Home»Artigos de Foto e Vídeo»[Entrevista] Louis Hequeva e os áureos photoalbums

[Entrevista] Louis Hequeva e os áureos photoalbums

eMania
12
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Nascido e ainda vivendo em Feira de Santana, na Bahia, Louis Hequeva é um fotógrafo de apenas 15 anos que vem ganhando destaque pelo seu formato de trabalho, idealizado pelo mesmo: os photoalbums. O artista já possui 15 photoalbums, entre eles o marcante e pessoal ‘Marionette’.

Os photoalbums são uma espécie de fotografias em uma única coleção, com certo conceito e tal valorização. “Muitos fotógrafos lançam fotografias em galerias sem pensar, e quando o tempo passa, a fotografia fica invisível”, disse Hequeva quando perguntado sobre de onde partiu essa ideia no primeiro semestre do ano de 2016. Inegavelmente é um formato muito instigante, traz certa interatividade e conexão com o público, além de ultravalorizar as fotografias contidas.

Louis Hequeva e os aureos photoalbums

Em entrevista exclusiva a este artigo, Josiane Silko, carioca de 25 anos, entrevistou Louis Hequeva abordando alguns temas sobre sua carreira e seu próximo material.

  • Quando você se sentiu um artista pela primeira vez?
  • Bem, eu realmente não tenho tantas recordações concretas sobre isso, mas, desde pequenino amei arte, sempre ficava maravilhado com conteúdos que via.
  • Quando você percebeu que suas fotografias eram arte? E por quê decidiu expô-las online?
  • Percebi em 2013, quando eu estava começando a me descobrir na fotografia, e ainda tinha um equipamento super amador. Então, comecei a expor online sem dar-me conta do que estava fazendo, não tinha tanta maturidade como tenho hoje, afinal estou numa fase na qual a cada ano é uma tremenda evolução de personalidade. Comecei publicando nas redes sociais, mas nada tão sério quanto hoje.
  • Qual photoalbum foi mais difícil capturar o que você tinha a dizer?
  • Posso dizer concretamente que foi o Marionette, eu consegui transmitir muito bem a minha mensagem nos textos, mas as capturas foi super árduo, foi difícil conciliar tudo com o conceito que eu tinha em mente. Foi um projeto longo, em todos os termos, quase 1 ano de espera, 5 cidades envolvidas na produção, foi realmente complicado para mim, um adolescente, capturar o que queria, onde planejava. Graças a Deus, com muito esforço, consegui produzir um photoalbum incrível.
  • O photoalbum Marionette revelou muito sobre você. Você se arrepende dessa exposição?
  • Algumas vezes isso passa em minha mente, da intensidade do quanto eu expus a mim mesmo, mas é algo que não está tão explícito, para compreender todo o photoalbum exige uma certa análise. Na certa, eu não me arrependo disto.
  • Então podemos esperar mais exposição no próximo photoalbum? O que você pode revelar sobre ele?
  • Olha, nesse próximo photoalbum eu não pretendo trazer tanto do passado, e sim do meu presente e do meu futuro, como uma mistura dos dois. Tanto que estou chamando-o de ‘Fado’, que significa “destino”, e é uma palavra da língua portuguesa mesmo, além de que pretendo trazer toda essa era em português, totalmente voltada ao Brasil. É, acho que esse será o nome. Estou me esforçando o máximo para trazer-vos outro grande álbum, talvez até maior.

O último photoalbum lançado por Louis Hequeva foi o intitulado ‘Shattered Sadness’, porém o mesmo lançou duas single photos (outro formato idealizado por Louis) este ano, chamadas ‘Not Ma Punkland’ e ‘Save Em’, sendo que, respectivamente, a primeira está concorrendo em um concurso vigiado pela Confederação Espanhola de Fotografia.

Louis Hequeva e os aureos photoalbums
Not Ma Punkland. Louis Hequeva ©.

O próximo photoalbum de Louis Hequeva está previsto para estrear ainda este ano, ou no primeiro semestre do que está por vir.

Visite o site de Louis Hequeva.

Post anterior

A câmera digital mais poderosa do mundo é anunciada !

Próximo post

Arremessando sua GoPro, esquiador captura vídeos incríveis e ganha sucesso