Sony dá sequência a testes de assinatura digital ‘anti IA’

0 94

Ao mesmo tempo que os diversos tipos de Inteligência Artificial (IA) podem otimizar o trabalhos dos fotógrafos, elas também abrem o perigoso precedente de violação de direitos autorais. Desse modo, a Sony vem dando sequência a uma verdadeira bateria de testes para a implementação de um moderno sistema de assinatura digital.

Mesmo com a marca não sendo necessariamente a mais usada no mundo do fotojornalismo, a rodada de testes foi possível em atuação com parceria da agência de notícias norte-americana The Associated Press.

Mediante o desenvolvimento das ferramentas existentes no mercado, soa como algo cada vez mais complexo saber quais imagens tratam-se de produções humanas ou feitas com o recurso de uma IA. Algo que, inegavelmente, pode influenciar até mesmo na transmissão de informações importantes ou mesmo na intencional disseminação das chamadas fake news.

Dentro do que vem sendo desenvolvido entre Sony e Camera Bits, a ideia é criar um sistema implementado diretamente nos metadados de cada arquivo. Para quem não sabe, a Camera Bits desenvolve o browser de imagens das câmeras pertencentes a gigante do mercado fotográfico.

Além das citadas, vale ressaltar que a medida faz parte do plano de ação de um conglomerado ainda maior de entidades pertencentes a setores diferenciados. Nesta formação, além da Sony, estão Adobe, BBC, Intel, Microsoft, Publicis Groupe e Truepic. O grupo de empresas em questão leva o nome de Coalition for Content Provenance and Authenticity (C2PA). Em tradução literal, algo como ‘Coalizão para Proveniência e Autenticidade de Conteúdo’.

Inteligência Artificial impacta a Fotografia

Tamanha tem sido a evolução nessa área que o lançamento da primeira versão dessa assinatura digital está mais próxima do que se pode imaginar. Através de uma atualização de firmware, essa função deve estar disponível aos usuários a partir de março de 2024.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.