iluminação para vídeo

Google e universidade criam sistema de remoção de sombras em imagens

Se existe um elemento que pode atrapalhar (e até mesmo inutilizar) uma boa imagem feita por sua câmera fotográfica é aquela sombra intensa que deixa o rosto ou partes importantes do seu cenário bastante obscuras. Influenciando, assim, diretamente na questão de como a sua fotografia pode ser interpretada ou mesmo a sua intenção em expor o trabalho.

A remoção de sombras em determinados cliques pode ser feita com a expertise em programas de edição com alta tecnologia, mas sempre encontrarão sérias dificuldades mediante a impossibilidade de controlar, com a capacidade desejada, a luz natural. Um determinado ângulo, outros elementos do cenário, são muitas as coisas que podem atrapalhar nesse sentido e fazer com que o clique ideal de suas lentes seja consideravelmente mais trabalhoso em ambientes externos.

Fonte: Nataliaenvy

Para fazer com que esse obstáculo seja algo cada vez mais parte do passado, uma parceria entre o Google e a Universidade da Califórnia desenvolveram um mecanismo baseado em inteligência artificial capaz de fazer, com alto grau de precisão, a remoção de sombras. A pesquisa foi batizada justamente de Manipulação da Sombra em Retratos (Portrait Shadow Manipulation).

Basicamente, o funcionamento do sistema de inteligência artificial funcionaria detectando o nível de sombra existente em outros objetos que não foram afetados pela obscuridade do trecho que se pretende clarear e, com isso, consegue fazer uma espécie de reconstrução da imagem. Preservando, inclusive, um impressionante grau de naturalidade da imagem mesmo em se tratando de um processo artificial.

google-e-universidade-criam-sistema-de-remocao-de-sombras-em-imagens-Blog-eMania-27-08
Foto: Divulgação/Google/Universidade da Califórnia

Os pesquisadores responsáveis por esse projeto mencionaram também que, além da remoção de sombras mais agressivas, o programa também pode auxiliar no processamento de imagens que já passaram por outros algoritmos de iluminação, fazendo com que a renderização seja de melhor qualidade.

Tanto o código-fonte da pesquisa como outros detalhes de sua aplicação podem ser vistos em uma página hospedada no site da Universidade da Califórnia que você pode acessar clicando nesse link. Infelizmente, o conteúdo está disponível apenas em inglês.