Home»Artigos de Foto e Vídeo»Como fazer fotografia publicitária com sucesso?

Como fazer fotografia publicitária com sucesso?

eMania
18
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Com a expansão da arte visual, que é aquela vista e não falada, o mercado fotográfico também cresceu e passou a atrair muitos olhares curiosos.

Propagandas, por exemplo, passaram a investir no emocional de seus clientes através de imagens que falam, muito mais, do que centenas de palavras escritas, afinal, percebeu-se que uma simples e bem elaborada fotografia, poderia gravar a mensagem mais profundamente no consciente dos clientes.

Neste contexto, muito tem se falado sobre a fotografia publicitária e, inevitavelmente, dúvidas foram criadas referentes a este segmento da arte que, de maneira resumida, é um dos mais desejados entre os fotógrafos da atualidade.

Fotografia publicitária é o trabalho idealizado e realizado com o objetivo de se vender, divulgar ou conscientizar determinado público sobre um assunto em questão.

Entre suas principais características, destaca-se a importância de um estudo prévio sobre qual a mensagem a ser passada ao público-alvo da campanha, resposta, esta, que direcionará o trabalho em razão do cumprimento do planejamento que foi estabelecido.

A fotografia publicitária requer o uso de ferramentas, técnicas e estratégias para que a obtenção do sucesso seja real e justa!

Como atuar na fotografia publicitária?

O fotógrafo que escolhe atuar neste campo deve estar preparado para investir em resquícios de qualidade, antes de tudo. E, apesar de ser uma área da fotografia em que o profissional, nem sempre pode opinar sobre o trabalho que está sendo realizado, é preciso criatividade e uma boa leitura do que foi pedido para que a foto atinja seu objetivo.

Na maioria dos casos, as agências solicitam por um fotógrafo, geralmente cadastrado em seus arquivos, para que o trabalho seja feito.

Isso exime, inclusive, que o profissional saia em busca de clientes, sendo, porém, importante que ele mantenha contato com várias empresas publicitárias para que não fique sem campanhas para desenvolver, é claro.

Além disso, há uma ramificação da fotografia publicitária que prevê um trabalho mais rápido e direto como freelancer.

Fotógrafos deste campo têm trabalho no desenvolvimento de fotos de restaurantes, para cardápio, indústrias, para registro documental ou divulgação e comércio local, como em pets shops, papelarias e outros locais menores que, nem sempre, possuem verba ou necessidade de uma intermediadora.

Produção da fotografia comercial
producao fotografia publicitaria

Fotografia comercial é outro nome dado, e usado frequentemente, para a fotografia publicitária, portanto, se você já ouviu qualquer dos dois, saiba que ambos falam do mesmo segmento, com as mesmas características e funções.

Fazer uma foto comercial é totalmente diferente do que produzir uma artística. Na fotografia publicitária há muito que se pensar, estudar, analisar e planejar antes de partir para a captura com a câmera fotográfica. Enquanto uma fotografia artística depende única e exclusivamente do momento, ou, direcionando um pouco mais, do sentimento que o fotógrafo queira passar.

A fotografia publicitária requer que um passo a passo seja cumprido e vamos compartilhar, agora, com vocês, o rascunho desta lista de afazeres que, costumeiramente está por trás de grandes campanhas. Vamos lá?

Passo a passo da fotografia publicitária

1-     Faça parte da cartela de profissionais das agências

Já citamos anteriormente que é preciso cultivar um bom relacionamento com as agências para que seja possível conquistar bons trabalhos neste tipo de campanha.

Afinal, com exceção as pequenas empresas e comércios, os potenciais clientes estarão levando suas solicitações e pedidos para estas intermediadoras sendo, portanto, o principal meio de se conseguir um trabalho na área.

Para fazer parte do portfólio de grandes agências, demonstre seu trabalho através daquilo que já foi feito.

Para iniciantes no ramo, que ainda não tiveram a oportunidade de desenvolver fotos publicitárias, a dica é investir um tempo para fazer fotos que carreguem uma mensagem simples, como por exemplo, sobre o meio-ambiente ou algum outro tema de destaque e interesse mundial, levando-as como modelos de trabalho.

Neste caso, não se esqueça de mencionar que as fotos foram feitas apenas como teste, é claro.

2-     Atenção ao briefing

Briefing é um conjunto de informações e instruções que serve como um primeiro rascunho do que está sendo requerido. A indústria fotográfica trabalha com esta ferramenta para otimizar a realização do serviço.

