Home»Dicas de Fotografia»Como fazer o efeito de dupla exposição sem a câmera analógica

Como fazer o efeito de dupla exposição sem a câmera analógica

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

A técnica da dupla exposição pode ser fácil hoje em dia, com softwares de edição de imagens dos mais variados tipos. Mas esse efeito já era feito muito antes do computador existir na casa dos fotógrafos, quando a fotografia analógica era a única opção.
A dupla, ou múltipla, exposição, nasceu como um erro/defeito fotográfico, mas acabou virando um recurso artístico.

O que é o efeito de dupla exposição ?

O efeito de dupla exposição acontece quando duas imagens diferentes são impressas na mesma fotografia, ficando sobrepostas uma à outra. Descobriram essa técnica quando o filme não era girado apropriadamente e a câmera digital acabava fazendo duas imagens no mesmo espaço do filme.
Considerado por muitos fotógrafos um problema, esse efeito pode resultar imagens tão bonitas que alguns profissionais da fotografia fazem isso de propósito, com a ideia de criar uma imagem abstrata, e não registrar uma cena nitidamente.
Com essa técnica, o fotógrafo fica livre para explorar a criatividade, podendo fotografar a mesma pessoa várias vezes, uma cena de movimento contínuo, diversos ângulos em uma mesma cena e outras tantas possibilidades.

dupla exposição

Como fazer esse efeito sem uma câmera analógica?

Apesar da dupla exposição ter nascido nas câmeras com filme, o Photoshop é um dos melhores softwares que podem ser aliados dos fotógrafos que possuem câmeras fotográficas digitais.
Uma notícia ainda melhor é que é muito fácil atingir esse efeito com o programa de computador. No entanto, o resultado pode não ser tão perfeito quanto ao atingido pelo “erro” no negativo.
O Blog eMania vai te mostrar como aplicar essa técnica nas suas fotografias com os programas Photoshop e o Pixlr, um editor de imagens online.

Como escolher as imagens?

Apesar de não existir regras para escolher quais fotografias usar na hora de preparar uma dupla exposição, algumas dicas podem ajudar para atingir melhores resultados do efeito no Photoshop.
Uma delas é misturar imagens que tenham contrastes entre claro e escuro. Assim, os modos de “mesclagem” do software de edição funcionam melhor e, consequentemente, deixa a foto melhor.
Fotos de silhuetas funcionam bem na hora de juntar duas imagens. Imagens do céu também podem gerar resultados interessantes. O segredo é testar várias vezes, com várias imagens até que você encontre o resultado que deseja.

dupla exposição

Com o Photoshop

Para criar o efeito de dupla exposição no Photoshop, o que é feito é a mistura de camadas.
Você vai abrir a imagem de fundo e depois abrir outra por cima usando a opção “Place” que está no menu “File”. Você também pode abrir a segunda imagem em uma janela separada no Photoshop e arrastar o layer em cima de primeira.
A camada de fundo vai ficar intacta, com mesclagem normal e 100% de opacidade. A imagem sobreposta será alterada de acordo com o resultado que você desejar.
Se você vai fazer o efeito com mais de uma foto sobreposta, é preciso fazer as alterações de uma imagem de cada vez, assim a edição ficará mais dominada e os detalhes mudados com mais precisão. Para isso, é só clicar no layer que você deseja modificar e alterar o modo de mesclagem e a opacidade até atingir o que quer. Os modos preferidos na hora de fazer a dupla exposição são o “Lighten”, “Screen”, “Linear Dodge” e “Color Dodge”.
Para fazer com que as imagens de cima apareçam menos, é só diminuir a opacidade delas para que a imagem de baixo fique mais destacada. Também é possível ajudar níveis de cor, sombras, brilho e contraste para mudar o resultado.

dupla exposição

Com o Pixlr

Para atingir bons resultados de dupla exposição com o Pixlr, o processo é praticamente o mesmo do que no Photoshop. O que há de diferente é que as opções de mesclagem não são tão variadas. A vantagem é que esse programa é gratuito e online, podendo ser acessado por qualquer um e a qualquer momento.
Outro inconveniente do Pixlr é que, por ser utilizado em navegadores, imagens muito pesadas podem travar o computador e fazer você perder todas as modificações de imagens. Esteja certo que outras janelas e sites estão fechados para você poder trabalhar tranquilamente na edição de suas fotos. Salve sempre que fizer uma modificação também.
Para abrir uma imagem em layer em cima de uma imagem base é preciso acessar o Pixlr, acionar o “Abrir uma imagem” para abrir a fotografia base. Depois vá em “Arquivo > Abrir Imagem” para escolher a segunda foto. As janelas vão se abrir separadamente. Você vai precisar arrastar o layer da segunda imagem para a primeira.
Selecione o layer de cima e clique no botão que vai aparecer na imagem para abrir as opções de mesclagem de camadas.
No Pixlr, existem menos modos de mesclagem. Os modos “Linear Dodge” e “Color Dodge”, por exemplo, não aparecem nesse programa. Apesar de não ser um problema muito grande, pode limitar as opções de resultado. Opte pelas opções “Screen” e “Hardlight” com opacidade reduzida para melhores resultados.
A diferença entre as imagens com o efeito de dupla exposição feitas pelo Photoshop e pelo Pixlr é muito pequena.

Comentários

comentários

Post anterior

Fotografia Artística: Dicas e Truques para Melhorar suas Fotos

Próximo post

Otus 28 mm f/1.4: a nova melhor lente do mundo