Home»Artigos de Foto e Vídeo»4 elementos dos filmes de Paul Thomas Anderson

4 elementos dos filmes de Paul Thomas Anderson

eMania
1
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Cada cineasta tem um estilo próprio. Alguns podem ser derivados de outros cineastas ou até de outros artistas, enquanto outros estilos são tão únicos que seu trabalho parece dar um soco na sua cara. No entanto, Paul Thomas Anderson anda na linha tênue entre os dois com uma sensibilidade sutilmente selvagem – inspirado por artistas que ele respeita, fortificados pela sua própria visão. Isso é algo Lenny Boyer da Fairview Film Club explora em seu ensaio no formato de um vídeo: os quatro elementos do estilo cinematográfico de Paul Thomas Anderson.

Então, vamos dar uma olhada na abordagem de Paul Thomas Anderson a estes quatro elementos cinematográficos.

4 elementos básicos de Anderson

the_master-anderson

Movimento da Câmera

Anderson é conhecido por sua afinidade com o trabalho de câmera cinética, ou seja, seus longos tiros de rastreamento, quando a câmera segue a ação. No entanto, ele usa muitos movimentos de câmera, além do simples rastreamento, como, podemos ver em um grande exemplo, na abertura de Boogie Nights. Ele frequentemente colabora com o Diretor de Fotografia Robert Elswit para capturar essas cenas difíceis, com movimentos bem coreografados, em praticamente todos os seus filmes, incluindo Magnolia, Punch-Drunk Love, There Will Be Blood, e, mais recentemente Inherent Vice. Ele permite que a cena se desenrole como seria se fosse em uma peça de teatro, com personagens que entram e saem, permitindo que a câmera “olhe ao redor” com movimentos panorâmicos e inclinações, o que cria uma sensação voyeurista para seus filmes.

Uso de Luz e Cor

A maneira que Paul Thomas Anderson utiliza luz e cor em seus filmes é estranhamente sutil e berrante ao mesmo tempo. Ele vai usar uma paleta de cores bastante moderada para a maioria dos objetos no quadro, mas, quando você menos espera, ele vai usar uma cor brilhante para trazer elementos-chave à tona – pense no terno de Barry em Punch Drunk Love ou a coluna de chamas em There Will Be Blood, que vocês podem ver abaixo.

Continuando no tópico de luz, Paul Thomas Anderson gosta de usar um monte de iluminação para criar silhuetas e halos, mas ele consegue fazê-lo em sua própria maneira original.

punch_drunk_love-anderson

 

shadow_there_will_be_blood-anderson

there_will_be_blood-anderson

Criação de Personagens

Paul Thomas Anderson tem um talento especial para escrever, personagens peculiares, multidimensionais e complicados que os atores gostam de entrar de cabeça e realmente explorar as nuances. Seu conjunto de moldes muitas vezes contêm alguns dos atores mais respeitados no negócio, como Joaquin Phoenix, Philip Seymour Hoffman, e Julianne Moore. Na verdade, ele já dirigiu sete atores em performances que foram nomeadas ao Oscar (além de vários outros prêmios), e especialmente, ele dirigiu aquela atuação em que Daniel Day Lewis ganhou um Oscar – por seu papel em There Will Be Blood.

Trilha sonora

Anderson disse uma vez que a primeira vez que ele notou a música em um filme foi quando ele observava a cena em A Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick, onde Alex canta “Singin ‘in the Rain” durante uma cena particularmente horrível e violenta. É claro que Anderson é um estudante de Kubrick (não são todos nós?), pois ele tende a usar justaposições musicais oposicionistas semelhantes entre humor e realidade, criando um contraste poderoso para seu filme.

Além disso, Anderson já trabalhou com compositores (Jon Brion e, do Radiohead, Jonny Greenwood) que criam pontuações que capturam perfeitamente as atmosferas que ele quer criar quando escreve seus roteiros. E, sendo completamente imerso na cultura da música ele mesmo, não é de admirar que por isso que ele coloca tanta ênfase e importância na música que ele usa em seu trabalho.

E você? Quais são algumas de suas marcas cinemáticas de Paul Thomas Anderson que você prefere? Deixe-nos saber nos comentários abaixo!

Post anterior

Como fazer imagens em movimento sem erros

Próximo post

Fotógrafo dá dicas de como ganhar dinheiro com a venda de fotos na internet