Funciona da seguinte maneira: O cliente sabe o que quer com a campanha que está solicitando e, por isso, passa tudo para agência, que vai desenvolver o trabalho. A intermediadora organiza as principais ideias passadas dentro do briefing, que será usado, durante toda a campanha, como direcionador do trabalho.

A primeira coisa que o fotógrafo terá de uma campanha é este arquivo. Nele constarão dados, como:

  • Cliente;
  • Produto ou ideia central;
  • Público-alvo;
  • Veiculação (meio de divulgação da foto, site, revista, outdoor, etc.); e
  • Em alguns casos, o escopo, o modelo, a ser seguido ou incrementado.

3-     Encontrando o valor do job
fotografia publicitaria preço

Definir o valor do trabalho é um dos passos mais importantes aqui. Diferente do mercado fotográfico americano, em que softwares já foram definidos para calcular o quanto custará uma campanha, no Brasil é necessário levar em conta as muitas vertentes deste processo.

Veja alguns dos principais pontos que influenciam na precificação das fotos publicitárias:

  • A campanha comercial será impressa ou digital;
  • Amplitude da campanha, regional, nacional ou internacional;
  • Qual será a veiculação das fotos, em revista, outdoors, blogs e etc.;
  • Qual a exclusividade requerida para o trabalho;
  • Por quanto tempo a imagem produzida ficará no ar;
  • Quem será responsável por fazer o casting de modelos;
  • Quem alugará o estúdio para a sessão fotográfica;
  • Quem irá arrumar a composição de cena do estúdio fotográfico;
  • De quem será a responsabilidade de alimentar a equipe e pagar por seu transporte; e
  • Como as fotos serão passadas para a agência/cliente, se tratadas ou cruas.

Vale lembrar que, a partir do momento que o profissional tem a responsabilidade de cuidar do casting, da locação da sala para as fotos e de outros itens relacionados à execução do trabalho, ele deixa de ser apenas o fotógrafo da campanha publicitária, assumindo o papel de gerente de projetos e, podendo, inclusive, cobrar por isto também.

4-     Fechando o valor do trabalho
fotografia publicitaria quanto cobrar

Após obter todas essas respostas, é hora de encontrar o valor, justo, a ser recebido pelas fotografias publicitárias do projeto.

Atualmente, profissionais de nível médio, ou seja, nem iniciantes, nem experts da fotografia comercial, tem cobrado um valor que varia de R$ 2.500 a R$ 3.500 por uma diária de fotos deste ramo.

Entende-se por diária de foto publicitária, para melhor compreensão, a sessão de fotos e o tratamento das imagens registradas.

Vale citar, ainda, que neste segmento é possível encontrar profissionais que ganham o dobro, triplo ou quádruplo do valor anteriormente citado. Ao longo da carreira é possível reajustar valores de acordo com a qualidade, bem como pela exposição de trabalhos impactantes que já foram realizados e agradaram ao público.

Outra estratégia interessante, na hora de definir o valor do trabalho, é perguntar, a agência, qual o valor disponível para investimento. Neste meio, o budget, termo utilizado para referenciar o saldo liberado para o trabalho, é um grande ditador do projeto.

Uma foto que tem R$ 500 de budget jamais terá os mesmos atributos e características de uma com o mesmo briefing, porém com R$ 5.000 liberados para uso.

Essa diferenciação, porém, não deve ser feita por livre escolha do fotógrafo, que se esforçará, mais ou menos, naquela sessão, dependendo do valor. Simplesmente, os recursos serão mais amplos ou mais estreitos, variando apenas nisto na hora de oferecer o resultado final ao cliente.

Por fim, é importante destacar que a grande maioria dos profissionais e das intermediadoras trabalham com pagamento de 50% do valor antes e o restante após a conclusão do projeto.

Gerenciando o projeto, adendo para o profissional que selecionará a equipe:

Aqui elencamos um item bônus que servirá apenas para os profissionais que estão responsáveis por todo o projeto, para além de apenas tirar as fotografias publicitárias.

O gerente de projetos terá a difícil tarefa de selecionar bons profissionais, de outras áreas, para contribuir com a composição de sua fotografia publicitária. Alguns dos mais requeridos neste tipo de campanha, e respectivos valores pagos a eles, seguem logo a baixo, em ordem alfabética:

  • Alimentação (ou castering): entre R$ 30 e R$ 60 por pessoa;
  • Assistente geral: entre R$ 150 e R$ 300;
  • Ator: a partir de R$ 300, podendo variar para vários milhares de reais;
  • Cabeleireiro: entre R$ 300 e R$ 900;
  • Camareira: entre 100 e R$ 200;
  • Estúdio: entre R$ 600 e R$ 1.500 a diária e tomando por base a cidade de São Paulo;
  • Maquiador: entre R$ 300 e R$ 900;
  • Produtor de moda: Entre R$ 600 a R$ 2.000.

