Home»Dicas de Fotografia»Como usar o flash externo para capturar suas fotos?

Como usar o flash externo para capturar suas fotos?

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Saber como usar o flash externo é o desejo da maioria dos fotógrafos iniciantes, que estão começando a desbravar as técnicas mais difíceis desse ramo. Mas operar pontos de iluminação a distância não é uma tarefa assim tão simples.

Por sorte, ao escolher os equipamentos corretos e seguir o passo a passo adequado, é possível colecionar imagens de tirar o fôlego. Você quer aprender como usar o flash remoto e tirar lindas fotografias, mesmo quando a luz natural não ajuda?

Veja neste post tudo o que você precisa saber sobre como usar o flash externo e as técnicas para operá-lo da melhor forma possível. Acompanhe essas dicas e tire todas as suas dúvidas agora mesmo!

Defina o seu objetivo

Em primeiro lugar precisamos definir o objetivo da fotografia, a fim de saber se o flash externo é realmente necessário.

Como você deve imaginar montar um setup com flashes remotos não é uma tarefa fácil e exige uma série de equipamentos para funcionar. Portanto, só use essa técnica quando realmente ela for essencial.

E quando o flash externo deve ser usado?

Simples, quando você não é capaz de atingir o seu objetivo com a iluminação disponível. Ou seja, quando a fonte de luz natural não permite criar a perspectiva que você deseja, aí sim você deve pensar em usar fontes de iluminação artificiais.

Porém, mesmo assim, você pode usar outros equipamentos de iluminação ao invés do flash, que são mais fáceis de operar, mas podem custar mais caro.

Enfim, tudo depende do seu objetivo com a foto e o resultado final que deseja. Por esse motivo, esse é o primeiro e mais essencial passo na hora de aprender como usar o flash externo em suas fotografias.

O nível de dificuldade de suas capturas também vai ditar a quantidade de equipamentos que serão necessários. Então fique de olho nessa etapa!

Selecione a forma de disparo
Como usar o flash externo para capturar suas fotos?

Operar um flash externo, ou remoto, consiste em dispará-lo fora da câmera. Isso quer dizer que esse equipamento não estará instalado na sapata, o local adequado para posicionar o flash quando for usá-lo em conjunto com sua câmera DSLR.

A questão é que existem diversas formas de disparar o flash remoto e você precisa escolher uma delas sabiamente. Conheça as principais:

Cabo: um cabo modelo PC que liga a câmera ao Flash. Deve ser um cabo longo para dar mais independência ao fotógrafo e não prejudicar o posicionamento dos focos de iluminação. A vantagem é que custa muito barato, já a desvantagem é que nem todos os flashes estão habilitados a esse tipo de integração.

Rádio: transmissores e receptores de sinal via rádio também podem ser usados, assim como acontece com o controle de sua TV, por exemplo. Basta acoplar o transmissor na sapata da câmera e o receptor junto ao flash. O benefício de usar essa forma de disparo é porque fica livre para se movimentar e pode posicionar o flash a qualquer distância. A desvantagem, no entanto, é que esses equipamentos custam caro e nem sempre suportam a tecnologia TTL.

Infravermelho: recomendado para quem vai usar mais de um flash externo, o primeiro será o master e o segundo o slave. A maioria das câmeras DSLR atuais já contam com esse recurso embutido e suportam a tecnologia TTL. Mesmo que precise comprar um transmissor avulso, ele custa relativamente menos que a opção por rádio flash. A desvantagem é, que assim como na sua TV, o infravermelho só funciona quando ambos os equipamentos (câmera e flashes) estão em line-of-sight, ou seja, um de frente para o outro.

Qual a melhor opção?

Depende de como você vai fotografar e o seu objetivo. Se precisa capturar imagens a distância, um cabo não é indicado pois pode causar problemas. Já se pretende posicionar um flash atrás do modelo, por exemplo, esqueça a opção de infravermelho.

Avalie suas necessidades e escolha o melhor modelo de disparo do flash que se encaixa com o que você precisa.

Posicione o flash externo

Agora chegou a hora de posicionar o flash externo próximo ao assunto para capturar a imagem. Essa é uma questão técnica e que precisa de toda a sua atenção por vários motivos, entre eles:

  • A luz do flash é limitada e precisa estar próxima do tema principal da foto;
  • Quanto mais longe o flash estiver do assunto, menor a potência da luz emitida;
  • A potência do flash (ou número NG) também precisa ser avaliada para calcular a distância correta;
  • Quanto menor a potência do flash, mais perto ele deve ficar;
  • Não se esqueça da lei do quadrado inverso (I= 1/d*2);
  • Entre outros motivos.

Portanto, verifique qual a melhor distância para posicionar o seu equipamento e as configurações ideias de sua câmera também. A melhor forma de descobrir isso é através da tentativa e erro, ou seja, muito teste até encontrar a opção ideal para o seu caso.

Modifique a luz
Como usar o flash externo para capturar suas fotos?

Flash configurado e posicionado é hora de modificar a luz para conseguir o efeito que você deseja. Há muitas formas para fazer isso, aliás, tudo na fotografia sempre tem um jeito para conseguir exatamente a configuração que você precisa.

Veja os principais deles:

Sombrinha: ajuda a tornar a luz do flash mais difusa, seja através de uma sombrinha rebatedora ou difusora. Apenas tenha em mente que, no caso das difusoras, a potência do flash também é perdida já que a sombrinha fica entre o assunto e a luz.

Snoot: serve para dar o efeito contrário da sombrinha, ou seja, deixar a sua luz mais dura e concentrada. Você pode, inclusive, usar as chamadas colmeias (conjuntos de snoots) para realçar esse efeito.

Gel para flash: é, na verdade, uma película que deve ser colada no flash. Existem diversas cores e elas ajudam a equilibrar a temperatura da luz, tanto do ambiente como a emitida pelo flash. É útil, por exemplo, para não deixar transparecer em suas fotos que você usou o flash.

E aí, gostou dessas dicas sobre como usar o flash externo para capturar suas fotos com baixa iluminação? Deixe o seu comentário abaixo e compartilhe suas experiências com a gente!

Post anterior

Portal alerta para tendência de pagamento para divulgação no Instagram

Próximo post

Fotos espontâneas: 5 segredos para dar mais vida às suas imagens!

O Autor

Nizar Escandar

Nizar Escandar

Editor Chefe do Blog eMania