Home»Artigos de Foto e Vídeo»O SENSOR DE IMAGEM

O SENSOR DE IMAGEM

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
3
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Este post é o primeiro de uma série dedicada ao sensor de imagem, onde eu vou descrever quais são os tipos e tamanhos dos sensores de imagens existentes.  Eles estão presentes nas câmeras fotográficas, de cinema, de vídeo, de segurança, nos celulares e smartphones, etc. Neste post eu vou começar descrevendo como funciona um sensor de imagem (CCD, CMOS e APS). Como ele captura a luz e a transforma em imagens. E sempre lembrando que o blog eMania possui muitos posts educativos e informativos, todos relacionados com o seguimentos do audiovisual (cinema, vídeo e fotografia). Um post muito interessante que está relacionado com esta série que eu estou escrevendo sobre o sensor de imagem, é o post  sobre “Aspec Ratio”, que descreve as proporções da tela no cinema e na fotografia. Mas agora vamos ao nosso post!

 

O Sensor de Imagem Digital.
O Sensor de Imagem Digital.

Mas o que é um sensor de imagem?

Vocês podem comparar um sensor  digital de imagem de uma câmera digital como se fosse a retina dos nossos olhos, captando as imagens que são projetadas sobre ele e as transformando em códigos digitais. O olho humano registra as imagens usando um processo analógico. As imagens processadas por uma câmera fotográfica, de vídeo ou de cinema digital, dependem de um processo de conversão analógico digital. O sensor digital de imagem é literalmente um chip, um dispositivo de carga acoplada que captura a luminosidade das imagens que são projetadas continuamente sobre ele, por um minúsculo painel de células fotoelétricas convertendo a energia da luz em elétrons  gerando valores diferentes de voltagem e criando um pixel. Quanto maior for a quantidade de luz que incidir sobre as células fotoelétricas do sensor de imagem, maior será a quantidade de elétrons.

Sensor de imagem digital capturando a luz -01

Sensor de imagem digital capturando a luz -01

Sensor de imagem digital capturando a luz -02
Sensor de imagem digital capturando a luz -02

Os sensores de imagem possuem fileiras destas células fotoelétricas que convertem a luz em carga elétrica, fazendo uma varredura lendo cada pixel um a um enviando para um processador que constroem a imagem e armazena em algum tipo de armazenamento (mídia).

SENSOR DE IMAGEM

Processo de conversão analógico digital e o seu armazenamento.

Todo o processo de captura da luz pelo sensor , a formação das imagens e o seu armazenamento, se resumem em: amostragem / digitalização / compressão / armazenamento. Em posts futuros eu vou explicar cada uma destas etapas. E no próximo post dando continuidade a esta série, eu vou escrever sobre o CCD e o CMOS.

Abraços!

Fernando Rozzo

Post anterior

Oscar 2016: quais câmeras os indicados usaram?

Próximo post

Fuji revala sua nova geração de câmeras APS-C

O Autor

Fernando Rozzo

Fernando Rozzo

Fernando Rozzo trabalha no mercado de vídeo e cinema há 32 anos. Começou sua carreira nos anos 80, fazendo parte de uma das mais importantes produtoras de vídeo de São Paulo, a Olhar Eletrônico, onde trabalhou ao lado de Fernando Meirelles e Marcelo Tas, atuando como câmera, ass.de câmera e programador musical dos programas Olho Mágico (Ernesto Varela) e Cri-Há (Bobmackjack). Em 1987 na TV Gazeta-SP, dirigiu e produziu os programas DJTV, Edição Especial, Clip Trip e Night Clip. Na área de cinema publicitário atuou nas principais produtoras tais como: Chroma Filmes, 5.6, TVC, Vídeo Filmes, O2 Filmes entre outras.
Hoje atua no mercado de cinematografia digital como professor e consultor técnico. Na área pedagógica ministra a mais de 10 anos cursos e treinamentos para emissoras de TV, locadoras de equipamentos, produtoras de vídeo, museus, escolas e faculdades. Entre elas: MASP (Museu de Arte de SP), Mackenzie, Metodista, Fazendo Vídeo Cursos, TVE-Salvador, KN Vídeo-RJ, Studio Motion Treinamentos, Full Digital, JKL, Rentalcam, Bureau Cine e Vídeo.
Entre 2014 e 2015, prestou serviços de consultoria técnica para Sony Latin America para a divulgação no Brasil da linha de câmeras fotográficas "A7 / A7r / A7s / A99 e A77" e para linha de câmeras de ação "ActionCam".
Atualmente juntamente com a artista multimídia Regina de Barros é proprietário da produtora “Ottica AudioVisual”, especializada em documentação e produção de conteúdo no segmento das artes, é a editora da revista multimídia digital mensal:
“Ottica Art Magazine! ”