lentes de Câmera (recursos básicos)
Crédito: Foto de Pixabay no Pexels.

Estabilizador de imagem (IS) ou redução de vibração (VR): esse recurso serve para estabilizar o balanço involuntário das mãos enquanto o fotógrafo segura a câmera e permite a captura de imagens utilizando velocidades mais baixas do obturador, fazendo com que a câmera atenda melhor a qualquer movimento com mais nitidez. Além de permitir o uso de um tempo maior de exposição sem que a foto saia tremida, a redução de vibração também facilita a visualização no visor e melhora as imagens.

Poeira e umidade selada

Vedar as lentes de câmera contra poeira e umidade é muito útil e extremamente importante na hora de fotografar em ambientes úmidos, frios, com areia ou poeira. Esse recurso ajuda a proteger sua câmera de elementos naturais que podem estragar ou penetrar em seu equipamento fotográfico. Ainda que sua lente esteja vedada, você precisa ter cuidado ao trocá-la, pois isso pode quebrar o selo e expor as partes desprotegidas.

SOBRE NÓS

O Blog eMania é voltado para o segmento fotográfico, filmagem e cinema. Trazemos dicas de equipamentos, tutoriais, notícias, curiosidade, reviews e comparações de produtos para facilitar a vida do fotógrafo e cinegrafista profissional e amador.

[site_social_icons]