Home»Artigos de Foto e Vídeo»Tipos de fotografias e fotógrafos: entenda as diferenças entre cada um !

Tipos de fotografias e fotógrafos: entenda as diferenças entre cada um !

eMania
14
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Muita gente acha que tirar foto se trata apenas de pegar uma câmera fotográfica, focar em uma paisagem e pronto! Mas saiba que fotografar se trata de muito mais do que isso. Não basta apenas ter uma câmera e a usar, é necessário saber o que cada tipo de fotografia pode trazer e que tipo de sentimento pode passar para quem a vê.

Como fotógrafos, você deve saber desses determinados estilos e entender qual retrata mais a sua visão e qual é mais aceito pelo seu público.

Nesse artigo você vai entender em qual visão de fotografia você mais se encaixa e quais retratos exalam a essência fotográfica, ou seja, o sentido da foto ou o que se deseja passar com ela.

Confira os tipos de fotografias e fotógrafos!

Tipos de Fotografias

Os tipos de fotografias ou usos de fotografias determinam as classificações de cada imagem e como elas podem ser utilizadas para trazer um determinado valor, sentimento, expressão e outras características a quem a vê.

Veja abaixo alguns usos das fotografias ou estilos fotográficos que você pode seguir!

O cotidiano e a fotografia

A fotografia do cotidiano pode ser utilizada para compreender como anda diversos fatores de um determinado lugar, como: política, economia, geografia, educação, relações históricas, étnicas, morais e etc.

Com essas imagens, por exemplo, um professor pode ensinar aos seus alunos todos esses aspectos, juntando, claro, ao seu conhecimento para que possa retratar aos alunos, de uma maneira melhor, as épocas em que deseja informar e vincular a informação passada à informação da imagem vista pelo aluno.

Fotografia Investigativa

A fotografia já foi e ainda é muito utilizada para ajudar em casos policiais, militares e de outros tipos de segurança em geral. Com essas fotografias era possível planejar ataques, preveni-los e armazenar dados para formar uma informação relevante.

Você já deve ter assistido uma série investigativa, não é mesmo? É bem comum, nessas séries, aparecer legistas ou demais profissionais tirando fotos do local do crime. Isso porque serve como forma de armazenar aquela informação ou utilizar para estudar posteriormente. Nesse estudo, é possível notar em algumas informações não notadas na hora da apuração do crime, por exemplo.

Conhecendo o Fotojornalismo

Você já reparou que quando vai ler um noticiário tem algumas fotos impactantes que demonstram qual o teor da matéria? Sim, no caso do fotojornalismo a imagem deve dizer mais que as palavras e os fotógrafos dele utilizar de vários recursos (como o enquadramento, por exemplo), para contar ao leitor sobre o que se trata o assunto, antes mesmo de ler.

O fotojornalismo possui 4 gêneros, veja quais são eles:

  1. Fotojornalismo Social: fotografias de políticas, tragédias, economia, acontecimentos regionais, estaduais ou nacionais e fotografias de tragédias.
  2. Fotojornalismo Esportivo: fotografias de diversos esportes. Nesse caso utilize o máximo de informações para compor a fotografia, em alguns casos, quanto mais, melhor.
  3. Fotojornalismo Policial: são, em maioria, fotografias sensacionalistas com flagrantes e imagens chocantes onde o policial prende o bandido ou houve um assassinato e por aí vai.
  4. Fotojornalismo Cultural: Envolve os outros gêneros. Nesse estilo se utiliza de todos os recursos para deixar a foto mais chamativa ainda do que o texto para o leitor, trazendo os aspectos culturais a quem vai ler.

Fotografias de Estúdio

Esse estilo é muito conhecido, pois se trata de utilizar fundos de uma determinada cor (geralmente brancos) para conseguir editar as fotos com melhores recursos e trabalhar melhor em suas fotografias.

Normalmente, quando alguém deseja fazer um álbum fotográfico de gravidez, aniversário, fotografias anteriores ao casamento, books e outros, utilizam o espaço de um estúdio para que as fotos possam sair com uma qualidade melhor e com recursos que os fotógrafos dispõe para os seus clientes.

Após as fotografias serem tiradas é possível editar as imagens com recursos profissionais para deixá-las de acordo com o que o cliente deseja.

Que tipo de fotógrafo você é?

Os fotógrafos, por muitos, é considerado um artista visual, pelo fato de trazer uma vida à sua fotografia e expressar sentimentos e diversas características a quem as vê. Agora que você já conhece os modelos de fotografias, defina qual tipo de fotógrafo você é e deseja ser.

Confira!

Ser fotógrafo amador é bom ou ruim?

Muitas pessoas consideram fotógrafos profissionais os que tiram fotos com as melhores qualidades, porém as definições reais são:

  • Fotógrafos profissionais: aquele que utiliza a fotografia como fonte de renda, ou seja, utiliza as suas fotos como trabalho;
  • Fotógrafos amador: o que utiliza fotografias apenas como hobbies, mesmo que suas imagens tenham ótimas qualidades, ele não a utiliza como profissão ou fonte de renda.

Como você viu, ser um fotógrafo amador nada tem a ver com a qualidade das suas fotos. Suas fotografias podem ser de excelente qualidade, mas se você não as utiliza como fonte de renda, não é um profissional da área. Da mesma maneira que existem muitos profissionais com qualidades de imagens ruins.

Entendendo esse fato, você pode decidir melhor quais as fotografias que combinam com você e sua personalidade fotográfica. Se deseja ficar como um amador, pode mesmo assim tirar belíssimas fotografias, sendo elas para redes sociais, usos pessoais, retratos para a sua casa e etc.

Você pode também decidir usar como profissional e trabalhar em ramos da fotografia que te possibilitam crescer como profissional.

Estudar é sempre importante, mesmo na fotografia!

Esse é um fator muito importante! Independente de amador ou profissional, mas principalmente se utilizar como profissão, estude e se aprofunde nas melhores técnicas e recursos para utilizar em suas fotografias.

O mercado está sempre avançando, até mesmo na fotografia. Por isso é importante que você esteja sempre atualizado e se especialize para trazer as melhores opções.

Você pode se formar em diversas áreas da fotografia seja por áreas integradas (como o curso de artes ou multimídia), por cursos técnicos (como por exemplo, processos fotográficos), ou faculdades diretamente ligadas à fotografia.

Você pode utilizar como especialização ou como faculdade, depende da área que deseja ingressar no ramo da fotografia.

Agora que você entendeu as diferenças, fica muito mais fácil se decidir, não é mesmo? Mas se quiser uma ajuda, pode contar com a gente!

Sucesso!

Post anterior

5 dicas para você conseguir fotografias surpreendentes!

Próximo post

A evolução da Fotografia: entenda como surgiram os estilos que você conhece hoje