Time-lapse versus Stop motion: qual a diferença?
Crédito de imagem: Foto de Saeid Anvar no Pexels.

Time-Lapse e Stop Motion: Qual a Diferença?

Time-lapse e Stop motion: qual a diferença? O time-lapse e o stop motion têm duas principais características em comum, como o intervalo de tempo e a compilação de uma sequência de imagens estáticas em um vídeo. Porém, os dois possuem técnicas diferentes, assim também como o resultado gerado por cada um deles. Resumidamente, o Time Lapse é uma série de fotografias tiradas em uma única posição e perspectiva de forma cronológica. É comum que haja intervalos regulares entre as imagens para que sirvam como quadros em um vídeo acelerado, expressando a ideia de passagem de tempo. Já o stop motion funciona através do uso de imagens estáticas para construir um vídeo ou animação através da manipulação dos assuntos das cenas. Geralmente, não há um intervalo pré-determinado entre as imagens e a manipulação dos objetos é feita antes de cada foto.

(Vídeo em time -lapse)

Normalmente, para produzir um time-lapse é necessário definir como base o intervalo entre as fotos da série e utilizar um bom tripé (ou alguma estrutura estática) com a Câmera Digital. Algumas câmeras possuem uma configuração que permite que a câmera determine automaticamente o intervalo entre cada foto, sem que o fotógrafo precise supervisionar a cada momento. Quando o assunto é Stop Motion, a manipulação dos objetos é feita para obter efeitos de movimento ou animação um pouco mais complexos. Para realizar essa técnica é comum que se utilize também um tripé para sustentar a Câmera Digital. É possível produzir um stop motion utilizando técnicas semelhantes ao time-lapse, caso você tenha vontade de causar o mesmo efeito a partir do quadro acelerado de imagens

É mais provável que o time-lapse ilustre a passagem de tempo e o stop motion narre alguma história ou expresse alguma ação, ambos geralmente de uma perspectiva estática. O stop motion também pode produzir uma mesma cena através de ângulos diversos, enquanto no time-lapse é mais comum visualizar uma cena utilizando uma única câmera e o mesmo ângulo/enquadramento. As duas técnicas são comumente utilizadas e exigem muita habilidade, atenção e paciência para produzir cada trabalho. No geral, o time-lapse costuma gerar um resultado hipnotizante e envolvente. Essa técnica pode ser usada, por exemplo, em uma rede social com muitos vídeos para chamar a atenção de algum usuário. Por transformar imagens estáticas em algo bem dinâmico, é possível gerar movimento através da maneira de apresentar um assunto.

(Vídeo em stop motion)

A estética gerada a partir de filmes de stop motion é capaz de apresentar efeitos únicos de imagem. Você pode “dar vida” a bonecos, massinha, comidas, LEGO e diversos outros objetos como num passe de mágica diante dos espectadores. As produções audiovisuais televisivas ou cinematográficas costumam utilizar de 24 a 30 quadros de imagens por segundo. Já o stop motion utiliza menos quadros por segundo para realizar as cenas, o que permite trabalhar menos movimentos e apresenta a marca característica da técnica. No timelapse o resultado do processo de produção dos vídeos também expressa características próprias e curiosas. A ideia de acelerar a passagem de tempo permite apresentar conteúdos e assuntos interessantes de maneira prática, rápida e resumida. Esse é um ponto conveniente para se levar em conta na era tecnológica, na qual cada segundo conta, pois apresenta ideias e conceitos de forma objetiva e atraente.

Confira também nossa matéria aqui do Blog eMania sobre Hyperlapse

SOBRE NÓS

O Blog eMania é voltado para o segmento fotográfico, filmagem e cinema. Trazemos dicas de equipamentos, tutoriais, notícias, curiosidade, reviews e comparações de produtos para facilitar a vida do fotógrafo e cinegrafista profissional e amador.

[site_social_icons]