Home»Artigos de Foto e Vídeo»Entenda as velocidades de um Cartão de Memória

Entenda as velocidades de um Cartão de Memória

eMania
3
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

O é uma ferramenta de extrema importância ao fotógrafo e cinegrafista, embora para alguns isso pareça óbvio, na pratica muitos profissionais não sabem a importância dos cartões para câmeras e filmadoras. Neste artigo vamos falar sobre as características que devem ser levadas em conta na hora de adquirir um cartão de memória.

A primeira coisa que as pessoas buscam é pela capacidade do cartão de memória, mas isso está errado! Todos os fabricantes de cartões produzem cartões com as capacidades padrão (8GB, 16GB, 32GB, 64GB), podendo variar também de alguns fabricantes, como a LEXAR que produz cartões de 4GB ainda ou a Sandisk que fornece capacidades de 128GB.cartão de memória

É claro que a capacidade do cartão traz muita influência sobre o trabalho, em questão de tempo de gravação, busque verificar a velocidade de gravação ou escrita do cartão, principalmente dos cartões SD e SDHC, que costumam variar muito. Essa velocidade de gravação é a capacidade de armazenar os dados capturados pela câmera fotográfica. Isso influi na resolução da imagem e velocidade de disparo, quanto maior a velocidade de gravação, mais rápidos os dados vão ser guardados, podendo efetuar mais disparos, por exemplo.

A velocidade mínima recomendada para Full HD é de 30mb/s, mesmo assim é considerada baixa, pois em eventos de grande intensidade de disparos em alta resolução, como desfiles, esportes e até mesmo alguns eventos, 60mb/s é o mínimo buscado. Mas isso deve partir do profissional ver qual o tipo de trabalho que ele realizará e quais suas necessidades.

Outra coisa é a velocidade de transferência do cartão de memória que passa os dados do cartão para outro dispositivo, seja por USB, leitores de cartão ou conexão direta. Muitos cinegrafistas buscam capacidades altas para vídeo, mas não levam essa característica em consideração, mais para frente na hora de passar o trabalho para edição, muitas vezes pelo tamanho do arquivo o mesmo pode ser corrompido ou divido, sem contar o tempo gasto até a transferência do mesmo.

Claro que os valores dos cartões de memória sofrem alteração por causa dessas velocidades, mas é importante não ver como um gasto a mais, mas sim como um investimento, onde você ganhará mais tempo, melhor qualidade de gravação, praticidade e resultados com melhor definição.

Alguns cartões de memória mais sofisticados têm um a ferramenta Ultra High Speed, nomeada como UHS. Estes são cartões, que usam uma nova forma de comunicação (barramento) com o aparelho, portanto precisam de aparelhos compatíveis para atingir todo seu potencial. Um cartão UHS Classe 1 (UHS U1) tem velocidade de 10 MB/s e é adequado para gravação em tempo real de transmissões de TV, por exemplo, e um cartão UHS Classe 3 (UHS U3) chega a 30 MB/s e é adequado para gravação de vídeo em 4K.

Essas ferramentas vêm se aprimorando e hoje em dia já temos os cartões XQD que apresentam altas velocidades de até 550mb/s e já substituem os cartões compact flash, que são voltados também para longas performances em longos períodos de gravações. A Sony tem tomado a frente na produção e vendas desses cartões oferecendo altas velocidades, entre 120mb/s e 250mb/s, a preços acessíveis para que profissionais autônomos e pequenas produtoras possam ter qualidade profissional com recursos Ultra HD e 4K.cartão de memória

Verificar essas informações em um cartão pode garantir resultados profissionais e com qualidade de imagem, processamento e transferência, facilitando o trabalho de fotógrafos que necessitem de praticidade no seu dia-a-dia!

 

Post anterior

MULHERES NA FOTOGRAFIA: GERDA TARO, A FOTÓGRAFA DE GUERRA

Próximo post

Como gravar bons vídeos com o celular ?