Dois homens são presos nos EUA por um motivo BIZARRO

0 4
Tempo de leitura: 2 minutos

Diversas e diversas homens e mulheres são presos nos EUA pelas situações mais variadas possíveis. Até porque, afinal, infelizmente junto com o status de uma das nações mais desenvolvidas e potentes economicamente falando, os Estados Unidos também possui uma das populações carcerárias mais volumosas em todo o globo.

Porém, o fato que motivou a prisão de dois homens na cidade de Rogers, localizada no estado de Arkansas, chama a atenção. Não por ser um crime necessariamente bárbaro ou sangrento, mas sim por ser uma situação onde somente o termo BIZARRO consegue se encaixar perfeitamente.

dois-homens-sao-presos-nos-eua-por-um-motivo-bizarro-Blog-eMania-14-05
Foto: Reprodução/ The Northwest Arkansas Democrat-Gazzette

Segundo informações apuradas pelo jornal local The Northwest Arkansas Democrat-Gazzette, os então amigos Charles Ferris, de 50 anos de idade, e Christopher Hicks, de 36, estavam bebendo na área de um deck quando tiveram uma ideia nada convencional: revesarem em colocar um colete à prova de balas e irem atirando um no outro para sentir o impacto.

No tiro dado por Hicks em Ferris, ele ficou com uma marca vermelha em seu peito reclamando de fortes dores, mas continuou com a brincadeira. Porém, para “descontar” essa sensação, ele “descarregou” o pente do rifle calibre .22 nas costas de Hicks onde o colete estava protegendo-o.

dois-homens-sao-presos-nos-eua-por-um-motivo-bizarro-Blog-eMania-1-14-05

Quando retornaram as suas casas, Christopher reclamou de dores, mas a área tinha apenas algumas queimaduras leves. Mesmo assim, sua esposa o aconselhou a ir ao hospital onde, quando informou de seu quadro, as autoridades foram acionadas e tanto ele como Charles acabaram presos por lesão corporal grave.

Apesar da brincadeira um tanto quanto perigosa dos dois, ambos não permaneceram muito tempo presos após a tradicional fotografia feita com a câmera da polícia local para serem fichados criminalmente. O juiz estipulou a fiança de 5 mil dólares (pouco menos de R$ 20 mil) que foi paga e expediu uma ordem para que ambos não tenham contato um com o outro.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceito Política de Privacidade