Home»Dicas de Fotografia»Como montar um plano de negócio de fotografia?

Como montar um plano de negócio de fotografia?

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
6
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Um plano de negócio é um documento que concentra todos os detalhes a respeito de um empreendimento. O maior objetivo desse levantamento é avaliar a viabilidade do negócio, bem como definir metas a curto, médio e longo prazo.

O plano de negócio de fotografia também ajuda o profissional a entender qual caminho seguir para alcançar os objetivos traçados. Em suma, é uma antecipação de tudo o que pode acontecer em sua empresa e um maneira de se precaver dos possíveis problemas.

Um bom plano de negócio deve focar em tudo o que pode afetar o negócio, seja direta ou indiretamente. É por isso que nesse documento avaliamos não só o empreendedor, o negócio, mas também o mercado a sua volta.

Para os fotógrafos, um plano de negócio reúne diversas vantagens. Entre elas: concentrar suas ideias no papel, entender seus objetivos com o negócio, criar um caminho a seguir para atingir suas metas, identificar e aplicar um diferencial competitivo, conhecer seus pontos fortes e fracos, etc.

Veja neste post algumas dicas de como elaborar esse documentos e quais os pré-requisitos para ter um bom plano de negócio. Conheça agora mesmo os quatro passos essenciais de qualquer plano de negócio e como criá-lo em sua empresa de fotografia. Confira!

4 passos para montar o seu plano de negócio de fotografia
Como montar um plano de negócio de fotografia?

Agora que você entendeu o que é um plano de negócio chegou a hora de aprender a montar um em sua empresa. Mas, antes disso, preciso alertar que existem diversas formas de estruturar esse documento.

A administração de empresas moderna descobriu diversas técnicas e maneiras de compilar essas informações empresariais. Portanto, você está livre para pesquisar por alguns modelos e escolher aquele que melhor se encaixa com o seu negócio.

Por outro lado, um bom plano de negócios de fotografia deve focar em 4 pontos básicos: mercado, marketing, operações e finanças. Veja um pouco mais sobre cada um desses passos a seguir.

1. Análise de mercado

A primeira etapa de um plano de negócio é a análise de mercado, uma pesquisa profunda sobre o seu nicho de atuação e o potencial do negócio. O primeiro passo é muito importante, pois você só terá um negócio lucrativo se escolher um bom mercado.

Nessa etapa, o fotógrafo precisa responder as seguintes perguntas:

  • Qual estilo fotográfico vou trabalhar (casamento, festas infantis, newborn, entre outros)?
  • Há demanda para esse tipo de serviço (as pessoas compram)?
  • Quem é o meu cliente ideal, ou seja, a pessoa disposta a contratar os meus serviços?
  • Onde esse público se concentra (quais canais, está na internet, onde mora, etc.)?
  • Quem são os meus maiores concorrentes, tanto direta como indiretamente?
  • Quais são os meus parceiros chave, ou seja, pessoas ou empresas que ajudam a desenvolver o meu trabalho (fornecedores de equipamentos, organizadores de eventos, sites de divulgação, etc.)?

2. Marketing

O próximo passo do plano de negócio de fotografia é pensar no marketing. Marketing é um conjunto de ações para alcançar clientes em potencial para o seu negócio e vender para eles.

Para que sua empresa de fotografia tenha sucesso, você precisa investir em marketing. Mas também não adianta fazer isso de qualquer forma e sem nenhum planejamento.

Basicamente você usará os dados coletados na primeira parte para, então, montar o seu plano de marketing. Depois de descobrir quem é o seu público potencial, aí sim deve definir estratégias para atrair essas pessoas, divulgar os seus serviços e vender para elas.

É nesse momento que você decide os canais que serão usados para atingir esse público, como: TV, Jornal, Revista, Redes Sociais, Site e Blog, Portfólio Online, etc.

3. Operações
Como montar um plano de negócio de fotografia?

Essa etapa do plano de negócio de fotografia diz respeito a parte operacional da sua empresa. Em suma, levamos em conta tudo o que precisa ser feito para que você venda seus serviços e satisfaça os seus clientes.

Todos os negócios devem ter processos operacionais claros. Desta forma, é mais fácil aumentar a equipe e escalar a empresa conforme as vendas vão crescendo. Infelizmente, a maioria dos fotógrafos não se preocupa com esse fator.

Liste em seu plano de negócios o passo a passo para executar os seus serviços, os equipamentos fotográficos que utiliza, os ajudantes necessários, e etc. Deixe esse documento tão simples e fácil de modo que qualquer pessoa possa entender o que você faz e como faz.

4. Finanças

Outro passo importante de um plano de negócio de fotografia são as finanças. Aliás, o descuido com o dinheiro é um dos motivos principais de falência da maioria dos negócios.

Como estamos falando em venda de serviços, você inevitavelmente precisa lidar com dinheiro. A única forma de torná-lo seu aliado e não inimigo é fazer o controle correto das finanças de seu negócio de fotografia.

Comece por registrar os seus custos fixos e variáveis, valores que precisa arcar para manter o seu negócio funcionando. Alguns exemplos são: luz, água, telefone, internet, depreciação de equipamentos, despesas de vendas, etc.

Em seguida, analise quanto precisa vender para cobrir esses custos e despesas. Além disso, esse valor deve ser o suficiente para pagar o seu salário (pró labore) e gerar lucro para a empresa, de modo que o que sobrar em caixa possa ser investido em marketing ou equipamentos, por exemplo.

Também controle o seu fluxo de caixa, ou seja, as entradas e saídas de dinheiro. Garanta que seu saldo esteja positivo no final de cada período, que pode ser mensal, trimestral, semestral ou anual. O mais importante é fechar as contas no verde e “não pagar para trabalhar”.

Por fim, é preciso entender que o plano de negócio de fotografia não é estático. Com as mudanças do mercado e de sua própria empresa, será necessário revê-lo e atualizá-lo com certa frequência. Só assim é possível se manter no caminho certo e bater suas metas!

Gostou dessas dicas sobre como montar um plano de negócios de fotografia? Compartilhe este post em suas redes sociais e espalhe esse conhecimento para outros fotógrafos.

Comente

Post anterior

Projeto em Minas Gerais transforma ambientes diversos em galerias de arte

Próximo post

A arte da fotografia não atende interesses, mas sim o talento

O Autor

Nizar Escandar

Nizar Escandar

Editor Chefe do Blog eMania