É claro que há muitos outros profissionais a se levar em conta, bem como outros itens importantes para a realização de uma sessão fotográfica de sucesso.

Tudo varia muito de acordo com as proporções alcançadas pela campanha.

Importante frisar, ou talvez, alertar, que sessões fotográficas que envolvem celebridades, como atrizes e modelos, exigem uma estruturação mais luxuosa, com camarim, em alguns casos, transporte de longas distâncias e assim por diante.

5-     Conhecendo o território
fotografia publicitaria local

Conhecido como o prelighting, é uma visita prévia, feita pelo fotógrafo, ao local onde as fotos serão capturadas.

Você pode até pensar que passar um dia, ou algumas horas, estudando o briefing no lugar cuja sessão será realizada é um desperdício, um dia de trabalho perdido, porém é fato que os fotógrafos que assumem esta posição, ou seja, este modo de trabalho se destacam muito mais devido a certeza na hora de criar a imagem, resultando em ótimos trabalhos após a finalização do projeto.

Neste dia preliminar, o profissional conhece o espaço disponível para fazer as fotos, analisa questões como luz e sombra e, principalmente se a sessão será feita em locais abertos, quais os melhores horários e equipamentos para fotografar ali.

Além de ir mais seguro para a realização da campanha, o fotógrafo terá um direcionamento mais preciso que, sem dúvidas, agradará a toda a equipe, desde o cliente, a agência e os envolvidos, como um todo, no projeto.

Antes de encerrar o tópico, outra super dica é averiguar se o local comporta, por exemplo, a utilização de um computador.

Assim, se possível, no dia da sessão trabalhe em modo tethered capture, ou seja, através da conexão que encaminha, automaticamente, as fotos tiradas na câmera para o computador, viabilizando que o cliente já veja o trabalho que está sendo efetuado.

6-     Executando o job

Após executar todos estes itens, que são verdadeiramente detalhados e muitos, é hora de pegar a câmera e capturar as fotografias publicitárias!

Toda a organização prévia ficará visível durante a execução do trabalho e, o fotógrafo, ganhará muitos pontos positivos que o elevarão de nível dentro da agência, por exemplo.

Além disso, invista em bons equipamentos fotográficos na hora de ir para a sessão fotográfica. Se há algum que você não possui, procure locar para não desapontar na qualidade final do trabalho. Lembre-se: Cada trabalho serve como uma renovação do seu nome no mercado!

Agora, especificamente falando sobre as fotos, é importante ressaltar que a fotografia comercial exige, muitas vezes, a posterior junção de imagens, sendo, importantíssimo, que o profissional esteja preparado para isto!

Fotografe, portanto, várias vezes numa mesma posição, fazendo uso de tripé e mantendo a distância focal. Em alguns casos o cliente poderá gostar do cabelo da modelo na foto A, do rosto na foto B e do produto, em si, na C.

Cria-se, portanto, a foto ABC que, se tirada dentro destes moldes, será facilmente editada.

7-     Entregando as imagens
fotografia publicitaria entrega

A última etapa é claro, o envio dos materiais para a intermediadora e para o cliente, que examinará minuciosamente tudo o que foi feito.

Ainda nas atividades prévias, é importante estabelecer com o cliente qual o tipo de arquivo que deverá ser entregue ao término do trabalho: Será em RAW, JPEG, TIFF, PSD ou em outro formato possível?

De maneira geral, as pessoas têm requerido as fotos publicitárias em PSD, pois garantem, assim, uma mais eficiente “retocagem” quando necessário.

Vale citar, também, que existe, hoje no mercado, um profissional específico para os trabalhos de tratamento de imagens. O retouch costuma cobrar, para campanhas publicitárias, de R$ 300 a R$ 2.000 pelo trabalho desenvolvido em cada foto.

A boa notícia é que o fotógrafo pode se especializar neste tipo de serviço também, oferecendo tudo num único e vantajoso pacote para o cliente!

Está preparado para começar uma carreira promissora na fotografia publicitária? Então, deixe as suas impressões no campo de comentários abaixo.

Post anterior

Dicas para fotografar o outono da melhor maneira

Próximo post

Sucesso no YouTube requer bom conteúdo, dedicação e investimento em tecnologia