Home»Artigos de Foto e Vídeo»Em novo livro, Lívia Aquino revisita a popularização da fotografia amadora

Em novo livro, Lívia Aquino revisita a popularização da fotografia amadora

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
1
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

A artista Lívia Aquino, o Ministério da Cultura e a Funarte lançam no sábado (10/12/2016) o livro Picture Ahead: a Kodak e a Construção do Turista-Fotógrafo. O evento acontece às 16h no Centro Cultural São Paulo e é aberto ao público, que terá a oportunidade de participar de uma conversa com a autora na ocasião. O trabalho é vencedor do Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia 2015.

A publicação é baseada na tese de doutorado de Lívia, que pesquisou a fotografia amadora e sua presença histórica no campo do turismo. Dedica-se acerca da atuação da fabricante Kodak, empresa que foi peça fundamental no processo de popularização da fotografia e, consequentemente, na articulação dos modos de produzir, consumir e compreender imagens.

Anúncio da Kodak, 1900

Deste modo, ‘Picture Ahead’ repassa anúncios, cartazes, publicações e outdoors feitos pela Kodak da virada do século XIX até os anos 1970, mostrando como a combinação entre fotografia e turismo transformou a lembrança em um produto visual e construiu um novo sujeito: o turista-fotógrafo, sedento pela posse e pelo status que as imagens da viagem proporcionam. Se tal processo pode ser comparado à recente chegada dos celulares com câmera, este livro fornece um amplo estudo para melhor compreender a exponencial multiplicação de imagens no mundo digital e em rede.

Fotografia e turismo são compreendidos por Lívia como um dispositivo foucaultiano, por se estabelecerem de forma semelhante a um jogo ou um programa a ser seguido. A rede formada pelos elementos dessa trama é o que configura o dispositivo. Ao mesmo tempo que ele estabelece saberes, é por eles condicionado, gerando tensão em suas relações de força e, assim, constituindo poderes.  Turismo e fotografia, no caso, atuam em conjunto, criando discursos, formando organizações e delimitando modos de ação relacionados às viagens e aos diversos aprendizados do fotográfico, como um desejo de conhecer e registrar os lugares e, com isso, apoderar-se deles como conquistas.

Os questionamentos em torno do fotográfico tangenciam a própria trajetória artística da autora. “O livro traz muito das minhas dúvidas como artista e pesquisadora, das perguntas sobre o que pode ser a fotografia e como ela acontece e é experimentada pelo amador”, conta Lívia, que recentemente participou de uma residência artística na China e está abrindo uma exposição com o trabalho desenvolvido. “O trabalho da tese reverbera em outras produções, há um desdobramento importante na minha prática artística”, diz.

“A arqueologia das imagens realizada por Lívia Aquino nos convida a conhecer a terra de nossos antepassados, com seus sonhos, suas graças, suas sacadas geniais, mas também com suas perversidades e fracassos. Nos convida a viajar em companhia desse fóssil, o turista-fotógrafo, cujo sangue ainda ferve em nossas veias toda vez que fazemos uma selfie”, comenta o historiador e doutor em Comunicação Mauricio Lissovsky.

SOBRE A AUTORA

Lívia Aquino é pesquisadora do campo das artes visuais, professora e artista. Doutora em Artes Visuais e Mestre em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Bacharel em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), atualmente coordena e ensina na pós-graduação em Fotografia da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em São Paulo.

Anúncio da Kodak, década de 1960

SERVIÇO

Picture Ahead: a Kodak e a construção do turista-fotógrafo

(Lançamento do livro de Lívia Aquino. Aberto ao público.)

Quando: sábado 10/12/2016, às 16h, com conversa com a autora

Onde: Centro Cultural São Paulo (rua Vergueiro, 1000, Paraíso, São Paulo)

Aberto ao público. Informações: (11) 3397-4002

  


Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia 2015

Post anterior

WORLD PRESS PHOTO: O MAIOR ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE FOTOJORNALISMO

Próximo post

J.R. DURAN: O FOTÓGRAFO MAGO DAS LENTES BRASILEIRAS

O Autor

Nizar Escandar

Nizar Escandar

Editor Chefe do Blog eMania