Home»Dicas de Fotografia»Como fazer fotografias de arquitetura de cima para baixo

Como fazer fotografias de arquitetura de cima para baixo

eMania
4
Compartilhamentos
Pinterest Google+ WhatsApp

Quando pensamos em fotografias de arquitetura, nós geralmente imaginamos fotos nítidas e imagens claras que mostram a fachada principal de prédios e a estrutura deles de frente. No entanto, nesse tutorial, vamos demonstrar como adicionar impacto a imagens de prédios altos ao fotografá-los de baixo para cima.

fotografias de arquitetura
Daniel Osorio

A arquitetura moderna, com formatos mais quadrados e uso maciço de vidro para criar superfícies suaves e reflexivas é o tema perfeito para fotografar dessa perspectiva extrema. Converter as fotografias de arquitetura ao preto e branco também combina com essa técnica, fazendo com que os tons prateados deem um look futurista à imagem.
O segredo principal é programar a sessão de fotos para quando tiver nuvens se movimentando com velocidade no céu – quanto mais rápidas as nuvens estiverem, mas fácil será para capturar um efeito dramático, o que combina muito bem com fotografias de arquitetura.
Vamos às dicas:

1. Encontre o assunto da fotografia

O primeiro passo é encontrar um prédio alto, ou uma estrutura parecida com isso. Procure pelos cantos e extremidades dessa estrutura, assim como grandes janelas de vidro que possam refletir a luz e clarear as outras partes do prédio. Os detalhes da fachada também podem ajudar a adicionar textura às suas fotografias de arquitetura.

fotografias de arquitetura

2. Escolha um canto

Posicione-se na base do prédio, do lado oposto do canto do topo do prédio que você deseja fotografar. Coloque a sua câmera fotográfica em um tripé e a aponte para a estrutura. Componha a sua fotografia de forma que o enquadramento abranja, principalmente, a aresta do canto do prédio escolhido – adicione um pouco do céu nesse enquadramento.

fotografias de arquitetura

3. Selecione uma abertura pequena

No modo manual, selecione a abertura de f/16 em um ISO de 100. Isso não vai te ajudar apenas a maximizar a profundidade de campo, como vai assegurar que toda a estrutura do prédio saia nítida em suas fotografias de arquitetura. Essas configurações também vão reduzir a quantidade de luz que vai atingir o sensor da sua câmera.

4. Mude para o foco manual

Para melhorar ainda mais a profundidade de campo, selecione o ponto de foco manualmente, de preferência um terço em direção ao centro do enquadramento.

5. Suavize a luz

Em seguida, coloque um filtro de densidade neutra na sua lente da câmera para bloquear pontos de luz. Depois de colocar o filtro, você vai precisar diminuir a velocidade do obturador até que o indicador de nível de exposição fique alinhado a zero na escala de exposição.

fotografias de arquitetura

6. Cheque a velocidade

Faça uma fotografia de teste e cheque o histograma para ter certeza de que nenhum dos destaques estão estourados. Se estiverem, você vai precisar aumentar a velocidade do obturador. Se a sua fotografia ficar muito escura, você vai precisar diminuir essa velocidade.

7. Fotografias de arquitetura monocromáticas

Para deixar as suas fotografias de arquitetura ainda mais impactantes, converta-as para preto e branco. Isso pode ser feito na própria câmera. Essas configurações podem ser usadas em algumas fotos e em outras não para você avaliar qual atinge o resultado mais agradável para você

Ao fim dessas dicas será difícil você não ter fotografias de arquitetura impactantes e chamativas. Além de segui-las, é muito importante experimentar, tanto em configurações de Câmera DSLR, quanto em diferentes tipos de estruturas arquitetônicas.

Post anterior

Dicas para dominar o foco manual

Próximo post

Momentos inesquecíveis das Olimpíadas: 4 acontecimentos que marcaram a história