Home»Artigos de Foto e Vídeo»Dicas de como fazer um retrato profissional

Dicas de como fazer um retrato profissional

eMania
5
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

A importância dos retratos formais caiu em desuso. Em meados do século XIX, quando a Fotografia foi criada, o retrato era utilizado como cartão de visita de todos os que queriam construir uma imagem importante; personalidades enviavam fotografias de si próprias aos parentes e amigos em épocas comemorativas como presente. Hoje, até por definição, o retrato é considerado apenas um registro.

Profissional e fotograficamente, a definição do retrato é mais limitada. É uma fotografia que exprime a personalidade de quem é registrado e, por isso, é carregada de fatores emocionais e estéticos. Geralmente, são produzidos em ambientes que façam parte do cotidiano de quem é fotografado, em situações espontâneas; e também existem aqueles produzidos um estúdio fotográfico. No último caso, o profissional é submetido a um desafio ainda maior. Fora do seu cotidiano, o fotografado pode ter dificuldade de se expressar diante da câmera fotográfica. E, ainda assim, o fotógrafo responsável pelo registro deverá captar a essência do modelo. Para ambas as situações, as dicas a seguir poderão ser bastante úteis.

Posar:

Quando o fotografado concordar em posar, a vantagem é grande, mas a paciência do fotógrafo também deve ser. Muitas vezes, não se pode exigir expressões intensas – até porque muitos não são expressivos ao nível desejado pelo fotógrafo. A paciência para esperar um bom momento é essencial. Para isso, o modelo deve estar à vontade.

retrato pose

 

Peculiaridades:

Todo rosto tem um detalhe sutil que se molda à personalidade. O grande desafio do fotógrafo é procurar por esse detalhe e registrá-lo sem deixar que ele se sobressaia à expressão do fotografado. A iluminação adequada é a chave do processo.

Os olhos:

Na fotografia, os olhos não são a janela da alma. Às vezes, olhos mentem e, mentindo, transparecem desconforto. Caso o retratado não esteja confortável com a sessão, não insista para que ele olhe diretamente para a câmera. Direcionar o olhar para o lado de onde a luz vem pode ser uma excelente saída para os modelos tímidos.

retrato de crianca

Iluminação mínima:

Trabalhar com apenas uma única fonte de luz minimiza – e muito! – o trabalho durante a produção da imagem. Além disso, trabalhar economicamente permite que o fotógrafo se concentre apenas no assunto, encontrando posições e detalhes expressivos. Uma única fonte de iluminação também concede à fotografia um efeito dramático incrível se colocada corretamente durante a captura. Geralmente, as luzes são posicionadas de maneira a iluminar apenas um dos lados da face. Quanto mais atrás do modelo, mais sombras e contrastes serão

retrato natural
Fotografa: Erica Dal Bello Stringhini Site: www.ericadalbello.com.br

 

Iluminação natural:

Em retratos fora de estúdios fotográficos, a iluminação natural é, sem dúvidas, a mais adequada. A luz do sol no início da manhã e no fim da tarde, por ser indireta, produz resultados incríveis. Caso as imagens sejam fotografadas em ambientes internos onde haja incidência de luz solar, aproveite as janelas para produzir o efeito Rembrandt.

retrato luz do sol
Fotografa: Erica Dal Bello Stringhini Site: www.ericadalbello.com.br

Cores:

O retrato em Preto e Branco é mais expressivo e seu uso parte de quando se deseja concentrar a atenção no assunto principal. Contudo, caso a situação do retratado disponha de cores fortes, deixe-as como estão. Imagens monocromáticas são, geralmente, as produzidas em estúdio. O uso das cores em qualquer fotografia, parte do bom senso do fotógrafo.

retrato profissional

Composição:

Organizar os pontos principais da imagem é ideal, principalmente no que diz respeito a retratos em ambientes externos, onde haja o envolvimento de outros objetos em cena. Organize a cena de acordo com a regra dos terços, colocando os olhos do fotografados em um dos pontos de ouro.

retrato profissional
Fotografa: Erica Dal Bello Stringhini Site: www.ericadalbello.com.br

Equipamento:

O excelente de trabalhar com retratos é que todo equipamento fotográfico é bem vindo. Lentes claras, como a Lente 50mm f/1.8, podem ser muito úteis em ambientes com pouca luz, além de proporcionar o foco em apenas uma pequena área. Também se pode optar por aberturas menores, onde o foco é mais abrangente, o que concede mais nitidez ás imagens; nesse caso, o ambiente deve ser bem iluminado para compensar a pequena abertura do diafragma.

 retrato profissional

Anonimato:

Existe uma tendência moderna em registrar identidades desconhecidas; são os casos de retratos de pessoas na rua. Para ocultar os rostos, use a contraluz, movimentos de cabeça e poses.

Músicas:

Músicas, além de relaxar, inspiram. Se o objetivo for produzir um retrato dramático, toque uma música lenta e triste. Caso o intuito seja registrar uma expressão alegre, uma música agitada é a melhor escola. Só se deve tomar cuidado para que a inspiração não afete a verdadeira personalidade do modelo. A essência de alguém deve ser ressaltada, não alterada.

Formato quadrado:

O formato dos retratos pode variar bastante de acordo com a intenção do que se quer registrar. No entanto, fotografias em formato quadrado tem uma tendência natural a ser mais expressivas e elegantes por centrar a atenção no rosto de quem foi registrado.

Post anterior

Cinco dicas para você melhorar suas fotos nas férias

Próximo post

Cindy Sherman: a fotógrafa americana especializada em autorretrato