Home»Artigos de Foto e Vídeo»Comunidade de fotografia 500px encerra segmento Prime

Comunidade de fotografia 500px encerra segmento Prime

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
0
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

A aquisição de novas marcas e mudanças de estratégias empresariais é uma realidade que toda grande companhia está exposta independente de qual seja o seu ramo de atuação. Na área da fotografia, isso não é diferente e a comunidade de fotografia 500px teve o primeiro de seus efeitos refletidos com o fechamento da sua venda online de imagens (segmento Prime) no início do mês de julho.

Site inicialmente feito para o compartilhamento de novas experiências e funcionar como uma mistura de Linkedin e Facebook dos fotógrafos de todo o mundo, com o tempo a possibilidade de venda de imagens acabou se tornando possível com um modelo de comissão que estava baseado em receber 30% do valor de compra cada vez que a imagem fosse adquirida.

Entretanto, para aqueles que achavam interessante e lucrativo esse tipo de negócio, agora terão de retornar a outras fontes pois, dentro do planejamento dos atuais proprietários da 500px (o Visual China Group) está o licenciamento de imagens via Getty Images e, dentro do território chinês feito diretamente pela VCG.

Segundo as palavras que o grupo empresarial chinês disponibilizou em seu site, essa iniciativa se trata apenas de um reposicionamento estratégico da marca sustentada pela comunidade de fotografia que mais usuários possuem no mundo:

comunidade-de-fotografia-500px-encerra-venda-online-de-imagens-eMania-1-04-07
Foto: Reprodução/DPReview

“Isso é parte de um reposicionamento estratégico da rede de contribuidores da 500px e do conteúdo licenciado que eles colocam no site. Essas mudanças permitem que a 500px atenda as necessidades de um mercado mais amplo de clientes de mídia visual e representa uma significativa oportunidade de receita para a companhia e seus contribuidores.”

Além do término do segmento Prime na comunidade de fotografia em questão, também não será mais possível o uso gratuito de produtos das mais diversas câmeras em todo o planeta com Creative Commons mesmo em condições especiais, cenário possível no antigo funcionamento da ferramenta.

Comente

Post anterior

5 Dicas para arrasar com suas fotos na neve

Próximo post

Repostar fotografias não se trata somente de reciclar conteúdo

O Autor

Alberto Barbosa

Alberto Barbosa

Formado em jornalismo no ano de 2012 pelo Centro Universitário FIAM, atuou em diversos segmentos da comunicação como editoras e sites de conteúdo esportivo. Foi editor e repórter do Universo dos Sports e hoje é, além de freelancer, Editor-Chefe do Futebol Latino e também do blog eMania.