Home»Dicas de Fotografia»Dicas para evitar fotografias de montanha sem graça

Dicas para evitar fotografias de montanha sem graça

eMania
0
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Picos irregulares, quedas abruptas, vales profundos: paisagens montanhosas são, sem dúvidas, alguns dos lugares mais fotogênicos do planeta. E por isso há milhares de fotografias de montanha por todos os lugares – é só olhar para qualquer revista, ou site.

As montanhas são paisagens dilaceradas formadas pela pressão constante das placas tectônicas e erosão – e em todo esse drama, há um potencial para fotografias espetaculares. Então por que existem tantas fotografias sem graças e até entediantes de montanhas? Porque o drama das paisagens, muitas vezes, não é demonstrado com fidelidade no drama fotográfico. Para isso, é preciso a combinação correta de fatores.
Vamos citar alguns desses fatores para você se aproximar ainda mais das fotografias de montanha perfeita.

Mas antes de mergulhar neles, queremos deixar claro que existem métodos diferentes para conseguir fotografias de montanha de sucesso, assim como existem vários tipos de montanhas diferentes.
Nem toda imagem tem de ter um primeiro plano convincente, nem cada imagem tem de ter uma cor, ou iluminação dramática. As dicas de fotografia a seguir são apenas sugestões, não uma fórmula.

Dito isso, vamos começar:

Primeiro plano

O primeiro plano tem vários propósitos nas fotografias de montanha; entre eles estão a profundidade e a escala, definir detalhes e promover um ponto de partida para os olhos caminharem pela fotografia. Os primeiros planos são complicados. Se eles forem retratados de maneira errada, podem deixar a imagem confusa e desequilibrada.
Elementos bem posicionados podem equilibrar todos os elementos nos planos que estão mais para vocês, além de detalho resto da cena. Mas o maior poder de um bom primeiro plano em fotografias de montanha é guiar o olhar o espetador para o que o fotógrafo gostaria de destacar.

fotografias de montanha

Iluminação

Iluminação pode ser o aspecto mais importante de uma imagem de sucesso.

Enquanto a luz de fundo e a luz frontal funcionam melhor sob algumas circunstâncias, a luz lateral é a que prospera mais em fotografias de montanha.

A luz lateral realça as sombras e os detalhes das rochas e penhascos. Tudo isso aumenta o contraste e o drama da imagem.
Esse tipo de imagem, de grandes paisagens – como as montanhas – depende da luz natural, por isso o fotógrafo fica um pouco dependente do clima. Dias nublados podem achatar a luz, enquanto que o sol do meio dia pode apagar as sombras e acabar com um contraste agradável aos olhos.

Imagens de sucesso podem surgir a partir desses cenários desafiadores por si só, mas a iluminação lateral faz a vida dos fotógrafos ser muito mais fácil!

mountain-photography-alexandrew-buisse

Cor (ou a falta dela)

Cores vibrantes (sem estar saturada artificialmente) atraem os olhos. Isso acontece principalmente em fotografias de montanhas. O nascer e o por do sol, os primeiros planos coloridos e o céu azul brilhante vão ajudar a segurar o olho do espectador na sua imagem – você pode deixar tudo isso por conta da natureza.

Mas isso não quer dizer que apenas as fotografias com cores fortes são boas. As imagens com baixa saturação também podem dar um ar mais obscuro à imagem. Você escolhe a saturação de acordo com a sensação que quer passar com as suas fotografias de montanhas. Fotografias de inverno e de tempestades são exemplos nos quais as cores não precisam ser ricas.

Até nas imagens em preto e branco, nas quais a cor é ausente, o resultado pode ser impressionante ao fotografar montanhas. Nesse caso, o contraste deve trabalhar em favor do cenário retratado.

Além disso, converter uma fotografia para o preto e branco pode ser uma saída para quando as suas fotos não saem com a iluminação e as cores adequadas.

Post anterior

Dicas para fotografar a vida marinha

Próximo post

Mitos da fotografia