Home»Artigos de Foto e Video»Câmeras Profissionais: Diferenciais e Especificações

Câmeras Profissionais: Diferenciais e Especificações

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Se você é do tipo entusiasta por fotografias, deve passar bastante tempo analisando imagens, fotos e também procurando pelas melhores Câmeras Profissionais do mercado.

Acessórios de fotografia e os demais itens não faltam, mas entender melhor sobre as objetivas/ Câmeras Profissionais com relação a preços, lentes e categorias, permite ser mais conhecedor desse universo.

Veja bem, a Canon separa lentes por qualidade, nesse sentido foi criada uma linda que se chama de L-Series, onde as Câmeras Profissionais recebem uma linha vermelha perto da sua extremidade.

Já a Nikon não possui uma linha mais específica. Algumas das suas lentes de qualidade superior tem uma linha dourada.

A Sigma por sua vez, tem uma linha que se chama de Sigma Art, onde suas lentes e Câmeras Profissionais estão sendo trabalhadas ao longo desses últimos anos.

Algumas Lentes de Câmeras Profissionais e suas especificações de zoom (possuindo quase a mesma distância de intervalo focal)

E a qualidade da imagem das câmeras fotográficas profissionais?

Com certeza se você está atrás de alta qualidade de imagem, as objetivas profissionais são as melhores, isso porque seus elementos ópticos possuem uma construção mais robusta/ completa, produzindo dessa forma, imagens com uma nitidez superior, cores mais reais e uma incrível definição de contraste. Recursos essenciais para quem precisa de boas fotografias.

Acabamentos das objetivas profissionais

Para reduzir aberrações cromáticas, diversas distorções e vinhetas muito fortes, os acabamentos das Câmeras Profissionais são muito melhores.

É válido destacar que apesar de haver softwares para sua pós-produção – que por sinal, conseguem realizar um bom trabalho com as fotos, poder ter uma captura mais precisa permite uma maior produtividade no tempo e no resultado final das imagens clicadas.

Diminuição do flare

Em algumas Câmeras Profissionais é possível ter flares diminuídos, isso porque são construídas com vidro.

O flare é o vazamento de luz que incide no ambiente, de acordo com a posição em que se vai fotografar com a câmera profissional que possui alguma fonte de luminosidade.

Se você for um fotógrafo mais experiente, há de concordar conosco que em alguns casos, é impossível eliminar um flare indesejado. Nesse sentido ter uma câmera com essa estrutura pode ser bem vantajoso para o trabalho do fotógrafo.

Outra questão pertinente, é que os recursos tecnológicos das Câmeras Profissionais, costumam ser descritos por seus fabricantes em forma de siglas, o que dificulta bastante para muitos novos profissionais que estão entrando no mercado da fotografia agora, já que esses termos técnicos tratam da engenharia das lentes.

Para ficar mais fácil para você compreender, veja como a Nikon, por exemplo, faz a descrição de algumas características da nova Lente Nikon AF-S 70-200mm f2.8E FL ED VR, lançada em 2016.

Dispersão extrabaixa – ED (Cristal ED)

Esse se trata de um vidro ótico que foi desenvolvido pela empresa Nikon e que é usado em conjunto com um vidro ótico comum em lentes telefoto e que servem no apoio da correção das aberrações cromáticas.

FL – Elementos de lente de fluorita

O FL – fluorita se trata de um elemento ótico de grande leveza, como um cristal. Possui perfeitas propriedades óticas e melhora o equilíbrio da câmera fotográfica por meio da sua redução no peso da mesma. O que permite um melhor manuseio. Ideal para as lentes com distância focal maior.

HRI – Lente de Alto Índice de Refração

Uma lente do tipo HRI, contendo um índice refrativo de mais de 2,0 poderá proporcionar efeitos comparados a aqueles que são   obtidos com outros elementos de cristal padrão, compensando dessa forma, a curvatura de campo e também as aberrações esféricas que geralmente incidem.

N- Revestimento em Nanocristal

Se trata de uma película de antirreflexo que foi desenvolvida pela Nikon, e virtualmente chega a excluir aqueles elementos internos da lente para um amplo alcance da onda.

SIC – Revestimento Superintegrado

É um termo que a Nikon utiliza para descrever o revestimento multicamada dos elementos óticos das lentes NIKKOR.

Pode ser complicado memorizar tudo isso de uma só vez, mas são termos técnicos que você acaba tendo que aprender para entender melhor sobre a qualidade ótica das lentes profissionais existentes. Isso principalmente se você quiser eliminar, inclusive, os defeitos que existem nas lentes de categorias mais inferiores.

E como é a construção de uma câmera profissional?

Se você olhar uma câmera profissional por dentro, vai ver que ela é toda formada por elementos distintos que são separados por grupos. Dependendo de cada uma, pode existir elementos menores ou maiores e isso impacta no custo de cada uma.

O designe desses recursos ópticos, diferenciam cada câmera profissional das distâncias de foco e cada fabricante tem preferência por um tipo. De acordo com cada formatação, isso acaba por impactar diretamente na qualidade da imagem, nas aberrações e nas distorções.

Diremos agora alguns tipos de objetivas e seus elementos:

Exemplos:

  • Lente Canon EF 50mm f/1.8 STM – Possui 6 elementos, que são distribuídos em 5 grupos.
  • Lente Canon EF 50mm f/2.2 L USM – Possui 8 elementos, distribuídos em 6 grupos.

Portanto, de acordo com cada modelo, pode existir uma diferença entre as objetivas, sendo que algumas podem ter componentes que recebem materiais e tratamentos especiais para cada categoria.

Por que você deve escolher uma câmera profissional?

Veja bem; as objetivas mais simples, dificilmente possuem grande resistências e sua vida útil é bem menor quando comparada a uma profissional.

Um exemplo disso é quando você derruba a câmera no chão. Uma objetiva de baixa qualidade provavelmente não aguentará a queda. Já as categorias mais superiores, possuem um sistema construído com componentes que são mais fortes, tendo assim, maior resistência aos impactos e usos cotidianos.

As camadas de metal, são melhores que as de plástico, já que oferta uma camada de proteção extra, tendo alguns acréscimos de gramas em seu peso.

Em outros casos, algumas câmeras profissionais também ofertam vantagens extra contra proteção a poeira, umidade que são fatores indispensáveis para quem muito fotografa, principalmente ao ar livre.

Portanto, escolha sua objetiva e comece a fotografar com excelência!

Comentários

comentários

Post anterior

OS GRANDES FOTÓGRAFOS DA HISTÓRIA: STEVE MCCURRY

Próximo post

Dicas para começar a fazer Macro Fotografia