Home»Dicas de Fotografia»Resenha: Fujifilm Instax Mini 90

Resenha: Fujifilm Instax Mini 90

eMania
1
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

As câmeras instantâneas do tipo Polaroid foram introduzidas ao mundo na década de 1940 e até a vinda das câmeras digitais elas eram muito usadas. Com as câmeras instantâneas digitais como conhecemos hoje, as Polaroids caíram em desuso, pelo menos até agora, já que essas pequenas máquinas voltaram com tudo nos últimos anos, principalmente com as Fujifilm Instax Mini 8 e Fujifilm Instax Mini 90, que é a que vamos especificar nesse artigo.
A Instax Mini 90 da Fujifilm teve o lançamento anunciado em 2013 em um momento que os consumidores não esperam mais um lançamento da marca, já que a Mini 8 já estava no mercado. A Mini 90 veio com uma proposta bem diferente e com um design reformulado.
Ela também veio mais cara que a instantânea da mesma marca que já tinha fixado lugar no mercado: enquanto a Mini 8 custa em torno de R$ 500, a Mini 90 é vendida por cerca de R$ 1000.

tumblr_mtfaqqVsYj1qzpwppo1_1280
Essa diferença de preço vale o investimento? É o que vamos ver agora com as especificações dessa câmera:

Informações técnicas

  • Dimensões: 9,19 x 11,34 x 5,72 cm
  • Peso: 296g
  • Objetiva: f = 60mm, 1:12.7
  • Visor: visor ótico de imagem real, ampliação de 0,37x com marca de alvo
  • Foco: por motor, em três posições: macro (0.3 – 0.6m); normal (0.6-3.0m); e paisagem (3.0m – infinito)
  • Obturador: eletrônico, com escala de 1.8 a 1/400seg, ou modo Bulb (B) de até 10 segundos
  • Ajuste de exposição: automático, com compensação manual em três opções
  • Avanço do filme: automático
  • Flash: ajuste automático, quatromodos, tempo de recarga de 0.2 a 6.5 seg. Alcance efetivo de 0.3 a 2.7m.
  • Temporizador: eletrônico, 10 segundos.
  • Energia: bateria NP-45A, recarregável.
  • Outros: rosca para tripé padrão, visor com correção para modo Macro, fotômetro para controle automático de exposição, dois botões disparadores.

Design da Instax Mini 90

Considerada por muitos a Instax mais bonita da Fuji, a Mini 90 vem com um design mais sóbrio que a da Mini 8, por exemplo, que transita mais no universo delicado feminino. A Mini 90 talvez transite mais em um universo executivo e profissional através do seu visual.
Essa câmera instantânea também não é só bonita, mas funcional. Ela vem com dois botões de disparo para dar mais liberdade ao fotógrafo de fazer a foto, independente da maneira em que ele segura o equipamento. Em volta da lente há um disco no qual é possível mudar os modos de disparo de forma mais ágil enquanto faz as imagens. Os botões de disparo também são todos espelhados e localizados na frente da câmera, se tornando uma possibilidade de espelho para fazer as famosas selfies.
Apesar de todos os recursos de design, ela, como uma boa instantânea, continua leve e fácil de carregar.

Instax-01

Praticidade

Uma mudança na Fujifilm Instax Mini 90 que foi comemorada pelos amantes da fotografia foi a bateria recarregável no lugar das pilhas. Além de não precisar mais investir em pilhas e se preocupar com a durabilidade delas, a bateria deixa o fotógrafo muito tranquilo para fazer longos ensaios, por exemplo, já que uma carga cheia pode fazer até 100 fotos.

Flash

Ao contrário dos modelos anteriores, a Mini 90 também não tem o uso do flash obrigatório, que quando não é necessário, pode arruinar a imagem. Além disso, a câmera também possui um fotômetro embutido que é capaz de calcular os valores de exposição de acordo com a luz do ambiente e, só assim, aciona o flash – caso necessário. Apesar disso, se o fotógrafo não quiser usar o flash de jeito nenhum, ele pode desativá-lo. Mas é preciso ficar atento com a velocidade do obturador, já que a Mini 90 vai até 1.8 segundos apenas. Esse valor, mesmo com um filme de ISO 800, uma lente de abertura f/12.7 pode não conseguir captar a iluminação natural em determinadas situações.
Caso o fotógrafo deseje usar o flash em todas as fotos, é só deixá-lo acionado e mesmo assim a câmera vai calcular a iluminação para controlar a carga do flash automaticamente.

Exposições

As exposições feitas com a Instax Mini 90 são compensadas mesmo em situações extremas de iluminação, como um local escuro com luz incidente vinda de fora. Os modos de compensação são os seguintes: L, L+ e D.L, aumentando a exposição em +1, L+ em +2/3 e D diminui a exposição em -2/3. Para simplificar: L é mais claro, L+ é mais claro ainda, e D é mais escuro.

Profundidade de campo

Para uma objetiva 60mm com f/12.7 de abertura, a profundidade de campo dessa instantânea é bem segura, mas há como errar o foco: escolher um modo de disparo diferente da cena que será retratada, ou não analisar o espaço, já que as três distâncias focais possíveis nesse equipamento são: 0.3-0.6m, 06.-3.0m e 3.0m-infinito. A distância mais comum é a 0.6-3.0m. As outras são atingidas através das funções Macro e Paisagem.
Com a Macro o foco da câmera vai para 0.3-0.6m que consegue capturar detalhes de objetos, porém, diferente das câmeras profissionais, a instantânea não é capaz de se aproximar demais de elementos muito pequenos. Já na função Paisagem o foco é de 3.0m-infinito, que consegue capturar detalhes em até 3 metros de distância.

Post anterior

Como Importar arquivos para a Timeline do Premiere

Próximo post

Chega! 16 coisas sobre fotos natalinas que estamos cansados de saber