Home»Artigos de Foto e Vídeo»7 dicas para fotografar animais grandes sem correr nenhum risco!

7 dicas para fotografar animais grandes sem correr nenhum risco!

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Fotografar animais grandes é um espetáculo da natureza. A imponência desses indivíduos, sua majestade e suas medidas, acima de tudo, impressionam a qualquer um. Por causa disso, são escolhas frequentes para protagonizar fotos de animais e natureza.

Mas se aventurar em meio a um bando de bichos de grande porte pode trazer muitos riscos. Por isso, é preciso redobrar a atenção e fazer as escolhas corretas.

Logo, se você pretende fotografar animais grandes em seus habitats, veja as dicas abaixo. Descubra neste artigo como capturar essas imagens sem correr nenhum risco desnecessário. Confira!

1. Segurança em primeiro lugar!

Animais de grande porte podem oferecer muitos riscos para os fotógrafos e guias. Por isso, a segurança deve ser mantida em primeiro lugar.

Mantenha uma certa distância do bando ou animal a ser fotografado. Não invada o espaço deles de imediato, ou você pode precisar correr por causa disso.

Na maioria das vezes, animais grandes possuem um forte sentimento de controle e adoram marcar seus territórios. Qualquer ameaça à tranquilidade é capaz de resultar em uma tragédia muito séria.

Então, observe por algum tempo e fique de olho no chefe do bando, quando for o caso. Só depois de garantida a segurança, incluindo uma rota de fuga, comece a fotografar animais grandes.

2. Conheça o comportamento do animal

Não importa se você pretende fotografar elefantes ou hipopótamos, trate de se familiarizar com esses animais antes de apontar a sua câmera.

Cada um dos animais de grande porte possui comportamentos diferentes e reagem de forma distinta na presença humana. Então, trate de conhecer melhor o protagonista de sua fotografia de animais grandes.

Descubra suas preferências, o seu comportamento, a hierarquia do bando e muito mais. Quanto mais informações têm sobre o animal, mais fácil fica ter segurança e fotografar animais grandes de uma forma incrível.

3. Procure não usar o flash

Uma explosão de luz na frente dos olhos de um animal de grande porte não é uma boa ideia. Ele pode se assustar com o brilho ou barulho da câmera e atacá-lo. Por isso, todo cuidado é pouco.

Procure dispensar o flash ao fotografar animais grandes. Para isso, opte por capturar imagens durante o dia, com o sol a pico é o melhor horário. Assim você evita surpreender os animais ou assustá-los.

Caso precise fotografar animais grandes a noite, use equipamentos de iluminação estáticos. Essas luminárias acostumam o bando com a claridade e não causam sustos em ninguém. Experimente!

4. Cuidado ao se aproximar de filhotes
7 dicas para fotografar animais grandes sem correr nenhum risco!

Assim como os humanos, animais possuem instintos paternos muito fortes. Em alguns bandos é comum que os filhotes sejam protegidos por todos. Então, tome muito cuidado ao interagir com filhotes.

Sua aproximação repentina pode despertar a atenção de algum integrante do bando ou pais do filhote. E você, com certeza, não quer ter várias toneladas lhe perseguindo pela floresta, não é mesmo?

Logo, se aproxime aos poucos e dê atenção para todo o bando.

Mesmo que o filhote se aproxime voluntariamente de você, os demais integrantes podem enxergá-lo como ameaça. Então, faça as fotos do filhote de longe e só se aproxime na presença do bando ou de um animal adulto.

Se os animais adultos confiarem em você, os filhos também ficaram mais a vontade. Ao mesmo tempo, o bando permitirá que você se aproxime da prole e consiga fotografar animais grandes durante a infância.

5. Deixe que eles se aproximem

Já falamos antes para não invadir o habitat dos animais antes, não é mesmo? Mas é muito importante reforçar essa dica.

Ao invés de forçar sua presença com o bando ou perseguir o animal por todo lado, deixe que ele se aproxime de você.

Vá acompanhando os movimentos de certa distância até que se acostume com a sua presença. Quando você menos esperar, ele pode chegar mais perto ou deixar que faça isso sem problemas.

Ganhe a confiança do bando ou indivíduo antes de começar a fotografar animais grandes. Essa é a melhor forma para capturar imagens surpreendentes em total segurança.

6. Mantenha seu equipamento seguro

O cuidado com seu equipamento também é importante ao fotografar animais grandes.

Primeiro, não leve mais peso do que precisa. Se precisar correr, seu equipamento fotográfico não pode atrasá-lo. Por outro lado, você não vai querer deixar uma câmera cara para trás, não é mesmo?

Então, leve apenas o essencial em sua expedição para fotografar animais grandes. Lentes e outros equipamentos caríssimos não são tão essenciais nessa sessão fotográfica. A imagem e a forma como você a captura são muito mais importantes.

Mantenha seus equipamentos bem guardados também e presos a você ou dentro da bolsa. Deste modo, você evita que eles se percam ou acabem quebrando no meio do caminho.

Lembre-se que os equipamentos do fotógrafo agem como uma extensão de seu talento. E dependendo de onde pretende fotografar, ficar sem lente ou câmera pode atrasar todo o projeto.

7. Jamais chegue perto a pé
7 dicas para fotografar animais grandes sem correr nenhum risco!

Chegar perto de um hipopótamo e fazer uma foto mais próxima pode ser muito tentador. Mas todo cuidado é pouco ao fotografar animais grandes.

Embora eles não tenham tanta agilidade para sair correndo atrás de você, possuem uma força extrema. Qualquer movimento deles pode machucá-lo seriamente e você, provavelmente, não vai querer um gigante lhe perseguindo, não é mesmo?

Por isso, procure se aproximar de carro e com um guia, de preferência. O profissional a acompanhá-lo deve conhecer o bando e também a região. Em casos extremos, em que você precise sair correndo do local, suas chances de sair a salvo são maiores.

Tenha em mente que nenhuma fotografia vale o risco de perder a sua vida ou prejudicar seu bem-estar. Caso não esteja totalmente confortável no local ou desconfie de algo, se afaste e tente fotografar os animais grandes mais tarde.

Sendo assim, conte com uma rota de fuga e um veículo para sair rapidamente do local. Essa escolha pode salvar sua vida em muitos momentos, então não negligencie a sua segurança.

Fotografar animais grandes é um trabalho muito gratificante e uma experiência única para qualquer fotógrafo. Mas, os cuidados com sua segurança e de seus equipamentos precisam ser redobrados. Por isso, tome nota de todas essas dicas e só depois comece a capturar as imagens.

Você pretende fotografar animais grandes ou faz isso com frequência? Compartilhe sua opinião sobre esse artigo abaixo e deixe mais dicas também. Ajude outros fotógrafos a conseguirem essas fotos imponentes de forma segura.

Post anterior

Em acesso de fúria, jogador quebra equipamento de fotógrafo durante partida

Próximo post

Projeto de lei nos EUA exige regulamentação de fotógrafos de casamento

O Autor

Nizar Escandar

Nizar Escandar

Editor Chefe do Blog eMania