Ajustes básicos a serem feitos após comprar uma nova Câmera

1 546

A felicidade em poder comprar uma nova câmera fotográfica não só pode como precisa ser enorme. Afinal, estamos falando da porta de entrada para a prática da encantadora arte da fotografia e filmagem de momentos inesquecíveis. Independente se estivermos falando de uma paisagem histórica ou mesmo da movimentação corriqueira de um centro urbano, cada ambiente com sua beleza em particular.

Entretanto, apesar da natural empolgação com a aquisição, é importante saber que existem determinadas configurações que devem ser imediatamente ajustadas para evitar maiores problemas. São questões que parecem óbvias, mas normalmente acabam sendo um tanto quanto ignoradas em meio a euforia da compra, especialmente para pessoas que não atuam, necessariamente, como profissionais que portam uma nova câmera.

Por isso, fique atento as dicas que serão passadas a seguir e, se souber de outras que não foram abordadas, deixe nos comentários!

Formato dos arquivos

Existem, em resumo, dois modelos de arquivos mais utilizados por pessoas adeptas do mundo da fotografia (RAW e JPEG) onde o grau de conhecimento no tratamento das imagens irá definir a melhor opção para o seu caso.

Se você utilizará a nova câmera para fazer cliques e apreciá-los na forma com a menor interferência de edição possível, o JPEG (mais compacto e aceito pelos diversos softwares) soa como o mais correto. Todavia, se você é um profissional da área, tem conhecimento de programas de edição e quer trabalhar seus cliques em escala mais detalhada, o RAW (arquivo bruto das imagens) é a melhor alternativa.

Cartão de memória

cartão de memória

No momento de inserir um cartão de memória na sua nova câmera, a existência de dados dentro do seu cartão onde a comunicação com a máquina (dependendo da fabricante) pode ser elemento de influência negativa com a sincronização junto ao novo equipamento fotográfico.

Por isso, a dica para eliminar qualquer tipo de problema nessa linha é de fazer um backup das fotos e filmagens constantes no cartão de memória e formatá-lo antes de inserir na sua câmera nova. Assim, o processo de sincronização será favorecido e também a chance de perder de dados por mal funcionamento em uma das partes é eliminada.

Ajuste de dioptria

A dioptria nada mais é do que a escala de visibilidade em relação ao visor onde os fotógrafos costumam monitorar, além do foco da imagem, todas as informações pertinentes a configuração vigente. Apesar de parecer algo simplório, acredite: algumas pessoas chegam a levar seus equipamentos para uma assistência técnica simplesmente por não entender o que está acontecendo.

Para que você não seja uma dessas pessoas, basta mexer uma pequena roda dentada que fica, geralmente, na parte superior das câmeras como é possível ver no exemplo abaixo:

ajustes-basicos-a-serem-feitos-apos-comprar-uma-nova-camera-Blog-eMania
Reprodução/Fotodica
você pode gostar também
1 comentário
  1. Samuel Diz

    Sua postagem ficou bem elaborada e explicativa. Apesar de
    não concordar com algumas coisas, no geral foi bastante
    esclarecedor. Principalmente para quem não está por
    dentro do assunto e iniciou a busca pelo conhecimento por
    agora. Minha sugestão, e contribuição nesse momento, é
    que você possa alcançar ainda mais visitantes que não
    conhecem o seu site. Experimente um Teste Grátis, basta
    clicar no link deste comentário ou pesquisar no Google por
    ‘TrafegoPago . App . Br’ (tudo junto sem aspas). Espero
    que te ajude e seja útil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.