Home»Artigos de Foto e Vídeo»VENCEDORES DO WORLD PRESS PHOTO 2017 SÃO ANUNCIADOS

VENCEDORES DO WORLD PRESS PHOTO 2017 SÃO ANUNCIADOS

eMania https://blog.emania.com.br/content/uploads/2015/05/logotipo.png
eMania
2
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Na manhã de hoje foram anunciados os grandes vencedores do World Press Photo 2017, que neste ano teve a participação de 5.034 fotógrafos de 125 países. Quem levou o World Press Photo of the Year (a categoria principal) foi o fotógrafo turco Burhan Ozbilici, que registrou o assassinato do embaixador russo em Ancara, num atentado no dia 20 de dezembro de 2016.

O fotógrafo contou em uma entrevista após o atentado que estava por acaso no local, uma galeria de artes onde o embaixador russo participava de uma inauguração. O atirador assassino, Mevlüt Mert Altintas, disparou a arma oito vezes e feriu mais duas pessoas antes de ser morto por forças de segurança. A fotografia de Ozbilici viralizou nas mídias sociais e foi capa dos principais jornais do mundo.

Após o anúncio das fotografias premiadas, o presidente do júri do concurso World Press Photo 2017, Stuart Franklin, revelou que votou contra a imagem do assassínio do embaixador russo na Turquia captada pelo fotógrafo turco. Ele afirmou num artigo do jornal britânico The Guardian que “esta imagem de terror não deveria ser a fotografia do ano. Eu votei contra”. E completou: “colocar esta fotografia num pedestal tão alto é um convite àqueles que contemplam a espetacularidade destes palcos, reafirma a associação do martírio e publicidade”.

Sem mais polêmicas, uma ótima notícia: o Brasil não ficou de fora da premiação. O fotógrafo da Folha de S.Paulo, Lalo de Almeida, foi premiado na categoria Contemporary Issues (questões contemporâneas) com o ensaio que produziu sobre o surto de zika vírus na região do Nordeste, o qual mostra bebês com microcefalia junto de suas mães.

Também foram premiadas outras pautas como o enterro do ex-presidente cubano Fidel Castro, a violenta luta contra o tráfico de drogas ordenada pelo presidente filipino, Rodrigo Duterte, a luta das comunidades nativas dos Estados Unidos contra o oleoduto que deverá cruzar suas terras ancestrais em Dakota do Norte e a crise dos refugiados no Mediterrâneo.

O World Press Photo teve sua primeira edição em 1955, quando um grupo de jornalistas da Associação Holandesa de Fotojornalismo transformou o prêmio nacional da instituição em uma competição internacional. Naquele ano, 42 fotógrafos de 11 países apresentaram 300 imagens. No ano seguinte, o número de países participantes quadruplicou, com participantes de 22 nacionalidades.

Em 2016, o prêmio de melhor foto do ano foi dado a uma imagem que mostrava o drama dos refugiados no Mediterrâneo, de autoria de Warren Richardson, que retrata o momento em que um homem entregava um bebê a outra pessoa sob uma cerca na fronteira entre a Hungria e a Sérvia.

Confira todos os premiados no site oficial do World Press Photo.

 

Post anterior

As Melhores Lentes Prime para Fotografia de Rua

Próximo post

Como trabalhar com fotografia? Veja as formas e opções de trabalho para você empreender !

O Autor

Marco Antonio Barros

Marco Antonio Barros

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina. Tem experiência em TV, Rádio, Jornalismo Impresso e Fotojornalismo.