Home»Artigos de Foto e Vídeo»Fotografia autoral: O que é, como e quando fazer ?

Fotografia autoral: O que é, como e quando fazer ?

eMania
7
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Uma das coisas mais belas no ramo fotográfico, é que suas diferentes técnicas e abordagens são muito versáteis. Em outras palavras, as fotos são usadas de diversas maneiras, para expressar diferentes coisas e, mesmo assim, servem para dar sentido à mensagem que o fotógrafo deseja transmitir.

Logicamente, isso não acontece do dia para a noite e nem é tão fácil como se pensa. Mas os profissionais experientes da área são capazes de moldar a fotografia, usando-a da forma que desejam e dando um novo significado para suas imagens.

A fotografia autoral é um grande exemplo. Além de demonstrar a versatilidade deste ramo, os registros autorais também evidenciam todo o potencial artístico da fotografia.

Neste artigo, você verá a definição de fotografia autoral e também algumas dicas para colocá-la em prática em sua rotina de trabalho. Logo, se você é um fotógrafo em busca de informação ou está cogitando trabalhar com este estilo, continue a ler o artigo.

O que é a fotografia autoral?

Expressar pensamentos, emoções, denúncias e situações do cotidiano são alguns pontos que norteiam a fotografia autoral. Nestes projetos, o fotógrafo se preocupa em criar imagens inéditas, demonstrar suas emoções e dispensa, algumas vezes, os olhares críticos e comerciais sobre suas imagens.

Podemos dizer que os trabalhos autorais retratam a alma do artista por trás da câmera digital. Transmitem o seu estado de espírito, a sua revolta, felicidade ou qualquer emoção que ele esteja sentido no momento das fotos.

O maior desafio dessas imagens, no entanto, é transmitir o que se deseja de forma clara e fazer o espectador “sentir” o mesmo que o fotógrafo.

Fotografia autoral também pode ser compreendida como as fotos do autor, não seus retratos propriamente ditos, mas as fotografias registradas para um projeto pessoal. Ou seja, a única ou maior motivação para as capturas parte do próprio fotógrafo, instigado por emoções e pensamentos que deseja trazer a público.

Neste estilo fotográfico, o profissional de fotografia tem um novo papel. Ele não apenas observa a cena passivamente e regula a câmera, como também deve ter um olhar crítico sobre os acontecimentos.

Embora essas imagens não tenham uma conotação comercial, elas movimentam diversas exposições pelo mundo e atraem os amantes da fotografia como arte.

Como fazer a fotografia autoral?

Agora você deve estar pensando: como fazer a fotografia autoral, quais os passos seguir para capturar imagens com significado e ter sucesso em transmitir a sua mensagem?

Se você realmente está com todas essas dúvidas, fique tranquilo! Confira algumas dicas abaixo para começar na fotografia autoral do jeito certo.

Basicamente podemos frisar três pontos fundamentais para um projeto autoral de sucesso. Vamos compreender cada um deles abaixo, veja!

1.    Conteúdo/ tema

O ponto mais importante da fotografia autoral é, sem dúvida, a escolha do tema para suas fotos. Em primeiro lugar, você precisa escolher o que pretende fotografar para dar seguimento ao planejamento de seu projeto.

A escolha do tema é realmente muito importante, mas não pense que apenas as grandes causas podem ser usadas na fotografia autoral. Mesmo as coisas mais simples rendem ótimas fotos neste estilo. O critério básico para escolha é que esse tema faça sentido e desperte algo em você.

Alguns fotógrafos autorais, por exemplo, capturam imagens de uma flor em específico. Dedicam horas de seu dia para registrar todas as espécies da planta que existem e montam um projeto. Independente de qual seja a sua escolha, apenas tenha em sua mente que não existe melhor ou pior tema, nem certo ou errado, combinado?

2.    Perspectiva

Como você pretende abordar a causa ou situação? Que tipo de sentimentos você deseja transmitir ao espectador? Suas fotografias autorais serão dramáticas, românticas ou felizes? O espectador deve enxergar a cena de que ponto de vista?

Essas são algumas perguntas para ajudar na escolha da melhor perspectiva para o seu projeto. Assim como a seleção do tema, você é quem decide qual o melhor ângulo de suas fotos. Porém, é preciso ter essa informação em mente para que suas imagens sejam claras e cumpram o seu objetivo.

Nesta etapa também é válido fazer uma pesquisa, para ver se outro fotógrafo não explorou o mesmo tema e com um ponto de vista semelhante. Isso não impede que crie suas próprias fotos mas, dependendo de seu objetivo, isso pode causar problemas no futuro.

3.    Título

Tema e título precisam estar conectados, e mais do que isso, é necessário que os observadores consigam identificar essa ligação facilmente. Por isso, a escolha de um bom título também é muito importante para o seu projeto autoral.

Mesmo as melhores fotografias do mundo e de um tema extremamente interessante não fariam sentido com um título ruim. É provável que ninguém abrisse o álbum se o título não fosse convincente, não é mesmo?

Então, dedique o tempo que for necessário para criar o título. Não se contente com poucas opções. Crie, recrie, rabisque, planeje e faça diferentes combinações. Quando finalmente encontrar o título perfeito, aí sim o seu projeto estará pronto para começar e você já pode capturar as imagens.

Quando se aventurar neste estilo fotográfico?

Será que qualquer fotógrafo pode se aventurar na fotografia autoral? Qual seria o melhor momento para investir em um projeto tão complexo e importante como esse?

A resposta mais certa para essas perguntas é: quando você estiver pronto. Porém, o “estar pronto” é uma questão muito subjetiva. Algumas vezes pode ser difícil entender sua aptidão ou julgar os seus conhecimentos para começar esse projeto.

Contudo, nesse contexto leve em consideração os seus conhecimentos técnicos, olhar crítico e, especialmente, um tema realmente importante para você. Se preencher esses pré-requisitos, com certeza, está apto para um projeto autoral de sucesso.

Outra coisa que deve ter em mente é o seu vínculo com a fotografia. Na maioria das vezes, a fotografia autoral não tem muita força no aspecto comercial-financeiro. Isso quer dizer que talvez não seja a melhor escolha para viver dela.

Por outro lado, temos grandes exemplos de fotógrafos renomados com exposições milionárias deste estilo. Mas vale a análise deste critério para decidir o melhor momento para entrar na fotografia autoral. Ou seja, se estiver em busca de dinheiro neste momento de sua vida é melhor adiar um pouco.

Dito isto, lembre-se que este é um projeto livre. Não há limites para criar suas fotografias autorais e explorar o tema que escolheu. Aproveite esse momento o quanto puder. Os estilos mais livres também são ótimos para aperfeiçoar seus conhecimentos técnicos na fotografia. Então, não fique a espera do melhor momento para colocar em prática.

E você, já pensou em usar a fotografia autoral ? Como está o seu planejamento em relação a isso? Deixe o seu comentário abaixo!

Post anterior

Sandisk Anuncia cartão SD de 1 TB (Terabyte)

Próximo post

Fotógrafo de retratos: Fotografe mais do que apenas o olho