Home»Dicas de Fotografia»Onde estudar fotografia no exterior? 5 opções de cursos de fotografia para você!

Onde estudar fotografia no exterior? 5 opções de cursos de fotografia para você!

eMania
4
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Estudar fotografia no exterior reúne diversas vantagens. Além da especialização na arte, supondo que esta seja a sua maior paixão, você ainda pode conhecer lugares diferentes e aperfeiçoar seus conhecimentos em idiomas estrangeiros.

Os cursos de fotografia no exterior também somam muitos pontos em seu currículo. Dependendo de seu objetivo, contar com uma especialização na IED (Instituto Europeu de Design), por exemplo, pode abrir muitas portas.

Independente se você é um fotógrafo iniciante em busca de reconhecimento, ou um profissional experiente querendo expandir o seu currículo, abaixo seguem algumas opções de cursos. Veja como estudar fotografia no exterior nas principais instituições desta arte!

1. Instituto Europeu de Design (IED)

Vamos começar por uma das escolas de fotografia mais respeitadas da Europa. Com sedes espalhadas pela Itália, Espanha e até mesmo no Brasil, a instituição foi fundada por Francesco Morelli em 1966.

Na IED os apaixonados por fotografia passam por programas de aprendizado, que cobrem as áreas de design, moda, comunicação visual e gestão. Deste modo, o estudante sai completamente preparado para atuar como profissional de fotografia.

O corpo docente da escola é formado por profissionais de renome na fotografia (Masters), artistas e teóricos do segmento, bem como, novos fotógrafos formados pela própria instituição.

Para quem busca tradição e prestígio com sua formação, sem dúvida, deve considerar estudar fotografia no exterior com a IED.

2. Escola de Cinema e TV da Academia de Artes Cênicas de Praga

Cinema Dance Workshop – Primavera 2013

Por falar em tradição, não poderíamos deixar de citar a FAMU, simplesmente a quinta escola de cinema mais antiga do mundo. Além disso, também coleciona prestígio e autoridade, especialmente, porque entre seus ex-alunos estão ganhadores do Oscar.

O Departamento de Fotografia da FAMU, localizado em Praga, na República Checa, foi fundado em 1975. Conta com cursos de licenciatura e mestrado, com duração aproximada de três anos para as especializações.

Os cinco estúdios e a oficina do departamento, garantem que seus alunos aprendam tudo relacionado à fotografia. Nesta instituição você aprenderá desde as técnicas clássicas, até a produção e encadernação de publicações fotográficas.

Para quem não quer ficar preso atrás da câmera, a escola de Praga pode ser uma excelente opção. Inclusive, a instituição ainda oferece cursos para aperfeiçoamento em Inglês, ideal para os fotógrafos em busca de intercâmbio.

3. Instituto Fotográfico SPEOS

A mais nova escola de fotografia desta lista, SPEOS, está localizada em Paris na França. Foi fundada em 1985 por Pierre-Yves Mahé, um experiente e inovador fotógrafo francês. Apesar de sua pouca idade, o instituto ganhou renome através da parceria com outras escolas, como o Instituto de Arte de Chicago.

Além disso, SPEOS é reconhecida pelo Governo Francês e também pelo Comitê de Certificação Profissional do país. O que concede ao instituto mais repeito e prestígio no setor. Para ficar ainda mais interessante, a escola de Pierre é colaboradora de marcas influentes na fotografia, como a Canon, Nikon, Fuji Film, entre outras.

Estima-se que a escola de fotografia já tenha formado por volta de 4.000 alunos. Entre eles, estudantes de outras instituições de renome que são enviados a SPEOS para especialização. O estudo na França faz parte do currículo de algumas das principais escolas de fotografia do mundo.

Se você quer estudar fotografia no exterior em um dos destinos mais famosos do mundo e aprender um pouco de francês, então, a SPEOS é um destino de ouro para você.

4. Royal College of Art

Sediado em Londres, no Reino Unido, o colégio ressalta a importância do planejamento das fotografias. Ainda destaca seu compromisso em ensinar de forma simples e prática, todos os conceitos e técnicas da fotografia, em suas variadas formas (digital, analógica, em movimento, etc.).

A RCA dispõe de palestras, seminários, tutoriais e aulas com os mais renomados profissionais de fotografia. Ainda conta com diferentes estúdios instalados em seu Campus, construídos especialmente para o programa de fotografia da instituição.

As altas tecnologias de seus estúdios também são um show a parte. A RCA coloca a disposição dos aprendizes os melhores e mais sofisticados equipamentos de imagens. Os scanners da Epson e estações de trabalho de última geração são apenas alguns exemplos.

Os fotógrafos que desejam desbravar a terra da rainha e usufruir desses brinquedinhos tecnológicos, podem se inscrever no programa de estudos da RCA. Sem dúvida, uma experiência e tanto, não acha?

5. Instituto New York de Fotografia

Com sede em um dos principais cartões postais dos Estados Unidos, o NYIP foi fundado por Emile Brunel em 1910. Aliando uma grande reputação, versatilidade e o cenário incrível da cidade de Nova York (EUA), o imigrante francês acertou em cheio ao fundar o instituto.

Os seus cursos exploram os princípios da fotografia digital, marketing para profissionais de fotografia, criação de vídeos, edição de imagens com o Photoshop e assim por diante. Um extenso portfólio para preparar os futuros profissionais de fotografia.

A melhor parte de tudo isso, é que você não precisa se deslocar até Nova York para estudar no NYIP. O instituto dispõe de diversos cursos no formato online, que podem ser acessados de qualquer lugar do mundo e a qualquer hora.

Essa escolha é perfeita para os fotógrafos que precisam de um certificado internacional, sem precisar sair do Brasil. Além do custo mais baixo, você ainda conta com toda a comodidade e privacidade de sua própria casa na hora dos estudos. Perfeito, não é?

Como você viu há muitas opções para estudar fotografia no exterior e olha que nesta lista constam apenas 5 instituições de ensino da arte. Com certeza, ainda existem outras faculdades e escolas de fotografia que merecem a sua atenção.

Apenas tenha em mente que estudar no exterior não é complicado, mas deve ser planejado com cautela. Fazer um intercâmbio de fotografia exige algumas questões burocráticas como qualquer outra viagem. Por sorte, existem agências de intercâmbio especializadas que podem auxilia-lo neste processo.

Por outro lado, se você não quer procurar uma agência agora, pode escolher instituições de ensino que possuem sede também aqui no Brasil. As políticas para estudar no exterior para os alunos dessas escolas costumam ser mais brandas.

Agora que você já viu algumas opções interessantes de escolas de fotografia no exterior, que tal começar os seus estudos? Quais dessas opções você escolheria para estudar fotografia no exterior? Deixe o seu comentário ou compartilhe novos cursos abaixo

Post anterior

10 dicas de marketing para o fotógrafo segundo Alexandre Cury

Próximo post

As Melhores Lentes Prime para Fotografia de Rua