Home»Dicas de Fotografia»Como evitar a explosão do flash da câmera em suas fotos ?

Como evitar a explosão do flash da câmera em suas fotos ?

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
3
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Fotografar a noite ou em locais com pouca iluminação é um grande desafio. Quando adicionamos uma câmera compacta (apontar e disparar) nessa equação, as coisas ficam ainda mais complicadas.

Contudo, mesmo com uma Câmera DSLR, o fotógrafo precisa controlar o uso do flash nessas circunstâncias para evitar a explosão da luz.

Mas como fazer isso? Quais as melhores formas para evitar a explosão do flash da câmera, independente se você tem uma DSLR ou compacta?

Veja neste artigo algumas estratégias para reduzir o impacto do flash em suas fotografias e contar com imagens mais nítidas e deslumbrantes, mesmo com baixa iluminação.

O que é a explosão do flash, afinal?

Chamamos de explosão do flash o efeito de iluminação excessiva na imagem, deixando o tema totalmente branco e quase irreconhecível.

Isso acontece quando o flash é muito denso na fotografia e atrapalha os tiros de qualquer fotógrafo.

Infelizmente, é um efeito muito comum nas fotografias. Experimente buscar no Flickr por fotos nesse sentido. Tenho certeza que irá se surpreender com o número de resultados para sua busca.

Por outro lado, existem algumas técnicas, estratégias e hacks da fotografia para evitar tal efeito.

Abaixo separei 8 estratégias para usar o flash da câmera e reduzir o efeito dele em suas fotos. Confira cada uma das dicas e veja o resultado.

1. Use o flash como iluminação secundária

A primeira coisa a ter em mente é que o flash deve ser a fonte de luz secundária na cena. Quando abandonamos esse princípio básico de fotografia, as fotos correm o risco de ficar extremamente iluminadas.

Mesmo os ambientes mais escuros dispõem de alguma fonte de iluminação, seja uma lâmpada ou uma janela. Use a pouca iluminação a seu favor e apenas complemente com o flash.

Se necessário, movimente o objeto ou pessoa a ser fotografada para mais próximo da fonte primária de luz. Assim, as chances de explosão do flash da câmera diminuem e muito.

2. Não chegue tão perto

A maioria das fotos com flash excessivo poderia ser evitada com alguns passos do fotógrafo para trás.

Até pode parecer contra intuitivo, mas não se aproximar tanto do tema da fotografia ajuda a disseminar a luz, reduzindo a quantidade de luminosidade que chega até o seu assunto.

Experimente capturar as fotos um pouco mais longe. Para ocupar o quadro inteiro com o seu tema use o zoom da lente ou recorte a foto em seu computador mais tarde.

3. Experimente a difusão do flash

A difusão de flash é muito comum para fotógrafos experientes, especialmente para aqueles que utilizam fontes de iluminação dedicadas.

Nas principais lojas de fotografia você encontra os difusores de flash, equipamentos fotográficos específicos para essa finalidade. Mas quando não for possível ter esse acessório em mãos, improvise!

Coloque um pedaço de pano branco ou semiopaco em frente ao flash. Assim você reduz a quantidade de luz emitida sobre a cena e a deixa mais branda aos olhos da câmera DSLR ou compacta.

4. Procure redirecionar a luz

Às vezes, expor o seu assunto a luz direta não é a melhor escolha.

Receber o foco de luz diretamente é uma das principais causas para a explosão do flash da câmera, especialmente nas compactas que não fornecem opções para controlar a emissão da luz.

Nesses casos, procure trabalhar com o redirecionamento do flash na cena. Em vez de iluminar o objeto diretamente, use de refletores da luz para deixar o assunto mais visível na cena.

Além de refletores de luz, você também pode usar um pequeno cartão branco sobre o flash e redirecionar a luz para o teto ou parede atrás do objeto, por exemplo.

No entanto, o fotógrafo precisa experimentar esse hack cuidadosamente, pois o resultado varia muito de acordo com diferentes aspectos da fotografia.

5. Use o modo noturno

O modo noturno da maioria das câmeras não é a melhor escolha para conseguir fotos nítidas. Mesmo assim é uma boa escolha para aproveitar a luz natural ao máximo e usar o flash apenas para congelar a cena, assim como deve ser.

No modo noturno a câmera reduz automaticamente a velocidade do obturador, facilitando a entrada de luz no sensor de imagem e aumentando o tempo de exposição a luz.

Essa configuração valoriza a luz natural da cena e pode render fotos muito divertidas, especialmente em locais com luzes coloridas ao fundo. Experimente!

6. Diminua o flash

Nas DSLR o flash da câmera tem recursos para controlar a quantidade de luz emitida em cada disparo. Em algumas compactas, não em todas, esse recurso também está disponível. Consulte o manual de seu equipamento para mais detalhes.

Com esse ajuste você diz a câmera quanto de luz deve ser emitida pelo flash em cada disparo, isso ajuda a controlar a intensidade e densidade do flash da câmera. Se o seu modelo possui essa funcionalidade, não deixe de usá-la em sua fotografia.

7. Acrescente luz na cena

Na primeira dica dessa lista você viu que a maioria dos locais dispõe de fontes de iluminação primárias, mesmo que sejam muito poucas. Mas e quando não há nenhuma fonte de iluminação?

Bom, a melhor escolha é acrescentar luz na cena. É uma dica óbvia, mas não poderia faltar.

Para isso, utilize qualquer fonte de luz disponível. Flashes externos, flash de celulares, lâmpadas e outros acessórios são úteis nessa hora.

Embora não sejam os equipamentos mais indicados à captura de fotos, são curingas em momentos de aperto. Veja como eles se adéquam a sua sessão de fotos!

8. Altere as configurações da câmera

O último tópico da lista será mais útil para câmeras mais avançadas, como os modelos semi e profissionais. Nem por isso deixa de ser uma ótima opção para reduzir os efeitos do flash da câmera em sua foto.

Procure conhecer as configurações de ISO, abertura e velocidade do obturador de seu equipamento e estude-as ao máximo.

Da mesma forma, faça testes frequentes até encontrar a configuração perfeita. A experimentação costuma ser, na maioria das vezes, a melhor forma de aprendizado.

Apenas tenha em mente que algumas consequências surgem com o uso desses recursos. Alguns exemplos são: aumento de ruídos na imagem, diminuição da área de foco (profundidade de campo), borrões na cena, etc. Mas vale a tentativa, não é mesmo?

Agora que você aprendeu como evitar a explosão do flash da câmera com essas dicas, comente abaixo as suas próprias técnicas para evitar esse efeito. Como você lida com esse problema em seu dia a dia como fotógrafo? Compartilhe suas experiências abaixo!

Post anterior

Entenda Melhor as Principais Configurações da Câmera DSLR

Próximo post

Os melhores modelos de Lente Fotográfica para Viagens!

O Autor

Nizar Escandar

Nizar Escandar

Editor Chefe do Blog eMania