Home»Artigos de Foto e Vídeo»Como cortar fotos de retrato: Aprenda como salvar suas imagens!

Como cortar fotos de retrato: Aprenda como salvar suas imagens!

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
5
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Um fotógrafo profissional precisa ter conhecimento muito amplo de fotografia para conseguir bons resultados. Aprender como cortar fotos de retrato ou qualquer outro gênero é sem dúvida um deles.

Para além de compreender o que deve aparecer na imagem, o olho crítico do profissional deve julgar o que é dispensável para a fotografia. O que faz sentido aparecer no retrato? Existem partes que podem ser removidas da foto? Como chegar a esta conclusão?

Além disso, saber como cortar fotos salva um trabalho que não foi capturado como deveria. Uma única imagem pode ser utilizada para objetivos distintos com o corte certo, você só precisa saber qual a melhor região para manter na fotografia.

Na verdade, assim como o enquadramento, cortar fotos também tem uma série de regras. Esses pré-requisitos ajudam a dar um efeito bonito à fotografia e evitar que ela transmita a mensagem errada.

Veja neste artigo como cortar fotos de retrato e valorizar as suas imagens. Conheça as regras básicas para tornar uma foto incrível, ao invés de deixa-la medíocre após o corte.

Corte bom e corte ruim!

Primeiro você deve conhecer os locais que pode cortar a foto e aqueles que não devem ser retirados da fotografia, com risco de tornar a imagem tosca ou sem sentido.

Veja o esquema abaixo:

Fonte: J. Southard

Os traços verdes sinalizam os cortes bons, já os vermelhos os cortes ruins.

Como você pode perceber na imagem, a regra geral é não cortar nas articulações. Em outras palavras, se o membro se dobra não deve ser cortado.

O maior intuito desta regra é evitar a sensação de que algo está faltando na imagem. Ao cortar as pernas do modelo nos joelhos, por exemplo, dá a impressão que ele não tem o restante do membro.

E quanto a cortar as fotos na cabeça?

Nesse caso, ele deve ser feito no topo da cabeça ou meio da testa. Evite cortar partes dos olhos ou boca. Só devemos cortar fotos de retrato na cabeça em primeiro plano, ou seja, quando esta região ocupa todo o espaço da foto.

Agora que já conhecemos algumas regras gerais sobre como cortar fotos de retrato, veja mais dicas sobre este tema abaixo.

1. Recorte na câmera

Dê preferência por cortar as fotos diretamente em sua câmera digital. Você pode utilizar o enquadramento para capturar as áreas corretas da cena ou ainda usar a ferramenta de corte de seu equipamento fotográfico.

O ponto fundamental é fazer isso diretamente no arquivo de origem e no momento do retrato, ao invés de usar o pós-processamento. Os principais motivos são:

  • Qualidade da imagem: ao recortar fotos com editores o arquivo original é modificado. Em linhas gerais ele perde parte de seu tamanho e consequentemente qualidade da imagem. Quando o recorte for muito extenso isso é capaz de comprometer toda a nitidez da fotografia, por isso, deve ser feito diretamente em sua câmera DSLR.
  • Desfoque: na câmera você pode utilizar configurações de desfoque e enquadramento para capturar o que deseja, assim se mantém a qualidade da foto. Contudo, caso ainda não saiba como a imagem será utilizada, talvez esta vantagem seja nula para você.

2. Capture com espaço

Essa dica é muito útil para os fotógrafos que ainda não sabem como a foto será utilizada. Um corte na imagem pode mudar todo o sentido e, por isso, servir para diferentes objetivos.

Sendo assim, deixe espaço em suas fotos para fazer cortes experimentais ou usar uma mesma fotografia em diferentes circunstâncias. Para isso, use uma captura mais ampla. Incorpore na imagem espaços em branco ou parte do plano de fundo.

Mesmo que essas áreas não façam parte do contexto da fotografia, funcionam como peças coringa para o corte. Assim basta cortar a foto para mudar o sentido, ao invés de capturar um novo retrato, por exemplo.

3. Use a regra dos terços

Aprender como cortar fotos ajuda a salvar uma fotografia que, de outra forma, seria descartada. Mas nem por isso você deve ignorar as regras de enquadramento padrão. Entre elas, a regra dos terços é a número 1 para lembrar diariamente.

Os olhos, por exemplo, precisam ser mantidos sempre no quadro superior da foto. Essa perspectiva dá uma sensação melhor à imagem e cria mais conexão com o espectador.

Não se esqueça que a regra dos terços também é usada para destacar o modelo da foto. Mesmo que você faça alguns recortes na imagem, o enquadramento precisa estar adequado para dar o destaque perfeito à foto.

4. Procure por seu estilo

Assim como as lentes e ângulos que você utiliza em sua imagem, os cortem também atuam como assinaturas do fotógrafo. Ou seja, essas opções ajudam a criar um ponto de vista único para as fotos e servem para destacar o seu trabalho.

Exatamente por esse motivo, as regras podem e devem ser quebradas de vez em quando. Faça testes com suas fotografias, corte-as em diferentes regiões e veja qual estilo mais lhe agrada. Essa é a melhor forma de encontrar o corte perfeito e específico para suas fotografias.

Uma alternativa é verificar os trabalhos de fotógrafos renomados para conhecer diferentes pontos de vista, ou ainda, checar algumas capas de revista. Esses materiais contam com alguns cortes charmosos e, na maioria das vezes, seguem as regras contemporâneas de fotografia.

E por fim, permita-se cometer alguns erros uma vez ou outra. Alguns equívocos são ótimas oportunidades para encontrar outras formas de como cortar fotos de retrato. Aproveite!

Aprender como cortar fotos de retrato não é um bicho de sete de cabeças. Basta seguir algumas regras básicas, fazer testes e usar a criatividade para deixar suas imagens ainda mais atraentes.

Aplique essas dicas em seu dia a dia como fotógrafo e deixe o seu comentário abaixo, em seguida. Compartilhe como essas sugestões puderam ajudar em seu trabalho e adicione suas próprias experiências no campo abaixo também. Essa é a melhor forma de aperfeiçoar o nosso trabalho e obter conhecimento, através do compartilhamento de ideias.

Post anterior

Canon EOS Rebel SL2: A nova DSLR para iniciantes!

Próximo post

Cem anos de Irving Penn, o fotógrafo do trânsito entre o real e a fantasia

O Autor

Nizar Escandar

Nizar Escandar

Editor Chefe do Blog eMania