Home»Equipamentos de Foto e Vídeo»A digitalização de filmes pode ser bem mais simples com o Pixl-latr

A digitalização de filmes pode ser bem mais simples com o Pixl-latr

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
0
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Existem diversas pessoas nas mais variadas áreas que persistem em utilizar técnicas mais rebuscadas ou mesmo que possuem idade para terem vivido o que pode ser chamado de fenômeno da tecnologia no antes e depois. Dentro do mundo da fotografia, isso evidentemente não é diferente e os antigos filmes usados nas câmeras que exigiam a revelação de suas fotos retratam muito bem esse processo.

Além do grande e meticuloso trabalho que era necessário para a revelação, quando atualmente fotógrafos ou entusiastas de imagens que só estão registradas nesses negativos tentam fazer a digitalização de filmes, eles percebem como pode ser difícil passar por esse processo. Pensando justamente nessa dificuldade, o proprietário de uma companhia de design, Hamish Gill, criou um mecanismo simples e aparentemente muito funcional, o Pixl-latr.

digitalizar-filmes-pode-se-tornar-bem-mais-simples-com-o-pixl-latr-1-eMania-18-06
Foto: Divulgação/Kickstarter

Através de somente algumas peças de ferro, alguns encaixes e um suporte que consegue fixar de maneira uniforme os filmes, você pode seja através de uma câmera fotográfica ou mesmo de seu smartphone fazer a digitalização de filmes sejam eles coloridos ou mesmo no formato em preto e branco. Não permitindo que excesso de luminosidade ou mesmo um posicionamento “curvo” do filme estrague o processo de reversão do negativo na imagem desejada.

Segundo a descrição do produto que nesse momento ainda está em fase de financiamento coletivo no site Kickstarter, os filmes suportados são os das categorias 35 mm, 120 mm (acima de 6×12) ou mesmo 5×4.

digitalizar-filmes-pode-se-tornar-bem-mais-simples-com-o-pixl-latr-eMania-18-06
Foto: Divulgação/Kickstarter

Após a compra do equipamento, as instruções dadas são apenas de posicionar o filme fixado no suporte em uma superfície clara e fazer a foto com sua câmera e/ou smartphone para posteriormente fazer a manipulação do negativo em qualquer programa de edição.

A previsão de custo feita por Hamish dentro da descrição do projeto era de que o valor do produto seria de 25 libras (algo em torno de R$ 124) desde que o mesmo atingisse o valor mínimo para seu financiamento. Algo que foi conseguido com bastante êxito.

digitalizar-filmes-pode-se-tornar-bem-mais-simples-com-o-pixl-latr-2-eMania-18-06
Foto: Divulgação/Kickstarter

Restando 29 dias para o término do prazo proposto, o orçamento de quase 14 mil dólares foi bastante superado, estando no mesmo de postagem desse conteúdo quase na casa dos 20 mil dólares.

Comente

Post anterior

5 dicas para atuar com a Fotografia Fine Art

Próximo post

O DNA DOS ESTABILIZADORES DE IMAGEM - GIMBAL

O Autor

Alberto Barbosa

Alberto Barbosa

Formado em jornalismo no ano de 2012 pelo Centro Universitário FIAM, atuou em diversos segmentos da comunicação como editoras e sites de conteúdo esportivo. Foi editor e repórter do Universo dos Sports e hoje é, além de freelancer, colaborador do Torcedores.com e também do blog eMania.