Fotografia da chuva como ponto de partida de exposição? É possível!

1 2
Tempo de leitura: 2 minutos

O ambiente ao nosso redor proporcionar incríveis possibilidades de panoramas. Até mesmo fenômenos naturais, como fotografia da chuva, dos ventos, do pôr-do-sol, enfim, as opções são quase intermináveis.

Mesmo quando simplesmente não pensamos ser possível haver beleza nos cliques da câmera, ela aparece. Em meio a um visual mais escurecido, tortuoso, ali está a graça das imagens. Foi com esse olhar que o francês Cristophe Jacrot transformou um problema em maravilhosa solução.

fotografia-da-chuva-como-ponto-de-partida-de-exposicao-e-possivel-eMania-22-08
Foto: Cristophe Jacrot

Ainda no distante ano de 2006, o profissional foi convidado para realizar diversas fotos onde captaria a capital francesa, Paris, nos seus dias mais ensolarados. Seria uma excelente oportunidade para ele já que, há pouco tempo, ele havia terminado um curso de fotojornalismo e iria, ali, ingressar no mercado.

Tudo estava certo não fosse um ligeiro detalhe: O tempo. No dia escolhido, a chuva tomou conta da cidade europeia e parecia colocar os planos de Jacrot, literalmente, “por água abaixo”.

fotografia-da-chuva-como-ponto-de-partida-de-exposicao-e-possivel-eMania-2-22-08
Foto: Cristophe Jacrot

Contudo, aí entrou o olhar artístico do fotógrafo. Percebendo que mesmo aquele cenário propunha sua beleza, Cristophe fez da fotografia da chuva o tema de uma exposição inteira. O nome não poderia ser mais autoexplicativo: Paris in the rain (Paris na chuva, traduzido do inglês).

O tom não só melancólico como até mesmo poético fica muito claro nos ângulos utilizados pelas lentes do profissional. Além do efeito da água, muitas cores e ambientes que misturam história com modernidade criam uma interessante mistura de sentimento nas imagens.

fotografia-da-chuva-como-ponto-de-partida-de-exposicao-e-possivel-eMania-4-22-08
Foto: Cristophe Jacrot

Porém, esse é apenas um dos vários trabalhos que Jacrot fez desde então caminhando sempre entre a relação clima-cenário. Da Groenlândia a Sibéria, diversos lugares já foram retratados. Em pensar que a fotografia da chuva desencadeou tudo isso…

fotografia-da-chuva-como-ponto-de-partida-de-exposicao-e-possivel-eMania-3-22-08
Foto: Cristophe Jacrot
1 comentário
  1. […] se abate sobre ela. Para quem ainda não teve a oportunidade de ver a matéria em questão, leia aqui como um fotógrafo francês utilizou esse recurso para retratar a Cidade-Luz, […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar Aceito Política de Privacidade