Morre David Breashears, fotógrafo identificado pelo pioneirismo

0 147

Aos 68 anos de idade, morreu o fotógrafo e cineasta norte-americano David Breashears. David faleceu em sua residência na cidade de Marblehead, no estado de Massachusetts.

Não houve a divulgação da causa da morte. Em comunicado oficial, apenas palavras de carinho e admiração se destinaram ao fotógrafo que ficou marcado pelo pioneirismo.

morre-david-breashears-fotografo-identificado-pelo-pioneirismo-blog-emania-22-03
Jimmy Chin

Isso porque, diante de seu amor pela fotografia e também pelo alpinismo, ele proporcionou momentos históricos. Como, por exemplo, ter feito a primeira filmagem na história do Monte Everest, o mais alto do planeta. O feito em questão aconteceu em 1983 e foi possível graças a uma câmera IMAX especial para resistir as condições extremas do local.

“Durante sua vida, David escalou o cume do Monte Everest cinco vezes, incluindo uma subida com a câmera IMAX em 1996. Ele combinou sua paixão por escalada e fotografia para se tornar um dos cineastas de aventura mais admirados do mundo”, descreve o comunicado.

morre-david-breashears-fotografo-identificado-pelo-pioneirismo-blog-emania-22-03-1
Jimmy Chin

Além do intenso envolvimento com produções em situação de altitudes inacreditáveis, David Breashears e sua equipe foram testemunhas de uma tragédia em 1996. Enquanto faziam filmagens no local, eles captaram a avalanche que matou oito pessoas. Inclusive, com ele e sua equipe realizando o atendimento de pessoas e auxiliando na localização de equipes de resgate.

Ao todo, Breashears participou de mais de 40 filmes onde o mais popular deles é Sete Anos no Tibet, produção estrelada por Brad Pitt. A obra, aliás, conta justamente a história de um alpinista que tinha, como grande objetivo de vida, chegar ao topo do Monte Everest.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.