Home»Artigos de Foto e Vídeo»Na Holanda, fotógrafo faz polêmica foto em álbum de casamento

Na Holanda, fotógrafo faz polêmica foto em álbum de casamento

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
4
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Antes de fazer qualquer tipo de consideração em ato de reprovar ou condenar qualquer tipo de trabalho na área da fotografia, é importante considerar que o conceito de arte é extremamente subjetivo. Principalmente quando levamos em conta o fato importante e indispensável de que o que pode ser belo, inovador e válido para uns pode ser desrespeitoso, nojento e até mesmo impróprio para outros. Tudo dependerá dos seus conceitos, gostos, referências etc.

Quando tratamos de algo tão especial e precioso como o álbum de casamento, essa situação passa a ter olhares ainda mais extremos, seja lá para qual for o “lado da balança” para que se olha. Afinal de contas, muitos tratam esse momento como impossibilitando algo mais ousado para não “manchar” um momento considerado quase como sagrado, demonstrando o momento onde a união de duas pessoas é oficialmente selada.

na-holanda-fotografo-faz-polemica-foto-em-album-de-casamento-eMania-3-06-11
Foto: Divulgação

 

Porém, existe também o outro lado da moeda, principalmente quando se fala em relação a possibilidade de trazer novos conceitos, novos olhares e até mesmo um tom de bom humor bem mais aguçado do que todos estão habituados ao clima tradicionalmente romântico a fotografia de casamento.

Foi tentando seguir essa linha que o fotógrafo holandês Michel Klooster, em meio a um de seus trabalhos relacionados a álbum de casamento, decidiu de maneira conjunta com os noivos e até mesmo com a mãe da noiva fazer um foto que gerou intensos comentários para os dois lados da opinião pública. Isso porque, além de fazer parte do álbum, a imagem foi postada na rede social do próprio profissional.

na-holanda-fotografo-faz-polemica-foto-em-album-de-casamento-eMania-1-06-11
Foto: Reprodução/Pinterest

Na imagem em questão, contextualizada como sendo depois do matrimônio, ambos estão em meio a uma floresta como tentando fugir dos olhares mais curiosos e a já esposa simulava o ato do sexo oral. Na legenda da postagem de Klooster haviam os seguintes dizeres: “Alguns noivos não conseguem esperar pelo fim da festa de casamento. Sorte que eles já trocaram alianças e estão oficialmente casados.”

na-holanda-fotografo-faz-polemica-foto-em-album-de-casamento-eMania-2-06-11
Foto: Michel Klooster

Como não poderia deixar de ser, comentários reprovando a pose que contou com o aval não somente dos modelos da fotografia como até mesmo da própria mãe da noiva vieram aos montes na postagem. Percebendo a necessidade de argumentar sobre o tema, Michel Klooster alegou que as pessoas não precisam ser tão conservadoras como em outras épocas:

“Todos que acham isso ofensivo ainda vivem no ano de 1996, na minha opinião. Nem tudo deve ser tão formal. Vamos dar às pessoas o direito ao prazer. A vida já é cheia de pudores.”

Post anterior

5 aplicações da fotografia não muito populares, mas lucrativas!

Próximo post

Fotógrafo com 30 anos de profissão tem acervo roubado no RJ

O Autor

Alberto Barbosa

Alberto Barbosa

Formado em jornalismo no ano de 2012 pelo Centro Universitário FIAM, atuou em diversos segmentos da comunicação como editoras e sites de conteúdo esportivo. Foi editor e repórter do Universo dos Sports e hoje é, além de freelancer, colaborador do Torcedores.com e também do blog eMania.

  • Junior Martins

    Pra mim não é questão de pudor, mas eu não consegui entender muito bem se os noivos haviam aprovado essa foto. A arte é subjetiva, mas no caso, ela tem que agradar um publico muito especifico chamado cliente que no caso são os noivos. Eles realmente gostaram dessa foto?

  • Leo Veronimo

    encarei como uma brincadeira. Hilária a foto! até para quebrar tanto formalismo. Acho também que é um modo de descontrair e rir de tudo, pois organizar e realizar a cerimônia é bastante cansativo, inclusive cansativo para o próprio fotógrafo.