Home»Dicas de Fotografia»Dicas para dominar o foco manual

Dicas para dominar o foco manual

6
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Sabemos que a sua DSLR possui um sistema de foco automático muito avançado. Então porque deveríamos te convencer a usar o foco manual? Na verdade, existem várias boas razões para isso. Vários elementos e condições ambientais podem enganar esse sistema, ou fazer com que seja muito difícil conseguir uma boa imagem no modo de foco automático.
O sensor AF da sua câmera digital precisa de algumas coisas para funcionar bem; e as principais são luz e contraste. Ele usa extremidades e texturas para focar em áreas com contraste. Se você estiver fotografando com condições de baixa luminosidade, o AF pode ter problemas em identificar elementos do cenário.
Se o contraste do cenário é baixo, como em dias de céu nublado, o circuito AF da sua câmera fotográfica tem dificuldade em se prender em um elemento único. O foco manual, portanto, ajuda você a ter imagens nítidas quando o AF não interpreta corretamente o que a lente da câmera está vendo.

Situações nas quais o foco manual é melhor

Dito isso, conheça algumas situações na quais o foco manual é mais adequado que o foco automático e não tenha medo de usá-lo, principalmente nas seguintes condições:

Fotografando animais

Quando você fotografa através de folhagens, ou grama, o foco manual e uma abertura maior transforma o primeiro plano em um blur agradável e colorido.

 

Lente foco manual

 

Registrando o movimento e a velocidade

Com objetos rápidos e em movimento, é melhor selecionar o ponto de foco antes de disparar a câmera. Quando o objeto chegar nesse ponto, você aperta o disparador e pronto!

 

Lente foco manual

 

Paisagens

Se você focar o horizonte automaticamente, você vai perder muito da sua profundidade de campo. Por isso, nesses casos, o foco manual é o seu melhor amigo.

 

Lente foco manual

 

Foco manual para fotografias criativas

Se você quiser combinar uma série de imagens em uma fotografia panorâmica, ou em uma imagem HDR, o foco manual é absolutamente essencial para te assegurar que o ponto focal não mude conforme você for fazendo as novas fotografias.
Lente foco manual

 

Passo 1

Acione o foco manual movendo o interruptor da sua lente referente ao foco para a opção MF. Dê zoom na lente para a configuração exigida.

Passo 2

Olhe pelo visor e acione o disparador até a metade. Segure-o dessa maneira até ativar o display.

Passo 3

Embalando a câmera com a mão esquerda, use seu dedão e indicador esquerdo para rotacionar o anel de foco da sua lente.

Passo 4

Espere um ponto de foco e a confirmação de foco manual serem acionados através do seu visor – aí você vai saber que o foco no ponto desejado foi alcançado.

Foco manual para fotografia macro

Apesar de quase todas as lentes macro terem foco automático, o foco manual é a melhor técnica para closes e pequenos objetos.
É bem mais fácil você se frustrar ao tentar focar uma abelha, ou uma borboleta automaticamente. Isso porque o menor movimento – seu, ou do elemento principal da lente – vai fazer com que a lente saia de foco e procure outro ponto. E até você conseguir focar outro ponto, o que você queria anteriormente já vai ter ido embora.
Ao invés disso, ajuste sua lente para o foco manual para a distância que o elemento que você quer fotografar vai estar. Depois, mova-se vagarosamente para trás e para frente com a sua Câmera DSLR até que o seu elemento principal esteja nítido no seu visor.
A seguir, dispare a sua câmera várias vezes para maximizar suas chances de ter uma fotografia nítida.

Dicas finais

A única maneira de conseguir bons resultados consistentemente ao utilizar o foco manual é praticar a sua técnica! Leia o manual de foco da sua lente e tente aplicar todas as configurações e técnicas nas suas imagens até você conseguir entender como o mecanismo funciona.
É importante testar as configurações de foco manual em várias situações de cenas e iluminação, pois elas podem mudar conforme o que você for fotografar.

Comentários

comentários

Post anterior

9 erros que a maioria dos fotógrafos comete, mas não deveria!

Próximo post

Como fazer fotografias de arquitetura de cima para baixo