Home»Artigos de Foto e Vídeo»Review: A lente dupla do iPhone 7 Plus

Review: A lente dupla do iPhone 7 Plus

eMania
1
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Lançado neste mês no Brasil, o iPhone 7 Plus veio recheado de mudanças e novidades: novo posicionamento das linhas das antenas, opção de cor Jet Black, retirada da tradicional entrada dos fones de ouvido e, é claro, a lente dupla. No design, pouca inovação – a Apple manteve o padrão das últimas três gerações do aparelho.

A câmera do iPhone 7 Plus é, sem dúvida, a principal entre as tantas razões para compra-lo. A lente dupla é um atrativo e tanto para quem gosta de fotografar: há uma lente de 28mm f/1.8 – a grande angular – e outra de 56mm f/2.8 – uma teleobjetiva – para o zoom e para dar sensação de maior profundidade de campo da imagem. Isso significa, na prática, que a câmera do iPhone 7 Plus já “desfoca o fundo” da foto quando colocada no modo Portrait/Retrato. A teleobjetiva funciona mais ou menos como um zoom óptico de 2x para a grande angular, mas não conta com estabilização óptica, ou seja, só funciona bem em ambientes com boa iluminação.

A câmera frontal, quando comparada às versões mais antigas do iPhone, já apresentou boas melhorias: passou de 5 para 7 megapixels com abertura 2/2. As câmeras traseiras são de 12 megapixels.

Para gravar vídeos, a resolução é de 4K com 30 quadros por segundo, full HD 1080p com até 60qps ou câmera lenta a 120qps (1080p) e 240qps (720p). A câmera frontal passou a suportar vídeos até 1080p – antes, só ia a 720p.

Quanto ao foco, é tiro e queda: a detecção de corpos e rostos é rápida e eficiente. O flash True Tone, em comparação aos modelos antigos, tem uma iluminação 50% melhor, segundo a Apple. São quatro LEDs.

Na prática, a qualidade das imagens é incrível. Quando comparada aos aparelhos da linha Galaxy S7, dizem não ser tão boa, já que os aparelhos da Samsung são caracterizados por produzirem imagens mais nítidas e com cores mais vivas.  Particularmente, considero as imagens da Samsung um pouco “estouradas” demais na saturação e contraste. O iPhone sempre supriu minha necessidade de tirar boas fotos quando a câmera profissional não estava ao alcance das mãos – e, agora, com a lente dupla, isso fica ainda mais perceptível.

Veja abaixo algumas imagens tiradas no modo Portrait/Retrato, sem nenhum tipo de edição.

lente dupla iphone 7 plus lente dupla iphone 7 plus lente dupla iphone 7 plus

O foco deste modo é mesmo brilhante. Não é necessário tocar na tela para que a câmera encontre, sozinha, o objeto principal da imagem. Apesar do destaque para a lente dupla, a fotografia “normal” do iPhone 7 Plus também não deixa a desejar: o zoom da grande angular chega a até 10x, com uma perda baixa de qualidade. Os outros modos da câmera continuam os mesmos: time-lapse, foto, quadrado e panorâmica.

É importante ressaltar que, às vezes, o modo retrato “estraga” a foto. Por ser um software que processa os dados das duas câmeras traseiras do aparelho, ele pode falhar – isso significa que as fotos podem sair com elementos borrados que deveriam estar nítidos. O Portrait funciona muito bem para fotografar pessoas, mas peca nos objetos.

lente dupla iphone 7 plus
Modo retrato pode “estragar” as fotos. Repare no topo da planta.

De qualquer forma, nenhuma das deficiências é capaz de invalidar a experiência fotográfica com o iPhone 7 Plus. O aparelho é definitivamente muito bom quando se trata de fotografia – sem contar, é claro, todas as funções que fazem da Apple referência em mobile. Vale a pena se aventurar, especialmente quem tem a fotografia como hobby e gosta da praticidade dos celulares.

Confira aqui outras reviews de aparelhos, máquinas fotográficas e equipamentos de fotografia.

Post anterior

A HORA MÁGICA: FOTOGRAFIAS COM BELEZA TOTALMENTE NATURAL

Próximo post

O quê deve ser feito primeiro no Photoshop?