Home»Equipamentos de Foto e Vídeo»Bokeh sonhador com lente soviética

Bokeh sonhador com lente soviética

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
14
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Na mais recente edição do Weird Lens Challenge de Mathieu Stern, ele foi com tudo para criar alguns dos bokeh com um estilo mais sonhador que você já viu. Se você precisar de uma ajuda para lembrar quem é Stern, ele é o fotógrafo baseado em Paris por trás da nova série da web, Weird Lens Challenge (ou numa tradução livre, Desafio das Lentes Estranhas), onde ele segue tentando utilizar as mais estranhas, as mais originais lentes que ele possa encontrar, e mostra como ela se adapta em uma câmera mirrorless moderna. Em seguida, ele faz alguns vídeos com elas. O primeiro episódio contou com uma lente de 105 anos de idade, de uma câmera de dobradura Eastman Kodak vintage. Não precisa nem dizer que foi muito, mas muito legal mesmo, porém não é nada prático.

O episódio de hoje, no entanto, possui uma lente que é muito mais acessível: a sagrada Jupiter-9 85 mm f / 2, que é amplamente considerada no mundo de lentes vintage como tendo alguns do bokeh mais suave no mundo. Quando está emparelhado com um adaptador de lente tilt-shift M42, o bokeh torna-se de tirar o fôlego. Confira neste vídeo e também nas imagens a seguir.

 

Como usar lentes antigas para bokeh magnífico

bokeh-2

Muitas pessoas gostam de pegar as mais novas e potentes lentes e câmeras que tem no mercado e sair testando elas com toda a pompa e circunstâncias. Apesar de ser uma parte importante do avanço da arte cinematográfica e fotografia em geral, as vezes também é legal ficar um pouco longe de todas essas novidades tecnológicas que tanto nos consome.

Stern é um grande entusiasta de lentes fotográficas antigas, as chamadas lentes vintage, que ele quer tornar mais popular e acessível o conhecimento acerca dessas lentes. Por isso que ele faz questão de expor toda a experiência que ele tem com essas lentes para o mundo. Como dito, no primeiro capítulo ele se dedicou a mostrar o poder de uma lente centenária. Agora apesar da lente ser um pouco mais jovem, relativamente, ainda assim é bem antiga levando em consideração que a União Soviética acabou faz mais de vinte anos.

Essa lente soviética, como quase tudo no mundo soviético, é bem prática e robusta e consegue resistir a condições bem adversas. Mas, para nós, o mais interessante e o que essas lentes conseguem fazer com as imagens, e no caso da Jupiter 9, o que mais imporessiona é o bokeh quase tão parecido com um sonho.

Aqui está o que Stern tinha a dizer sobre a forma que ele achou para criar este bokeh sonhador:

 

A Jupiter 9 – famosa por ser um monstro bokeh – tem o mesmo efeito fastasma como as das lentes Helios, mas ainda mais forte, sendo muito perto da lente Petzval. A lente foi parafusada a um M42 em um NEX Anel de adaptação Tilt Shift, em seguida, em uma Câmera Sony A7II. Misturando um anel de inclinação, o que torna bokeh estranho em qualquer lente, com um monstro bokeh como o Jupiter 9 você irá obter alguns resultados surpreendentes.

 

A melhor parte disso é que as lentes de Júpiter são fáceis de encontrar em sites de leilão, e eles são geralmente bastante acessíveis, que variam de $ 75 a $ 200. Algumas das outras lentes soviéticas vintage, como a 58 milímetros Helios que foi elogiada por Stern, são ainda mais acessíveis, e com certeza fazem uma grande adição ao baú câmera de qualquer cineasta por seu aspecto distinto, adaptabilidade e baixo preço.

Se você quiser manter-se com novos episódios da Weird Lens Challenge, certifique-se de se inscrever para o canal YouTube do Stern.bokeh

Post anterior

Como Resolver os Maiores Problemas com Aerofotografia?

Próximo post

Como evitar alguns problemas na hora de fotografar

O Autor

Lucas Couto

Lucas Couto

Sou produtor de filmes independente e economista, com interesses em estudar a economia criativa e tudo que ela pode oferecer.