Home»Dicas de Fotografia»Perspectiva na fotografia: não fique parado!

Perspectiva na fotografia: não fique parado!

eMania
7
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Os fotógrafos geralmente caem no péssimo hábito de fotografar tudo na perspectiva dos olhos. Eles estão andando, veem algo que chama a atenção e faz fotografias exatamente de onde estão. Se você quer criar um impacto imediato na sua fotografia, você precisa sair da perspectiva dos olhos – ou do tripé. Você precisa mudar a sua visão!
É claro que você pode mudar a sua composição usando o zoom da sua lente, mas se você quer mudar, de fato, as perspectivas com as quais faz as suas imagens, você vai precisar se mover. Não deixe seus pés, ou o seu tripé, criar raízes em apenas um lugar. Se prepare para se pendurar, virar, andar e escalar. Comece a trabalhar com as várias perspectivas na fotografia.

Foto de: Katie McEnaney
Foto de: Katie McEnaney

Suas imagens vão te agradecer por isso.

Abaixe

Deixe a sua câmera fotográfica na altura do chão e veja como isso impacta a sua perspectiva. Quando você se abaixa, você pode adicionar o primeiro plano na sua composição, além de dar ao espectador o contexto de todo o resto da sua fotografia. Use uma lente grande angular para fazer isso.
Ao se abaixar você também consegue mudar a maneira em que o espectador sente, ou reage ao ver o seu sujeito principal, já que com a perspectiva de baixo, ele pode parecer mais alto, ou mais imponente. Os modelos vistos por baixo, sejam eles pessoas, animais, ou objetos, podem parecer que estão mais no controle e mais poderosos.
Usar a perspectiva de baixo para cima também pode desorientar o seu espectador. Essa visão no nível da água se torna um estudo sobre cores e textura, já que a água e a folha seca interagem uma com a outra. Do nível dos olhos, essa fotografia poderia se tornar apenas o retrato de cima para baixo de uma correnteza de esgoto. Abaixar-se simplifica a composição e coloca o espectador em uma perspectiva diferente e única.

Foto de: Katie McEnaney
Foto de: Katie McEnaney

Levante-se, ou olhe para cima

Você pode se abaixar e olhar os sujeitos do nível deles, mas você também pode ficar no alto e fotografar o seu modelo de cima. Ficar bem acima a sua linha normal de visão certamente vai te dar uma perspectiva nova e interessante.
Na fotografia abaixo, os outros turistas nos decks dão um contexto ao iceberg, visto de um navio de cruzeiro. Essa visão do alto também promove a sensação de uma maior escala de tamanho do iceberg.

Foto de: Katie McEnaney
Foto de: Katie McEnaney

Porém, se você não quer ficar em um patamar mais alto, fisicamente, ficar de pé na sua altura e fotografar não quer dizer que você precisa fotografar na perspectiva dos seus olhos. Passe um tempo olhando para cima e você vai encontrar vários elementos para melhorar sua composição. Com elementos muito altos, fotografar direcionando a câmera para cima pode enfatizar o tamanho e a altura deles.

Foto de: Katie McEnaney
Foto de: Katie McEnaney

O poder da imensidão dessas árvores, por exemplo, são melhores enfatizadas olhando para cima e não para baixo, ou em linha reta.

Opte pela lateral

Finalmente, não se esqueça de pensar lateralmente, Além de pensar na altura da direção da sua câmera, você também precisa se lembrar de se mover. Reserve um tempo para andar ao redor do que você vai fotografar e para considerar o plano de fundo e o primeiro plano.
Pense em como todas as peças da sua composição funcionam juntas. Sua primeira vista e seu primeiro ângulo geralmente não são os melhores disponíveis, mas você não vai ter certeza até investigar e explorar os outros.
Mover os seus pés pode mudar a maneira com que diferentes objetos interagem com cada um dos outros na cena que será fotografada. Às vezes basta apenas um pequeno passo para o lado para transformar uma fotografia completamente.

Foto de: Katie McEnaney
Foto de: Katie McEnaney

Em suma…

Não caia na armadilha de fotografar tudo o que vê sem pesar nas diferentes visões que aquilo pode ter. Separe um tempo para explorar o seu modelo e a cena em que ele está inserido e considere mudar a sua perspectiva.

Post anterior

Principais dicas de fotógrafos da National Geographic

Próximo post

Câmera Canon 5DS review - A maior resolução fotográfica já vista!